31/01/2009

Hoje eu tô a fim de falar xD

Paciência!

1. O mês ainda nem acabou e já li 4 livros! O_o
Tô na fase "Stephen King Incansavelmente", já tem alguns meses. Recomendo todos, mas vou falar sobre o que eu acabei esses dias, "A Zona Morta".


Com certeza quem ler isso já deve ter visto o filme ou a série que passava sob o nome de "O Vidente", se não me engano.
"A Zona Morta" conta sobre John Smith, um rapaz que um dia sofre um terrível acidente de carro e passa quase 5 anos em coma. Quando todos já perdiam as esperanças, ele acorda - e com uma estranha habilidade: ele podia ver o passado/futuro de quem o tocasse. Às vezes suas visões eram fortíssimas, mas ainda assim havia informações que ele não conseguia especificar, informações que ficavam perdidas no que ele mesmo chamava de "zona morta" do seu cérebro. Os médicos não conseguiam identificar o que o fez ter esse "poder"; muitos não acreditavam que ele realmente pudesse fazer isso, e muitos o evitavam, com medo. A vida de John Smith toma um rumo que ele não sabia por quanto tempo aguentaria; mas ainda assim evitou grandes tragédias, assassinatos e encontrou pessoas desaparecidas. Até que um dia ele tem uma visão que não pode dividir com ninguém - algo terrível, e só ele pode resolver.

Leiam!!! : D

(os outros que li esse mês foram "Trocas Macabras", "A Hora do Vampiro" e, agora, "Christine".)

2. A boa notícia, pelo menos pra mim: decidi o que fazer, pelo menos por enquanto.
Depois de muito conversar, ouvir, pesquisar e me desesperar, cheguei à seguinte conclusão: Não adianta eu correr com Pós-Graduações e Mestrados enquanto eu não tiver em mente em que rumo eu realmente quero seguir. Como aqui na cidade não tem nada pra eu ir me distraindo, e não adianta arrumar dinheiro pra gastar na incerteza, estamos todos aqui de acordo que eu vou fazendo cursos online (na minha área) pra ir me atualizando, aumentando meu conhecimento e, antes de mais nada, não ficar parada! Achei cursos excelentes a preços acessíveis e posso muito bem me virar com eles, por enquanto. Alguns colegas vão tentar Pós-Graduação na UFLA (Lavras - MG), coisa que também já pesquisei, mas por enquanto não tô podendo bancar; e também não há lá nenhum curso que realmente me chamasse a atenção (já que ainda não sei se vou seguir um caminho específico, vou escolhendo por afinidade). Então, nada de pressa. Me lembrem disso, caso eu esqueça, haha.

3. Outra decisão tomada que foi aprovada: esse ano também começo as aulas de Francês : )
Tomara que eu não pire fazendo Francês e Alemão ao mesmo tempo, mas eu acho que consigo - pelo menos isso eu GOSTO de aprender!

4. E uma coisa que anda me intrigando: Agora toda noite eu tenho que sonhar que tô casando! õ_Ó
Só que por diversos motivos, nunca dá certo... Uma vez meu noivo morreu antes do casamento e, acreditem, eu queria MESMO casar com ele (no sonho, né... Nem sei quem era o dito cujo O_o). No de hoje, eu aceitei o pedido (embora também não saiba quem era o bem-intencionado), mas me arrependia profundamente...
Meu livro de interpretação de sonhos diz que um amigo meu vai morrer. Okay, ótimo ¬¬

Creio que seja só isso.

Curtam uma musiquinha, aí : P

Arkells - Tragic Flaw

(muito apaixonada por essa música *__*)
(pena que o vídeo não faça jus... Não acho ela pra ouvir na net)

29/01/2009

~♪~
Eu vi o mundo, ele era lindo
Mas então veio a chuva a arruinou tudo
Então eu tentei ser invisível
Isso era impossível
Mesmo para mim
Eu ri do amor
E foi um grande erro
Porque na falta disso
Eu o preenchi com ódio

Porque não há nada como o nada
É, não há nada como o nada absoluto

Eu tinha um cérebro para não pensar em nada
Mas então a chuva veio
E eu pensei demais
No mundo, como sempre
Eu caí profundamente num vazio
Tentei fazer com que tudo tivesse um sentido
Mas a chuva veio e bagunçou tudo

Porque não há nada como o nada
É, não há nada como o nada absoluto
Não há nada como o nada
Mas os meus dedos estão no gatilho
E eu vou desligar o mundo

Então o que me dá o direito de pensar
Que eu poderia jogar uma vida fora?
Mesmo que seja a minha
E o que te faz acreditar
Que você pode se afastar do amadurecimento?
Passando por cima de mim
Talvez perder ou salvar sua alma
É uma escolha de como você preenche o buraco

E a chuva veio...

Porque não há nada como o nada
É, não há nada como o nada absoluto
Não há nada como o nada
Mas o meu dedo está no gatilho
E eu vou desligar o mundo
~♪~


Chris Cornell - No Such Thing

28/01/2009

Você Quer Ser Um Homem do Espaço?

~♫~
Não via seu rosto por aí desde que era criança
Você me traz de volta aquelas lembranças das coisas que fazíamos
Você se pendura por aí e sobe em árvores, fingindo voar
Você quer ser um homem do espaço e morar no céu?

Agora você tem não sei quantas contas pras pagar
E sei lá quantos filhos
E você já se esqueceu sobre as coisas que fazíamos
A cidade onde moramos te transformou num homem
E todos os seus sonhos foram lavados da areia

Mas está tudo bem, está tudo bem
Quem sou eu e quem é você para dizer o que está errado e o que está certo?

Você ainda se sente como eu?

Nós sentamos aqui e talvez então vejamos

Nós podemos conversar e achar coisas em comum

E podemos apenas esquecer sobre estarmos tristes
E podemos apenas esquecer da vida nessa cidade...

É engraçado como nossos sonhos mudam
À medida em que vamos envelhecendo
Você não quer mais ser homem do espaço nenhum
Você só quer o ouro
Os ladrões de sonhos estão só esperando
Mas se você quiser ser um homem do espaço, ainda há tempo

Mas está tudo bem, está tudo bem
Quem sou eu e quem é você para dizer o que está errado e o que está certo?

Você ainda se sente como eu?

Nós sentamos aqui e talvez então vejamos

Nós podemos conversar e achar coisas em comum

E podemos apenas esquecer sobre estarmos tristes

E podemos apenas esquecer da vida nessa cidade...

~♫~


Oasis - D'Yer Wanna Be A Spaceman?

(caso alguém leia esse post, o link como sempre tá no nome da música)

Por ser um b-side, não há muitos vídeos dessa música no YouTube; ela só foi tocada em alguns shows em 1995, mas foi logo tirada do setlist quando o Noel, muito sabiamente, percebeu que ainda não a sabia de cor (pausa para uma cara "¬¬", haha) - tanto que, excluindo os vídeos em péssima qualidade, só encontramos o do memorável show no Southend Cliffs Pavillion (do DVD "Live By The Sea"), quando ele esqueceu a letra no meio da música, riu e teve que pular pra próxima. : )

26/01/2009

"I would like to leave this city
This old town don't smell too pretty and
I can hear the warning signs runnin' around my mind..."


Há coisa de um ano e meio atrás, eu ouvia essas linhas e pensava no quanto elas faziam sentido. Foi quando eu realmente virei fã do Oasis.




Sabem, acho que o fato de eu conhecer tantas e tantas bandas e, com isso, muitas músicas, é porque estou sempre à busca de alguma que me traduza. E, nessa época, percebi que o Oasis me traduzia. E ainda traduz... "Half The World Away" foi a primeira confirmação. E, no mesmo estilo, "Part of the Queue". Digo, não é aquela "descobri uma música feita pra mim!", mas sim "descobri uma banda feita pra mim!". Não é puxar saco... Muita coisa vinda dos Gallaghers me decepciona. Mas, ao mesmo tempo, quando o Noel (principalmente) abre a boca pra cantar, é... Não sei dizer, é uma sensação de paz imensa...!


Digamos que, ao perceber isso, naquela época, "esqueci" um pouco da depressão que me abatia. Acho que foi a pior de todas (perdendo apenas pra depressão de quatro meses, quando me mudei pra cá). Se bem que não seria muito certo dizer que "esqueci" da depressão; creio que passar dias a fio escutando os (então) 6 CDs que eu tinha do Oasis, um atrás do outro, e outra tarde ouvindo 8 vezes seguidas a mesma música (Acquiesce) não signifique um estado de melhora, haha. Mas me ajudou, sim, eu parava de pensar no quanto minha vida era desgraçada e comecei a concentrar toda minha ociosidade no Oasis.


Estar descontente com a cidade; reconhecer que, sem um ao outro, não somos nada; impor que o amor é necessário pra não enlouquecermos; a auto-confiança, o ode à juventude eterna, o "dane-se" a quem te odeia... Tá tudo ali. E é tudo o que eu procurava, num lugar só.

E, pra demonstrar o quanto o Oasis indiretamente me deu forças pra que eu conseguisse terminar a faculdade em paz (?), no dia do baile entrei ao som de Supersonic.


:D