Pular para o conteúdo principal

...and God save Ronald Biggs! ♪

Quem nunca tinha ouvido falar, provavelmente está cansando de ouvir agora, já que ele voltou a ser notícia.


(1963 - 1997 | guardian.co.uk)

Ronald Biggs, famoso pelo maior assalto da história da Inglaterra ("O Grande Assalto ao Trem"), em 1963: ele e mais 15 companheiros roubaram de um trem postal a quantia exorbitante de 2,6 milhões de libras (equivalente hoje em dia a 220 milhões de reais). No ano seguinte grande parte deles, inclusive ele próprio, foram processados e presos; mas, em 1965, Biggs conseguiu escapar da prisão - pulando o muro com uma escada de corda xD

Fugiu então para Paris, com mulher e filhos, adquirindo um passaporte falso e se submetendo a cirurgia plástica. Alguns anos depois, muda-se para a Austrália e começa a trabalhar como montador de cenários (já que ele era carpinteiro antes do assalto ao trem); mas logo foi reconhecido por um repórter, de modo que ele se mudou mais uma vez - não muito tempo depois, deixando para trás a família, Ronald Biggs veio para o Brasil, onde morou por 31 anos, no Rio de Janeiro.

Uma vez no Rio, Ronald logo foi descoberto por repórteres, e mais uma vez a Scotland Yard veio atrás dele. Mas para sua grande conveniência, nada aconteceu: na época, o Reino Unido e o Brasil não possuíam acordos sobre extradição - de modo que Ronald podia aproveitar com toda a tranquilidade o sol de Copacabana 8) Pra completar, sua namorada brasileira estava grávida*, e a Lei brasileira defende que não se pode expulsar do país o pai de uma criança brasileira. Biggs não podia trabalhar legalmente por ser um foragido da Scotland Yard, mas logo virou "celebridade" pelo Rio, então havia quem pagasse por camisetas com a sua cara ou por alguns minutos de bate-papo com ele.

*O filho? Michael "Mike" Biggs, que foi da Turma do Balão Mágico (direita)

Alguns anos depois, Biggs foi sequestrado por uma gangue - caçadores de recompensas - e levado à Barbados. Mas logo o plano foi descoberto e Biggs, muito esperto, se aproveitou da situação de "vítima" e de algumas brechas na lei e conseguiu ser mandado de volta ao Brasil.

Em 2001, já com 71 anos, Ronald Biggs declarou à imprensa que gostaria de voltar à Inglaterra, pois gostaria de "morrer em casa". Mesmo sabendo do que aconteceria caso voltasse, ele se entregou às autoridades voluntariamente, sendo preso no mesmo dia e ganhando uma pena de 55 anos. Da prisão até então, seu estado de saúde só foi piorando, tendo sofrido alguns ataques cardíacos e derrames (que lhe tiraram a fala e o impedem de caminhar sem dificuldade). Devido a esse fato, apelou-se uma absolvição ou redução de pena ou liberdade condicional, que foi negada várias vezes porque o réu "não se mostrava arrependido de seu crime".

Há alguns dias atrás, Biggs foi internado com pneumonia severa, conseguindo então ontem, dia 6 de agosto, sua absolvição. Amanhã Ronnie completa 80 anos de idade.

.

Carreira Artística:
(sim, porque ele teve uma!)

Era aqui que eu queria chegar.

Embora tenha participado de algumas músicas na cena punk, darei destaque a uma em especial.

Enquanto morava aqui no Brasil, Ronnie Biggs recebeu uma visita de "fãs" ingleses. Eram eles Steve Jones e Paul Cook, respectivamente guitarrista e baterista da então recém-acabada banda Sex Pistols.


(Ronnie, com sua cópia de Never Mind The Bollocks, Paul e Steve. Bela sunga, Mr. Biggs! | Verão de 78, Copacabana)

De resultado desse encontro, temos "No One Is Innocent (A Punk Prayer by Ronald Biggs)", que foi o primeiro single do filme-documentário sobre os Sex Pistols, The Great Rock'n'Roll Swindle, de 1978: com Ronnie Biggs nos vocais!


A letra é no tom irônico peculiar da banda, mesmo sem Johnny Rotten. Percebemos em linhas como: "God save television/ keep the programs pure" ("Deus salve a televisão/ mantenham os programas puros"). O refrão:

Ronnie Biggs was doing time
Until he done a bunk
Now he says he's seen the light
And he sold his soul to Punk!

"Ronnie Biggs estava matando o tempo
Até fazer besteira
Agora ele disse que viu a luz
E vendeu sua alma ao Punk!"

A canção teve vários títulos, como forma de "provocar" a gravadora, que se recusava a lançá-la. por causa de certas citações ofensivas na letra. De qualquer forma, alcançou a 6ª posição nas paradas britânicas.

Curioso?



Além da gravação da música, ainda vemos os "ladrões ingleses" fazendo turismo no Rio de Janeiro e curtindo o carnaval carioca. Eita nóis.

.

Fontes consultadas:
Wikipedia 1 e 2 | Guardian | SuperInteressante | Google Images

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…