29/11/2009

George Harrison

Talvez o único guitarrista-solo da história do rock que não agia como tal. O pioneiro em incorporar elementos orientais à música ocidental, devido ao seu envolvimento com a Índia. Um compositor talentoso que foi ofuscado pelos colegas de banda. Um apaixonado por Fórmula 1. Convertido ao Hare Krishna e um lutador ativo pela paz.





Hoje fazem apenas 8 anos da morte de George Harrison... "the quiet Beatle".



Vida:

• George Harrison foi o único Beatle que nasceu em uma família normal e sem conflitos internos. Era também o caçula de todos, e ainda era menor de idade quando os Beatles começaram (tinha 16 anos), e o preferido das mulheres, na época.

• Quando crianças, ele e John Lennon estudaram na mesma escola; mas, como John era mais velho e estava 3 anos na frente, eles nunca chegaram a se encontrar lá. George sempre foi um garoto meio rebelde e independente, e seus antigos colegas de escola dizem que ele sempre teve cabelo comprido, antes mesmo da moda começar (moda, aliás, que surgiu justamente com a banda dele), além de sempre se vestir de maneira não-convencional aos padrões das escolas.




 • Enquanto nos Beatles, casou-se com a modelo Pattie Boyd (que conheceu durante as gravações do filme A Hard Day's Night), a quem dedicou a mais bela canção que já compôs (e uma das mais belas do gênero), Something. Infelizmente, o casamento não durou muito, pois Pattie era apaixonada pelo melhor amigo de George, Eric Clapton, que sempre nutriu uma paixão secreta por ela. George consentiu em deixá-la ir e inclusive compareceu ao casamento (e até tocou!) dos dois (que também não durou muito). Anos depois, George casa-se com a secretária da sua gravadora, a mexicana Olivia Arias, mãe de seu único filho, Dhani Harrison.


George & Pattie


Olivia & Dhani


• Com o final dos Beatles, George fez o que não via a hora de fazer: gravou todas as músicas que tinha feito e lançou como um projeto novo, com outros músicos. Enquanto estava nos Beatles, ele não tinha muita liberdade de composição (dominada por Lennon e McCartney), embora tenha conseguido lançar com a banda alguns clássicos como a já citada Something, e While My Guitar Gently Weeps, Within You Without You e Here Comes The Sun. Sua carreira solo foi bem sucedida e, além disso, ajudava e apoiava outros artistas, como o grupo inglês de comédia Monty Python e inclusive os próprios ex-colegas de banda. Também mexeu um pouco com cinema e foi ativista pela paz em Bangladesh, promovendo com seus amigos um concerto beneficente onde a renda iria toda aos abrigos dos refugiados da guerra.

• No fim de 1999, um maluco invadiu a casa de George e o atacou com uma faca de cozinha, desferindo sete golpes. Olivia conseguiu deter o homem e chamou a polícia a tempo. Desde então, George evitava sair de casa quando podia.




Morte:

• George morreu em novembro de 2001, aos 58 anos, de um câncer no pulmão. Ele já havia sido operado anos antes de um câncer na garganta, mas o câncer retornou, deixando tumores inclusive no cérebro. George faleceu em casa, ao lado da esposa e filho e dois amigos Hare Krishna, que cantavam para que ele partisse em paz. Suas últimas palavras foram:

"Tudo no mundo pode esperar; a busca por Deus, não" 
e

"Amem uns aos outros"

• George foi cremado e suas cinzas foram jogadas no rio Ganges, na Índia, como manda a tradição hindu.

• Deixou uma herança generosa, que ficou toda para sua esposa e filho, e outra parte que foi doada ao Hare Krishna e outras instituições. Como legado, além da música e das obras, deixou uma fundação sua, a Material World Charitable Foundation, que ajuda crianças com necessidades especiais que querem entrar no mundo da arte.

• Apesar do fim turbulento dos Beatles, George sempre manteve contato e amizade com os ex-colegas de banda, de modo que sua morte foi muito sentida por eles e suas famílias. Paul, na ocasião, declarou que estava "devastado e muito, muito triste" e que "George sempre foi e sempre será meu irmãozinho".








Pergunta idiota...

Qual de vocês na verdade é careca?
George: - Somos todos carecas. E eu sou surdo e mudo.

... resposta à altura xD

.


Fontes consultadas incluem a página do artista na Wikipedia (entre outras), páginas da BBC News, matéria do site HitsUSA, o site Beatles Timeline, a revista Showtime #59 e o livro Beatles Por Eles Mesmos, da Editora Martin Claret. Texto escrito e desenvolvido por Emmanuella Conte ©, em 17/10/09.