Pular para o conteúdo principal

Aleatoriedade (?) - de fatos, não de músicas.

Guten Tag, Leute o/

Meu blog é um caos!
Eu me empolgo com música e acabo deixando de lado as minhas brisas - não sei se alguém realmente se importa/sente falta, mas me deu uma saudadinha de falar coisas sem noção do meu cada vez mais parado dia a dia :B

.

Diploma:

PREGUIÇA de ir buscá-lo. Disseram que iam ligar quando estivesse pronto. Os 4 meses de prazo já passaram e até agora naaada. Não queria mesmo ter que ir até a Universidade à toa -.-'' As pressões aqui em casa estão ficando cada vez mais, como se diz... "pressionadas". Duro é ter que prestar concurso pra qualquer coisa só pra dizer que tem um emprego... *suspira*

Morrer com movimento:

Ok, isso vai ser meio complicado de explicar, porque vou ter que dar uma breve aulinha de alemão.

Tipo, estamos aprendendo já há uns meses a conjugar os verbos no Partizip Perfekt (particípio perfeito), e tem aquelas paradas todas de verbo auxiliar. São dois, cada um é usado pra um tipo de verbo diferente; por exemplo: o ist é usado pra auxiliar os verbos que dão ideia de "movimento" ou "deslocamento", tipo andar, correr, dirigir, voar, nadar etc. E o hat é usado pra auxiliar os demais verbos.

Então, a gente lá formando frases, aí tinha uma com o verbo "morrer", e nós alegres e saltitantes colocamos o hat, lógico. Mas não era, fessora disse que era o ist. Bom, wtf, desde quando se desloca pra morrer? o.O Só se for tipo um deslocamento dessa pra melhor... *pensa seriamente sobre o assunto*

Greve dos Correios:

Sim, eu oficialmente odeio os Correios já há alguns anos. E, quando eles entram em greve, eu consigo odiá-los ainda mais, porque aquele CD do Avenged Sevenfold que eu comprei há exatos 2 anos e não chegou aqui até hoje empacou por causa da greve. E agora, coincidentemente, estou esperando outro CD chegar (Somewhere in the Between, do Streetlight Manifesto) e o prazo jáá deu.

...

-.-''

Eu e o número 7:

Numerologia dá medo. Minha data de nascimento dá 7. Meu primeiro nome dá 7. Minha mãe diz que a data que eu somar e der 7 também vai marcar um dia importante na minha vida. O dia que eu conheci o Lu foi 7 oeee \o/ E hoje também dá 7. Medo do que vai acontecer hoje @_@

Aliás, a descrição da pessoa sob o número 7, segundo Aparecida Liberato (DOMINGOOOOO LE-GAL! \o/ irmã do Gugu -s):

Seu desafio é conhecer, estudar, analisar. Você não consegue se conformar somente com o que está vendo, com os fatos. Deve buscar explicações mais profundas, escondidas. Você deve buscar conhecer-se e usar sua intuição para encontrar seu caminho. Deve compartilhar com os outros as suas descobertas.

Você é especialmente reservado e analítico. Sua grande força é sua profundidade de pensamento. Você armazena conhecimento de praticamente cada fonte que encontra. Inteligente, metódico e estudioso, as questões espirituais o atraem. Quando criança, pode ter passado longo tempo sozinho, isolando-se dos outros, introspectivo, dando a impressão de ter dificuldade de entrosamento. Mas estava sempre observando tudo e todos.

Você precisa de momentos de quietude para estar com seus próprios pensamentos e sonhos internos. Você não gosta de multidões, de ruído e de confusão. Necessita de períodos para refletir e buscar respostas para aquilo que considera importante. Você é muito exigente em seu trabalho. Perfeccionista, espera dos demais o mesmo nível de desempenho. A estabilidade nos sentimentos pode ser difícil para você.

Os aspectos negativos deste número são o isolamento excessivo, o que acaba dificultando os relacionamentos. Excesso de critica e exigência pode também afastar as pessoas e torná-lo descontente, fora do mundo. A insegurança e o sentimento de solidão o fragilizam. O importante é conhecer, ter fé, acreditar em si mesmo, para poder abandonar o medo.


Alguém mais ficou com medo? Eu fiquei @_@

Harper's Island

Tô viciada nisso. Acho que é porque tem aquele clima dos livros de Agatha Christie, tipo, várias pessoas num lugar, assassinatos, todo mundo é mais do que suspeito e, quando você acha que descobriu quem é o assassino, ele morre \o/ Tenho minhas teorias, acho que o assassino pode ser o Henry (o noivo que eu insisto em chamar de Frank :B), por alguns vários motivos, além de ser bonzinho demais pro meu gosto õ.o Ou mesmo a Abby - minha teoria pra ela é mais louca; eu ainda acho que ela desenvolveu distúrbios de dupla personalidade. Pensem bem, os assassinatos só recomeçaram quando ela voltou pra ilha u.u

Se alguém já assistiu, por favor, NÃO CONTE.

.

Viiiiiram! Consegui ficar um post todo sem falar de música!! \o/

(não garanto pra amanhã, há)

Postagens mais visitadas deste blog

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

... e ainda mais livros interativos!

2014 está sendo um ano muuuito esquisito... Não sei se tá todo mundo com essa impressão, ou se eu só estou prestando atenção nas coisas esquisitas, mesmo.
De qualquer forma, comentei em alguma postagem anterior sobre a necessidade da terapia que não vou fazer, e como esses livros interativos que tanto estão na moda andam me ajudando a aguentar toda a esquisitice desse ano.
Depois de Destrua Este Diário, que não vou terminar, e Termine Este Livro, que já terminei, peguei outros dois lançamentos: Listografia, de Lisa Nola, e 1 Página de Cada Vez, de Adam J. Kurtz.


O Listografia eu havia visto pelo Pinterest e achei a proposta atrativa pra mim: listar a vida de acordo com os mais variados tópicos. Os temas vão desde coisas simples, como os lugares em que você já morou, o nome de todos os animais de estimação que você já teve, seus programas de TV favoritos, as cidades que você conhece, até assuntos mais reflexivos, como as coisas sobre você que quase ninguém sabe, seus maiores atos de b…

As curiosas origens de 4 famosos jogos de tabuleiro

Adaptado do artigo original do Mental Floss.



Jogos de tabuleiro são uma forma de entretenimento criada pelos egípcios há 5 mil anos e nunca saíram de moda, mesmo que atualmente tenham sido adaptados em vídeo games ou jogos para o celular. Aqui vão as origens de alguns dos sucessos mundiais favoritos:

Monopoly / Banco Imobiliário

Embora seja considerado um jogo que glorifica o capitalismo (tendo sido banido de países como a China e a antiga União Soviética), este clássico foi inventado para representar justamente a ideia oposta. A americana Elizabeth Magie era ativista contra o pagamento de impostos imobiliários, no fim do século 19. Segundo ela e outros simpatizantes, deveria haver apenas um imposto de propriedade, diminuindo assim a diferença de riqueza entre os senhorios e os inquilinos. Para demonstrar de uma maneira fácil como as coisas aconteciam na época, Lizzie patenteou, em 1904, um jogo chamado The Landlord's Game ("O jogo do senhorio"), cujo objetivo era acumula…