23/01/2010

TOP 3: Estranhos Comportamentos Caninos Explicados Pela Evolução.

Dando continuidade ao Especial-Sem-Organização-Cronológica-Ou-Mesmo-Lógica que eu inventei, trago hoje algo que certamente interessará a todos os donos de adoráveis cães sem noção (como eu) que fazem coisas bizarras e você não imagina por quê.

O fato é que alguns comportamentos de sobrevivência, utilizados pelos cães em suas formas mais primitivas láá no começo da História, permanecem em suas características genéticas até hoje, mesmo que já não façam mais sentido aparente. Ou seja, cães fazem certas coisas sem saber por que, mas sabem que têm que fazer.


Ela voa. Mas isso não é explicado pela Evolução.


Antes de brigar com seu cachorro, entenda por que ele insiste em tentar cruzar com a perna do seu vizinho:




3º lugar:
Comer cocô.

Minha mãe ainda não aceita a explicação biológico-evolutiva da questão. "Essa cachorra come o dia inteiro, por que ela tem que comer o cocô também?" (e isso não é bem em tom de pergunta, veja bem, é mais uma acusação gravíssima em tom de descrença). Acredite, ela não come porque é gostoso.

Quem tem ou já teve um cachorro sabe que o cheiro das suas fezes é diferente, por causa da alta concentração de leite e outras coisas que eles comem e nós não. Antigamente, quando os cães eram animais selvagens e não-domesticados, esse cheiro atraía predadores, tornando especialmente os filhotes vítimas de fácil detecção. Para evitar que seus filhotes fossem predados, a mãe na ninhada comia as fezes para "apagar" o rastro; e, depois de adulto, o cão sabia que tinha que cuidar disso sozinho.

Hoje em dia cachorrinhos ficam em apartamentos ou dentro de bolsinhas de pseudo-celebridades, mas o instinto de "sumir do mapa" permanece intacto.


2º lugar:
Cheirar o traseiro de outros cães.

Não tem coisa mais inspiradora do que sair para dar um passeio numa linda tarde ensolarada num parque, olhar aquelas pessoas passeando com seus cãezinhos, todos tão tranquilos como se não houvesse amanhã... Aí eles todos se reunem no mesmo lugar e começa aquela putaria de cachorro cheirando bunda de cachorro. Por mais deselegante que pareça, eles estão apenas se conhecendo melhor.

Nós humanos reconhecemos outras pessoas pelo seu rosto. Os cães se reconhecem pelo cheiro do ânus. É que nessa região eles possuem duas glândulas que liberam um cheiro que representa uma biografia completa do animal: o seu sexo, o que ele come, seu estado de saúde e até o seu humor. E, antes que isso pareça muito estranho, lembre que o olfato canino é 100.000 vezes mais apurado que o humano.

Essas glândulas também explicam porque às vezes eles esfregam a bunda no chão. Às vezes esse fluido que elas secretam causa uma certa irritação, aí não tem quem aguente...


1º lugar:
Cruzar com a sua perna.

Isso enche o saco, de boa. Quando não é o cachorro de alguém que vem e implica com a sua perna, é o seu cachorro que ataca a visita e faz você morrer de vergonha. Será que eles não percebem a sutil diferença entre a sua canela e uma cadela? Pior, e quando é uma fêmea que faz isso, tem explicação lógica?

Tem.
Acredite, isso não tem a ver com cio ou com o seu cachorro ser um tarado pervertido. Se fosse assim, cachorros castrados não teriam esse comportamento. Quando um cachorro faz isso, ele está demarcando território, declarando propriedade... te deixando claro que você é dele. Dominação. Que nem a gente vê em filmes sobre a vida na prisão, a vulgarmente chamada "comida de rabo" segue o mesmo princípio.

.




Para ver esses e outros comportamentos caninos bizarros explicados pela Evolução, visite o artigo original no Cracked.com (em inglês).

6 comentários:

  1. A partir de hoje deixarei meu cão copular em minha canela, ele não tem culpa disso ;.; tadinho

    ResponderExcluir
  2. Manu!!!!! Seu blog apareceu na lista de atualizações!!!!!

    bjo

    ResponderExcluir
  3. A Akira não come apenas, sai rolando nela tbm.. ai isso atrai MAIS AINDA os predadores (como a mãe!) ;)

    Esfregar as glândulas no asfalto quente é tão... :P

    Acho que a Belinha até hj não esqueceu da minha perna... hahaha

    Posta mais TOP 3!

    ;***

    ResponderExcluir
  4. Muahahahahahaha!

    Literalmente, quase fiz xixi nas calças com esse post! Muahahahahaha!

    As curiosidades, que por si só já são "curiosas" (olha a redundância aí, gente!) ficaram muito mais com seus comentários, muahahaha!

    Olha, entendi tudinho do comportamento dos cachorros. Mas continuo ficando muito puta da vida quando um vem querer fornicar com a minha perna, mesmo que isso signifique que ele gosta MUITO de mim, hahahaha!

    Beeeeijo Manu, adoooro isso aqui, rs...


    FUIZ...

    ResponderExcluir
  5. °Ignora o link passado°
    Existe algum tipo de explicação evolutiva para o fato deles perseguirem o próprio rabo? D:

    ResponderExcluir
  6. [respondendo aqui mesmo]

    Bom, alguns dizem que é uma maneira dele se divertir quando não tem ninguém pra brincar com ele, mas eu dei uma pesquisada aqui e vi que isso na verdade é um transtorno obsessivo compulsivo que o cão desenvolve em decorrência de uma doença ou trauma de cirurgia, ou até de colesterol alto.

    Mas às vezes o cachorro é meio retardado, que nem a minha, e faz isso por tédio mesmo. Vai saber. HUAh

    ResponderExcluir

Bom senso, respeito e educação são esperados e sempre bem-vindos nos comentários. Obrigada pela visita!