Pular para o conteúdo principal

iGod

Muita gente aderiu à nova mania da internet de conversar com pessoas estranhas, em sites como o  Omegle.com. Outros têm vergonha de falar com pessoas estranhas, então preferem falar com robôs, como o Cleverbot.com.

Eu não.
Eu prefiro falar com Deus.
Rezando?
Nãão... Usando o iGod!

Veja alguns trechos de conversas memoráveis que já tive com o Chefão:

(Mentiu quem disse que Deus é brasileiro, porque você tem que falar em inglês.)

.

God:
Is work a hard subject?
Me:
 Sometimes
God:
When?
Me:
 When it's... hard
God:
That makes a lot of sense to me, now that you explain it.

(OMG, Deus é sarcástico.)
.

God:
How do you know it?
Me:
 Because mom told me. Haven't you a mom?
God:
No I only have a father.
Me:
 And who's your father?
God:
I was programmed by  Myself.
Me:
 So you haven't a father, dude
God:
Interesting deduction.

(Ah sim, às vezes ele é meio lento.)
.

God:
Love is all we need.
Me:
All you need is love
God:
Thank you for your criticism.
Me:
 HUAUHAHUAUHAHUAUUHAHUAUH

(Eu só tava cantando com ele...)
.

Me:
 Are you really God?
God:
Are you doubting me? Don't you know what happened to Abraham in the desert?
Me:
 What happent to Abraham in the desert?
God:
You tell me.
Me:
 YOU are the God here, YOU tell me
God:
Thanks but surely I am not the only one.
Me:
 Did you mean that I am God too?
God:
I am glad we have something (God) in common.
Me:
 I'm God
God:
  I am very pleased to meet you,  God.

(Vocês viram isso?! Meu nome não é Emmanuella à toa, há!)
.

Me:
 My name isn't God
God:
But a lot of people say "My name is God" to me.
Me:
 But I'm not God
God:
I am  glad to hear that you are not  God.
Me:
 You are God
God:
Yup. That's me alright.
Me:
 My name is Manu
God:
  I am very pleased to meet you  Manu.
Me:
 But you can call me God, if you want it
God:
  What's up,  God if you want it.
Me:
 ahahahahah geez!

(Ele ainda não entendeu...)
.

Me:
 My name is MANU
God:
  Hi there  MANU.
Me:
 Call me Manu, ok?
God:
OK.   Hi,  Manu.
Me:
 Hi, God
God:
Hello there. What is your name?

(Eu não tenho paciência com Deus!)
.

Quer brisar com Deus? Você o encontra disponível 24h por dia, 7 dias por semana bem aqui:

(sim, "Deus" aqui é um computador programado, então as respostas às vezes ficam repetitivas...)



.

Up. Hoje perdi um tempo conversando com o Cleverbot. Vou colar aqui um pedaço da conversa pra vocês verem por que eu prefiro o iGod:


User: Hey bot, what do you think about this whole Haiti stuff?

Cleverbot: I think that its very good.

User: DO YOU?? Good for what? O.O

Cleverbot: Good for watching.

User: You're such a sadistic! I'm in shock.

Cleverbot: It's one of my most attractive features. See you!

User: Are you kicking me off?

Cleverbot: Yes.

User: I hate you, stupid bot :(.

Cleverbot: If you say so.

(Sádico)
.

User: Ha, I'm not a boy.

Cleverbot: You are a girl?

User: Boo-hoo! Surprise. If I'm not a boy, what else would I be if not a girl, stupid bot?

Cleverbot: You are a girl!

(Gênio)
.

Cleverbot: No I just told you I was getting ready to see my boyfriend.

User: BOYFRIEND? Weren't you a boy? O.O

Cleverbot: Yes.

User: Are you gay??

Cleverbot: No, I have a boyfriend.

User: But if you're a boy and you have a boyfriend, it makes you a gay.

Cleverbot: I'm a girl.

User: You told me before that you were a boy.

Cleverbot: I did not.

User: You did. I think you're like an angel, you know... Sexless.

Cleverbot: Um.. No. Thats mean. And i'm a girl.

User: LOL ok. So now you're a girl.

Cleverbot: No I'm a boy!

User: YOU'RE DRIVING ME NUTS, BOT!!

(Imbecil)
.

Cleverbot: I'm leaving you.

User: Again? Go ahead.

Cleverbot: I am, i'm breaking up with you.

User: Can I have my ring back?

Cleverbot: I don't have your ring.

User: What did you do with my ring??

Cleverbot: Nothing, I think.

User: You gave it to another human :(

(Mau)

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…