29/05/2009

Noel Gallagher, The Chief

(presente do pessoal maluco da rádio BBC, no último aniversário)

Há exatamente 42 anos atrás, na cidade de Longsight, em Manchester, na Inglaterra, ao som de Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, nasce Noel Thomas David Gallagher (ok, não sei dizer com que peso nem altura).

Não vou me ater à biografia toda, porque ninguém vai ler. A infância difícil, numa família muito pobre da classe trabalhadora e com um pai violento; a adolescência problemática com drogas e pequenos furtos; a guitarra que ganhou da sua mãe; ser roadie do Inspiral Carpets; ser convidado pelo irmão mais novo para fazer parte da banda Rain (que ele tomou pra si, assumiu o posto de compositor oficial, mudou o nome e deu outro rumo pr'aquela merda - e assim surgiu o Oasis \o/); ser famoso do dia pra noite, fazer muito dinheiro, gastá-lo de maneira altamente inapropriada ("gastei libras e libras em carros e piscinas... Mas não sei nadar e nunca aprendi a dirigir"); o abuso de drogas nos 3 primeiros anos de carreira, a maneira como as largou sem maiores problemas (e continua livre delas há pelo menos 11 anos); casar, ser pai, se separar, casar (apesar de que não casooou oficialmente) de novo, ser pai de novo... E assim vai indo a vida de The Chief.

"Se a vida dele foi assim tão difícil, ele devia ser menos arrogante", ouço muita gente dizendo por aí. Não vou tomar posição em defesa dele ou do que ele diz ou faz. Muita coisa que ele diz me deixa frustrada, mas como fã que conhece e acompanha, tenho direito de arriscar alguns comentários.

Ponha-se na situação de alguém que num dia não tem nada, no outro dia tem tudo. Some-se a isso o fato de você não ser lá "instruído" o suficiente sobre como lidar com fama e dinheiro. O mundo todo exalta seu trabalho, te chama de gênio, lambe suas botas... Claro que você vai adorar isso tudo. Mas certas pessoas não sabem segurar a língua dentro da boca e soltam comentários dispensáveis, como muita coisa que Noel andou dizendo anos atrás que martelam até hoje na cabeça das pessoas... Coisas que atualmente não são mais ditas, coisas das quais ele já pediu desculpas publicamente, coisas que ele desmentiu, coisas que foram distorcidas. O grande problema nisso tudo é que, como todos sabemos, a mídia manipula. Clichê? Verdade! Botaram nas nossas cabeças que o "Noel Gallagher é um arrogante que só sabe falar mal de todos e se achar o melhor do mundo". Aí ele dá uma entrevista de meia hora falando de coisas mais relevantes, e o que a mídia faz? Divulga aquele momento, aquela frase fora de contexto que acaba com tudo. Não me refiro a uma única ocasião, mas a um geral que acontece até hoje. Noel tá envelhecendo, é uma pessoa madura, não tem mais nada a ver com aquele de 10 anos atrás. Acho que as pessoas deveriam deixar certas coisas em paz.



Um exemplo?

"Para mim, a música é algo muito pessoa e espiritual, vem de algum lugar da minha alma, está no ar... Eu não vou ao estúdio para provar que sou melhor guitarrista do que o Graham Coxon [do Blur] ou um compositor melhor do que o Thom Yorke [do Radiohead]. Eu acho que sou bom em muitas coisas, mas não brilhante. Sou um bom guitarrista, mas não ótimo, sou um bom letrista, mas não ótimo, tenho uma boa voz, mas não é grande coisa. Eu não sei porque existe essa conexão com as pessoas, não consigo explicar porque eles ficam o dia todo na frente do hotel gritando o meu nome. Mas também não posso julgá-los. Eu acho isso fascinante, porque não me vejo refletido na pessoa que eles veem em mim. Eles me veem como uma estrela, mas eu me vejo como uma pessoa bastante normal."

fonte: lanacion.com.ar, 06/05/09
[em entrevista concedida antes do show na Argentina, no começo do mês]


Aí né, não divulgam esse tipo de citação.

Não pretendo com isso tudo fazer com que vocês gostem dele nem nada. Expus fatos e só espero que alguns tipos de comentários viciosos diminuam... Conforme ficou bem claro na entrevista que ele deu ao Fantástico, algumas semanas atrás, ele ou a banda não precisam provar mais nada a ninguém. Não precisam de mais dinheiro e não precisam de mais fãs. Se ele ou a banda continuam fazendo o que fazem até hoje, é porque amam o que fazem, e somente isso. E, mesmo que atualmente nós fãs o estejamos chamando de "véia rabugenta" por causa de certas atitudes mal-humoradas de 'Mr. Monobrow' atualmente, ainda o amamos e esperamos o maldito álbum solo que ele já tá prometendo há anos ò_ó

.

Em tempo, o OasisNews disponibilizou hoje o download de 42 bootlegs do Oasis para download em altíssima qualidade, se alguém se interessar, corre lá. Pros da turnê acústica 'Noel-Gem' de 2006 eu pessoalmente sugeriria o de Toronto, mas não colocaram lá... Shame on you, Alisson!

De brinde, melhor resposta ever:
SPIN: Há muitas baladas clássicas do Oasis, mas às vezes as letras não estragam elas? “The Masterplan”, “Champagne Supernova”, “Don’t Look Back in Anger”. Você gostaria de ter usado mais tempo fazendo com que elas fizessem sentido? Noel: O que há de errado em “The Masterplan”?
Realmente, não vejo problema nela. Mas ri alto xD

Mentira. A melhor resposta ever foi esta:

Q.: What would you say to your fans if it was your last concert ever?
Noel: Ever?
Q.: Ever.
Noel: Ever, ever, ever? (pensa) "It was a f*cking pleasure. Thank you very much."




:)

3 comentários:

  1. Ele é meio maluco e isso é fato. Mas detesto essa mania de endeusarem certos artistas e pegarem no pé de outros. Puxa saquismo é foda mulher.


    Quer um travesseiro na fuça? TOMA!!!!!!

    (agora é a hora em que vc finge que tomou mesmo!)


    .


    Bjocão meu bem, bom FDS!


    FUIZ...

    ResponderExcluir
  2. Credo, tacou o travesseiro forte hein? Agora vai tomar é porrada, acabou a brincadeira!




    Hahahahaha...

    Postei as 10 coisas lah, adoreeei, rs...



    Beijocão meu bem!


    FUIZ...

    ResponderExcluir
  3. "O que há de errado em The Masterplan?" foi ótima! =D

    Eu concordo que a mídia manipula totalmente as informações; se você não procurar, só vai saber o que querem que você saiba. Mas eu realmente acho, conhecendo pouquíssimo da história do Oasis e do Liam e do Noel, que eles são bem antipáticos.
    Não o acho uma péssima pessoa, mas não é do tipo que me faz querer acompanhar sua carreira. =S

    Mas, parabéns pra ele, atrasado! Ele também é gente e tem músicas fodas. =D

    Beijos, Manu!
    (L)

    ResponderExcluir

Bom senso, respeito e educação são esperados e sempre bem-vindos nos comentários. Obrigada pela visita!