Pular para o conteúdo principal

curtia - nem curtia u.u

3 inutilidades postadas seguidamente pela total falta de assunto. Se não for mais postar hoje, já os lembro que à noite estarei na 4ª edição do Metal das Abóboras, so don't wait for me ;*
(então provavelmente amanhã eu tenha assunto :D)

Vamos lá:

Confira neste site o top 100 das músicas que tocavam nas rádios no ano em que você terminou a escola. Marcar em negrito as que você gostava (ou ainda gosta), riscar as que você não gostava ou não suportava ouvir tocando, e ignorar as que você não se lembra de ter ouvido ou não conhece.

Em 2004 eu já não ouvia tanto rádio quanto antes, foi um ano difícil em alguns sentidos, de forma que a mudança pra cá me desanimou totalmente com a programação local :B Então tem muita coisa que nunca ouvi, mas ainda tem alguma música ou outra que eu me lembro de ter ouvido (e muito!). Vejamos o top 100 de 2004, então:

1. The Reason, Hoobastank
2. This Love, Maroon 5 (amava, nossa)
3. Yeah, Usher featuring Ludacris & Lil' Jon
4. Leave (Get Out), JoJo
5. She Will Be Loved, Maroon 5 (embora amasse This Love, nunca consegui gostar dessa!)
6. Pieces Of Me, Ashlee Simpson
7. With You, Jessica Simpson
8. The Way You Move, Outkast
9. My Immortal, Evanescence (ouvia bastante Evanescence, mas nunca suportei My Immortal)
10. My Happy Ending, Avril Lavigne (pqp, pior que sei essa merda de cor)
11. My Boo, Usher & Alicia Key
12. Burn, Usher
13. Toxic, Britney Spears (overdose disso nessa época, gzuis)
14. If I Ain't Got You, Alicia Keys
15. Breakaway Kelly Clarkson
16. Dare You To Move, Switchfoot
17. Dip It Low, Christina Milian
18. Over And Over, Nelly featuring Tim McGraw
19. Hey Mama, Black Eyed Peas
20. Meant To Live, Switchfoot
21. Lose My Breath, Destiny's Child
22. I Don't Want To Be, Gavin DeGraw
23. Naughty Girl, Beyoncé Knowles
24. Let's Get It Started, Black Eyed Peas
25. On The Way Down, Ryan Cabrera
26. I Don't Want You Back, Eamon
27. Falls On Me, Fuel (só fui conhecer Fuel depois, e ainda nem conheço essa música :P)
28. Roses, Outkast (acho que me lembro vagamente desta)
29. One Thing, Finger Eleven
30. Move Ya Body, Nina Sky
31. I Don't Wanna Know, Mario Winans featuring Enya & P. Diddy
32. Broken, Seether featuring Amy Lee (e quem nunca cantou isso com um amigo/a?)
33. Everytime, Britney Spears
34. The First Cut Is The Deepest, Sheryl Crow
35. Scandalous, Mis-Teeq
36. The Voice Within, Christina Aguilera
37. Take My Breath Away, Jessica Simpson
38. Turn Me On, Kevin Lyttle
39. Heaven, Los Lonely Boys
40. 1985, Bowling For Soup
41. Ocean Avenue, Yellowcard
42. Don't Tell Me, Avril Lavigne (mesmo caso da outra)
43. Confessions Part 2, Usher
44. Milkshake, Kelis
45. Eighth World Wonder, Kimberly Locke
46. Me, Myself And I, Beyoncé Knowles
47. Sunshine, Lil Flip
48. Baby It's You, JoJo
49. Numb, Linkin Park (tempos felizes \o/)
50. Goodies, Ciara
51. Welcome To My Life, Simple Plan (puta música chata)
52. Drop It Like It's Hot, Snoop Dogg
53. Come Clean, Hilary Duff
54. My Band, D12 featuring Eminem (puta música chata²)
55. One Call Away, Chingy
56. Hold On, Good Charlotte
57. Freek-A-Leek, Petey Pablo
58. Daughters, John Mayer
59. Tipsy, J-Kwon
60. Slow Jamz, Twista featuring Kanye West & Jamie Foxx
61. Are You Gonna Be My Girl, Jet (não posso marcá-la pois só fui conhecer bastante tempo depois...)
62. Just Lose It, Eminem
63. The Trouble With Love Is, Kelly Clarkson
64. Hotel, Cassidy featuring R. Kelly
65. I Like That, Houston
66. Bounce, Sarah Connor
67. Lady, Lenny Kravitz
68. Slow Motion, Juvenile
69. I Miss You, Blink-182 (puta música chata³)
70. Feelin' Way Too Damn Good, Nickelback (foi hino, haha)
71. My Place, Nelly
72. Dirt Off Your Shoulder, Jay-Z
73. Vertigo, U2 (embora não ligue muito pra U2, mas sempre gostei dessa música)
74. You Don't Know My Name, Alicia Keys
75. Gigolo, Nick Cannon
76. White Houses, Vanessa Carlton
77. Let's Go, Trick Daddy
78. You And I Both, Jason Mraz
79. Overnight Celebrity, Twista
80. (I Hate) Everything About You, Three Days Grace (foi paixão à primeira ouvida *.*)
81. Only One, Yellowcard
82. Change Clothes, Jay-Z
83. 100 Years, Five For Fighting
84. Echo, Trapt
85. I'm Still In Love With You, Sean Paul
86. Breaking The Habit, Linkin Park (outra de tempos felizes \o/)
87. Shadow, Ashlee Simpson
88. What You Waiting For?, Gwen Stefani
89. How Come, D12
90. Slow, Kylie Minogue
91. Some Girls (Dance With Women), JC Chasez
92. Vindicated, Dashboard Confessional
93. God Is A DJ, Pink
94. Lean Back, Terror Squad
95. Accidentally In Love, Counting Crows (Shrek ftw \o/)
96. Just A Little While, Janet Jackson
97. Away From The Sun, 3 Doors Down (e nunca mais ouvi 3 Doors Down o.O)
98. Angels, Jessica Simpson
99. Locked Up, Akon
100. Not Today, Mary J. Blige featuring Eve

.

Well, vejamos como será meu sábado. Qualquer coisa, postarei ;*

Postagens mais visitadas deste blog

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

... e ainda mais livros interativos!

2014 está sendo um ano muuuito esquisito... Não sei se tá todo mundo com essa impressão, ou se eu só estou prestando atenção nas coisas esquisitas, mesmo.
De qualquer forma, comentei em alguma postagem anterior sobre a necessidade da terapia que não vou fazer, e como esses livros interativos que tanto estão na moda andam me ajudando a aguentar toda a esquisitice desse ano.
Depois de Destrua Este Diário, que não vou terminar, e Termine Este Livro, que já terminei, peguei outros dois lançamentos: Listografia, de Lisa Nola, e 1 Página de Cada Vez, de Adam J. Kurtz.


O Listografia eu havia visto pelo Pinterest e achei a proposta atrativa pra mim: listar a vida de acordo com os mais variados tópicos. Os temas vão desde coisas simples, como os lugares em que você já morou, o nome de todos os animais de estimação que você já teve, seus programas de TV favoritos, as cidades que você conhece, até assuntos mais reflexivos, como as coisas sobre você que quase ninguém sabe, seus maiores atos de b…

As curiosas origens de 4 famosos jogos de tabuleiro

Adaptado do artigo original do Mental Floss.



Jogos de tabuleiro são uma forma de entretenimento criada pelos egípcios há 5 mil anos e nunca saíram de moda, mesmo que atualmente tenham sido adaptados em vídeo games ou jogos para o celular. Aqui vão as origens de alguns dos sucessos mundiais favoritos:

Monopoly / Banco Imobiliário

Embora seja considerado um jogo que glorifica o capitalismo (tendo sido banido de países como a China e a antiga União Soviética), este clássico foi inventado para representar justamente a ideia oposta. A americana Elizabeth Magie era ativista contra o pagamento de impostos imobiliários, no fim do século 19. Segundo ela e outros simpatizantes, deveria haver apenas um imposto de propriedade, diminuindo assim a diferença de riqueza entre os senhorios e os inquilinos. Para demonstrar de uma maneira fácil como as coisas aconteciam na época, Lizzie patenteou, em 1904, um jogo chamado The Landlord's Game ("O jogo do senhorio"), cujo objetivo era acumula…