27/02/2010

Terminei de ler a bíblia.


Que vergonha levar 3 meses pra ler um livro de quase 1000 páginas, mas a verdade é que eu não queria terminar ele nunca. E o pior é que a pamonha mole aqui chorou no final! Sim, a pamonha mole sabe exatamente como a história acaba, sabe de cada briga, de cada morte, de cada decepção, e ainda assim chora. O quão retardado é isso?

Ao longo desses 3 meses, fui comentando sobre trechos do livro, principalmente sobre a discreta parcialidade do autor quanto a Paul McCartney. Outros posts que eu fiz sobre a banda tiveram influência da leitura, e outros tantos ainda terão - será uma eterna fonte de pesquisa. 


PRÓS: A riqueza de detalhes é impressionante, você se sente como se estivesse lá, olhando pra tudo aquilo e vivenciando cada conversa. O autor gastou sete anos entre pesquisas, entrevistas e levantamento de dados para fornecer informações precisas de datas, locais, pessoas e citações. Ele pesquisou a origem das famílias, deu uma aula de história sobre Liverpool, explicou o comportamento típico dos anos 50 e 60. Embora eu já soubesse o suficiente pra uma beatlemaníaca fora de época, essa pesquisa detalhada me abriu os olhos quanto a certos comportamentos dos Fab Four (que eles não eram rapazes comportados, de maneira alguma!); me tirou algumas dúvidas em relação a alguns acontecimentos (como em Hamburgo, fase que definiu a banda); me fez rever conceitos sobre muitas pessoas (principalmente John Lennon, Yoko Ono - que eu juro que tava tentando ver de uma maneira mais humana -, e Brian Epstein); me fez entender cada detalhe do mito que foi criado em cima da banda. Tudo.

CONTRAS: Li críticas na internet de que o autor falha com datas e citações, mas creio que depois de tanta pesquisa seja meio improvável que ele tenha errado tanto como dizem. De qualquer forma, são detalhes que não fazem tanta diferença nos acontecimentos. Pra mim, o único defeito do livro é que, de certa altura até o final, ele começa a correr com a cronologia, como se não visse a hora de acabar. Algumas coisas que ele poderia levar mais tempo explicando, ele contou como quem comenta o que comeu no almoço (a teoria Paul is Dead e o Show no Telhado, por exemplo). Mas eu sei que se ele fosse entrar em mais detalhes, esse livro seria absurdamente extenso e cansativo...


O livro é uma biografia dos Beatles enquanto banda, então nada do que foi feito após o rompimento foi citado. A história de cada um deles é contada desde seus avós chegando à Inglaterra; e o livro termina exatamente neste ponto:



Quando Paul vai a público dizer que a banda havia terminado por "tempo indeterminado" - deixando John Lennon muito puto, por assim dizer. John já havia abandonado a banda há muito tempo, quando decidiu viver apenas para Yoko Ono e a heroína. Mas nunca pensou em avisar ninguém sobre isso. Paul tentou manter a banda unida como pode, mas George e Ringo já estavam cansados das tentativas e o deixaram sozinho. O que ele fez? Disse que a banda tinha acabado (ou ele ia deixar as pessoas esperando?). Nisso, todos passaram a acreditar que o responsável pelo fim da banda havia sido ele e seu imenso ego, o que deixou John particularmente zangado; afinal, ele queria ser o estraga-prazeres de um mundo todo: "Ah, meu Deus, agora ele vai receber todo o crédito!". E fechou com a máxima:

"É isso, meus queridos, vocês vão ter que continuar. O sonho acabou."

Mas a lenda tinha apenas começado.

25/02/2010

 



Dae, galera do mal.
Povo sumiu geral. Eu sei que não precisa dizer de novo, mas não estamos obrigando ninguém a baixar nada. Só gostaríamos de saber a opinião de vocês sobre as escolhas, sobre os álbuns (se os conheciam ou conheceram com a gente), sobre o projeto. O tal do feedback é importante pra gente saber se o esforço vale a pena. E, se for pra falar sozinha, prefiro fazer posts mais fáceis e menos arriscados.

Sou chata, mesmo. xD

Hoje vamos postar a 4ª e penúltima parte da lista do projeto. Para conferir as listas anteriores:


Os participantes do projeto são:


E as indicações de hoje são:


24/02/2010

♪ and the people who gain the world and lose their soul...






Nós estávamos falando
Sobre o espaço vazio entre todos nós,
E as pessoas que se escondem atrás de um muro de ilusão
Nunca vislumbram a verdade
Até que já seja bem tarde, quando elas morrem.

Nós estávamos falando
Sobre o amor que todos poderíamos dividir, quando o achamos
Para tentar segurá-lo lá o melhor que pudermos.
Com o nosso amor,
Com o nosso amor, nós poderíamos salvar o mundo
Se eles ao menos soubessem...

Tente imaginar que está tudo dentro de você
Ninguém mais pode fazer você mudar
E ver que você é apenas pequeno demais
E que a vida flui dentro de você e sem você.

Nós estávamos falando
Sobre o amor que ficou tão frio
E as pessoas que ganham o mundo e perdem a alma
Elas não sabem, elas não veem
Você é uma delas?

Quando você enxergar para além de si mesmo
Então você encontrará
A paz de espírito que está lá esperando
E chegará a hora em que você verá
Que somos todos um
E que a vida flui dentro de você e sem você.


- George Harrison, Within You Without You.
@ The Beatles: Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (1967)





George Harrison, the quiet beatle. Faria 67 anos amanhã.
Hare Krishna, George.

.

Para a biografia resumida de Harrison, confira o meu post do ano passado.

22/02/2010

Cover: While My Guitar Gently Weeps

Da outra vez eu disse que não tinha certeza se isso também seria um especial. Ainda não sei, mas este cover eu preciso postar.

Esses dias atrás eu redescobri um CD que estava soterrado em meio a tanta porcaria que tá largada no escritório da minha casa. Chama-se "Beatles Forever", e é uma compilação de covers feitos por vários artistas famosos, como Elton John, Steve Wonder, David Bowie e outros. Coloquei pra tocar e foi uma verdadeira sessão nostalgia; eu ouvia esse CD direto quando era mais nova, antes mesmo de conhecer grande parte das versões originais.

Aí começou a versão de While My Guitar Gently Weeps, feita pela The Jeff Healey Band, e eu me reapaixonando pela voz do cara. Cliquei no ícone do LastFM pra ler sobre a banda, cujo nome me era completamente desconhecido. Aí fui apresentada à Jeff Healey, e agora digo foi a descoberta tardia mais feliz e triste que fiz nos últimos tempos.

Apresentando muito sucintamente, só para que vocês entendam,

Jeff Healey nasceu no Canadá, em 25 de março de 1966, e foi adotado ainda bebê. Com menos de um ano de idade, desenvolveu um tipo raro de câncer que o deixou cego, tendo seus dois olhos removidos e substituídos por artificiais. Aprendeu a tocar violão ainda com 3 anos, desenvolvendo sua técnica única de tocar com o violão deitado sobre seu colo, utilizando todos os 10 dedos - estilo que o caracterizou a vida toda. Montou sua primeira banda com 17 anos de idade, e logo depois surgiu o The Jeff Healey Band, um trio de blues/jazz/rock que fez muito sucesso por lá, e teve até uma indicação ao Grammy de Melhor Performance de Rock Instrumental. Tanto banda quanto ele próprio fizeram turnê com vários artistas consagrados do estilo. Infelizmente, em 2007, o câncer voltou a atormentar Jeff Healey e, embora tenha sido operado, os sarcomas voltaram e então em 2008, com 41 anos, ele veio a falecer. Ele deixou esposa e um casal de filhos - o mais velho, inclusive, tendo a mesma doença do pai.

Então, obviamente, o post de hoje será em homenagem a essas duas pessoas por quem tenho grande admiração e respeito: Jeff Healey e, como verão, George Harrison.

Clique para conferir original de cover de While My Guitar Gently Weeps (com respectivas infos):


20/02/2010

Supondo que você fosse jurado de uma premiação importante...

... a quem você daria o prêmio das seguintes categorias?

Achei isso em algum lugar e quis fazer. A princípio era pra ser sério; mas eu tô com preguiça de escolher bem, então resolvi avacalhar e ser sarcástica, porque eu faço isso melhor :D
Embora não pareça, amo todas as bandas que premiei

Se quiserem fazer (sério ou avacalhado), é divertido!

And the... - vai Grammy, mesmo - goes to...



Melhor Nome de Banda:


Detentores também da Música De Melhor Título
"(I Must Be A Proctologist Because) All I Do Is Deal With Assholes"

Melhor Capa de Álbum:

CD bom pra caramba. Sério.

Banda Mais Sexy do Mundo:

1990s e seus sorrisos marcantes. 
Deixei grande para que vocês vejam os detalhes.

Melhor Videoclipe Com Superprodução de Cinema:


Rancid, com Who Would've Thought.
Os pontos que me fizeram votar neste foram a dublagem perfeita e o croma super bem aproveitado para os efeitos especiais. Mas essa letra é tão bonitinha ;~

Melhor Performance Ao Vivo:

Oasis @ Be Here Now tour/1997
Liam Gallagher bêbado e, muito provavelmente, high on coke.



Amei, queria mais categorias ;(

.

E falaaando em "Liam high on coke", por favor, cliquem:


18/02/2010

 



Olá, pessoas que vêm e vão; curtindo as nossas indicações?
Isso já foi dito nos blogs dos outros participantes e acho que todos aqui já sabem, mas não custa frisar: nossa intenção com este projeto não é de maneira alguma uma demonstração de conhecimento musical. Apenas juntamos nossos álbuns favoritos em uma lista para que nossos amigos e leitores também possam conhecer :)

Já deu pra perceber que é uma lista bem diversificada; os estilos estão fluindo entre Punk Rock/Hardcore, Ska, Samba, Jazz, Blues, Heavy Metal, Rock Alternativo, Pop e por aí vai. Hoje vamos postar a 3ª parte da lista; tem umas indicações minhas e do Luiz aí no meio (e o Rafhael até hoje não apareceu!).

Vamos fazer a coisa direito. Nossos participantes são:

Daniel Argentino ~ http://www.jazzerock.com/

Para conferir as primeiras partes do projeto:

Agora vamos a mais 10 álbuns:


17/02/2010

Oh, Yoko!


Os jornais diziam, "digam os que vocês estão fazendo aí nessa cama"
Eu disse que só estávamos tentando conseguir alguma paz
Deus! Você sabe que não é fácil
Você sabe o quão difícil isso pode ser
Do jeito que as coisas vão indo
Eles vão acabar me crucificando.

{The Ballad of John & Yoko, The Beatles}


E realmente crucificaram.
Ninguém entendeu a chegada dela. Nem ela entendeu por que foi metida nisso. Não dever ser fácil ainda ser acusada por uma coisa que aconteceu há 40 anos atrás...

De qualquer forma, feliz 77, Yoko.
(amanhã, na verdade.)

15/02/2010

TOP 3: Bandas que você provavelmente vai curtir, se gostar de Ramones.

Gabba Gabba Hey!

Ramones foi uma das bandas pioneiras do Punk Rock nos anos 70. Apesar de algumas letras mais políticas e sociais, a temática também girou em torno das dores do amor ou sobre como "eu quero" e "não quero" uma pancada de coisas. Mas, independente de letra, o inegável sobre o som dos Ramones é o fato das músicas grudarem na sua cabeça de tal forma que o estilo foi apelidado de bubblegum punk ("punk chiclete").

As 3 bandas que vou sugerir no Top 3 de hoje seguem o estilo bubblegum dos Ramones, embora não tenham ligação direta com eles. Já aviso com antecedência para terem cuidado, algumas das músicas causam coceira cerebral de difícil remoção. Você foi avisado.

Hey ho, let's go!


13/02/2010

O Martelo de Prata de Maxwell nunca descansou.

Há muuuito tempo atrás, eu postei uma brincadeira toscona; sobre usar as músicas aleatórias do seu player + um personagem de sua escolha e criar uma história - e eu acabei transformando o Wolverine em um depressivo que teve um caso com um travesti, lembram-se?

Então, no mesmo post eu havia dito que tinha feito outra história e que ela tinha ficado mais psicopata. Resolvi postá-la hoje. Como demorei MESES pra postá-la, quase nenhuma dessas músicas está no meu player mais, mas não mudei a história porque ela ficou muito legal assim. /diabólica

Para quem não lembra das regras, confira no post anteriormente citado. Preciso fazer uma breve introdução ao personagem antes de mostrar a minha história:

A terceira faixa do álbum Abbey Road, dos Beatles, se chama "Maxwell's Silver Hammer", e se trata de um cara chamado Maxwell Edison, um estudante de medicina que mata sua namorada com um martelo de prata. E depois mata a sua professora, com o mesmo martelo. E depois mata o juiz... com o mesmo martelo. É uma letra perturbada, difícil de acreditar que seja coisa dos Beatles, mas é, como diria o George: "uma boa música pra assoviar... Uma canção feliz sobre assassinato".

Então meu personagem, claro, é Maxwell Edison :D


CAPÍTULO 1: Ela Foi Uma Boa Garota Pra Mim
Ooh La [The Kooks] - ouvir

Maxwell se flagrou pensando na mulher que tanto amou, enquanto polia seu martelo... A maneira como ela se vestia, naquele casaco de peles barato, mas em como era especial...

Infelizmente isso não era o bastante, ele acabou usando o martelo nela, também.

Ela... sabia demais.

E ele sabia que ela sabia.

Mas ela não sabia que ele sabia que ela sabia.

Perdeu.

CAPÍTULO 2: Barabababababarara
See You At The Lights [1990s] - ouvir

E repassou em sua mente todo plano.

Marcara um encontro com ela no centro da cidade, à noite... Pediu para ela ir com aquele vestido que a mãe dela não gostava, de modo que a moça ficou animadinha pro encontro [safadénha].

CAPÍTULO 3: Diga as Palavras Que Eu Quero Ouvir
The Unforgiven II [Metallica] - ouvir

E então foi fazendo ela se sentir à vontade; disse para que ela confiasse nele, dissesse o que a incomodava... Afinal, ele também não era digno de perdão, muito menos ela.

Mas eles eram iguais e isso bastava para ela.
 
Ah, se ela soubesse do seu martelo de prata...

CAPÍTULO 4: Eu Nunca Odiei de Verdade Até Conhecer Você
Valerie [Reel Big Fish] - ouvir

Quando Valerie, como era o nome da moça, terminou de falar, ele mostrou sua verdadeira face.

Disse que ela não era quem ele achava que era, acusou-a de arruinar a vida dele, e desejou nunca mais vê-la.

"Eu sei que você é má, você veio direto do inferno!".

Sem entender nada, ela tentou perguntar porque ele agia daquele jeito, mas antes que pudesse fazer qualquer coisa, ele desferiu o golpe fatal com seu martelo de prata.

CAPÍTULO 5: Nunca Ninguém Teve Um Sonho Por Aqui
Sam's Town [The Killers] - ouvir

Então, depois disso, Maxwell precisava fugir da Inglaterra. Foi para a terra do Tio Sam.

Lá ninguém saberia de suas aventuras com o martelo de prata...

...até que ele resolvesse usá-lo de novo.

CAPÍTULO 6: Estive Esperando Por Você
Afterlife [Avenged Sevenfold] - ouvir

Numa noite, em estado de sono profundo, Valerie aparece em seus sonhos. E não estava muito feliz.

Ela tenta levá-lo para o mundo da pós-vida, para ele ver como é a sensação de se estar morto... Porque ele logo saberia.

Desesperado, ele diz que não pertence àquele lugar e tenta voltar, mas ela o prende.

Lutando para acordar, ele entende que precisa abandonar aquela vida e começar uma vida normal.

CAPÍTULO 7: É Realmente Ridículo
We Hate It When Our Friends Become Successful [Morrissey cover - Reel Big Fish] - ouvir

Mas aí ele para e pensa:

"Meus amigos todos fazem isso. Se eu parar, não serei mais cool u.u"
 
Senta na cama, olha pro seu reluzente martelo e lembra de todas as aventuras que já passaram juntos. E lembrou-se de como sempre foi admirado pelos colegas.

Ele era como um exemplo.

Não, definitivamente não poderia deixar isso para trás.

CAPÍTULO 8: Para Onde Foram Todos Os Nossos Planos?
Abigail [Arkells] - ouvir

Foi aí que Abigail apareceu na sua vida. Encontrou essa moça andando solitária pela rua, triste porque havia largado Zack.

E então ele se aproximou dela com aquela conversa, disse de onde era e que estava sozinho na terra do Tio Sam. Fizeram amizade rápido...

Pobre Abigail.

CAPÍTULO 9: Eles Vão Te Tratar Como Um Amigo
Better Man [The Littlest Man Band]


E então, quando foi tomado pela vontade incontrolável de sacar seu martelo de prata, lembrou-se do sonho com Valerie e da sua promessa de ser um homem melhor.

E agora, Maxwell? Comofas/

"Vou em frente e uso meu amado martelo brilhante na cabeça de Abigail, ou tento me afastar de toda a glória que minha vida me traz, por puro e simples medo, não da morte, mas do que me espera depois - no caso, Valerie?"

CAPÍTULO 10: Eu Vim Aqui Para Matá-lo
Chapter Four [Avenged Sevenfold] - ouvir

E foi então que um anjo apareceu e o disse para procurar uma Bíblia e checar o capítulo 4 de Gênesis.

"Era só o que me faltava", reclama ele. "Anjos tentando interferir na história".

Mas ele foi à igreja mais próxima, procurou o capítulo indicado e leu.

Era sobre como Caim matou Abel.

E foi assim que ele voltou ao encontro de Abigail e desferiu seu golpe de martelo nela.

Não tinha certeza se a mensagem era aquela, mas a Bíblia é livre para interpretações u.u

FIM

• Títulos dos capítulos e trechos viajados fazem parte das letras das músicas.
• Não era pra ser engraçado mesmo, mas se você riu, obrigada :D

11/02/2010

 



Olá, povo que aparece do nada; bem vindos ao meu blog nonsense! :D
Hoje damos continuidade ao Projeto dos 50 álbuns. A primeira parte foi um sucesso; acho que falo por todos os 5 participantes que isso nos deixou muito felizes. Valeu mesmo por virem conferir!

Pra quem chegou agora e não sabe do que o projeto se trata, os convido a conferir a apresentação + primeira parte bem aqui.

Preparados para mais 10 álbuns? Depois do clique!


09/02/2010

Senti saudade.

não faz sentido.

(apaguei perguntas toscas demais -s)

1. Iniciais: EBSC. Luiz uma vez fez um trocadilho infame com isso.

2. Alguém que divide aniversário com você: Keasbey Nights Não é alguém, é só um álbum perfeito.

4. Contra ou a favor do casamento gay? A favor, oras.

5. É alérgico à alguma coisa? And no one cool you save you, don't you know? I'M ALLERGIC TO YOU! /trashlightvision

7. Já dormiu com as roupas de outra pessoa? Hm... não me lembro, acho que não.

8. Quantos estados do país você conhece? Vixe, que eu tenha parado, 4 (PR, SC, GO e SP).

9. Em quantos estados você já morou? 2.

10. Já viveu fora do país? Nãão.

11. Um fator físico seu que você goste? Olhos /clichê

12. Algo não-físico em você que você goste? Sinapses eficientes. E isso não é físico, é químico u.u

13. Tem algum animal de estimação? Siim, vocês já sabem quais são :B

14. Qual é o seu carro dos sonhos? Um que dirija sozinho *.*

15. Se pudesse ir a qualquer lugar do mundo, para onde iria? Europa, qualquer país *.*

16. Você é bipolar? Totalmente.

20. Alguém já tocou ou cantou pra você pessoalmente? Só por MSN ;(

26. Você é racista? Unity, as one stand together! Unity, evolution's gonna come! \o/ Não.

27. Que música você está ouvindo agora? (agora entenda-se quando eu respondi isso) estou ouvindo um álbum chamado Eartquake Weather, de Joe Strummer

28. Qual sua canção favorita, no momento? Ball And Chain (Honky Tonk version), Mike Ness (quem clicar pra ouvir provavelmente vai estranhar, but I don't care.)

31. Você já vandalizou seriamente alguma propriedade alheia? Seriamente, não :D

32. Já bateu em alguém do sexo oposto? Na escola, mas isso é normal u.u
 
36. Diga algo completamente aleatório sobre você: Eu só escuto música em forma aleatória :P

38. Alguém já disse que você se parece uma celebridade? Sim, sendo Lady GaGa a mais recente ¬¬

39. Você tem sardas? Não, mas tenho impressão de que um dia terei /pensa

40. Você se sente confortável com a sua altura? É né, daquele jeito... 3cm a mais seria tipo bem legal :D

41. Você ama alguém no momento? Não, eu odeio todo mundo, e você também só por ter perguntado isso u.u

43. Você fala alguma outra língua, fora o Português? Algumas, e todas mal e porcamente (Inglês, Alemão e Francês).

44. Já andou de limusine? Eu não :P

48. Algo que realmente te enche o saco? Essa pergunta. Porque daí eu tenho que pensar em tudo que me enche o saco e tenho que resumir, e isso é chato õ.o

55. Você já pensou seriamente que iria morrer? Não /pensa

57. Já foi obrigado a fazer algo que não queria fazer? A vida toda, né?

61. Você tem algum talento especial? Não :D

64. Já experimentou andar num touro mecânico? Jamais, HUAHAUh

65. Se você estivesse trabalhando num navio pirata, qual seria sua função? Como se chama o cara que fica lá em cima com a luneta? Ele.

.

Novidades e pirações depois do clique; quem quiser participar, sinta-se à vontade:

07/02/2010

Cover: Take On Me

Há muito tempo me sinto tentada a fazer isso. Pelo menos um eu terei que postar; não sei se daqui pra frente falarei sobre outros (provavelmente sim).

Cada um tem uma opinião diferente sobre versões cover. Eu mesma fico bem dividida, acho que depende muito do resultado final. Tem gente que não admite regravações de seus artistas favoritos... Eu não tenho nada contra, desde que não perca a essência, ou receba uma nova essência que dê um resultado interessante, ou que fique ainda melhor que a original, ou que fique ao menos engraçada!

Uma banda que fez fama com suas regravações foi o Reel Big Fish. Eles já estavam há algum tempo por aí, mas foi depois de fazer sua versão da clássica oitentista "Take On Me", do A-ha, que eles ganharam notoriedade no meio. Esse cover é um exemplo de originalidade - uma típica canção over-sintetizada dos anos 80 que ganhou uma vibração nova com o estilo dançante do Ska misturado ao Punk Rock.

E aqui a gente confere as duas versões, original e cover, de Take On Me:


Take On Me é de 1985 e saiu no álbum Hunting High and Low, da banda de synthpop A-ha. Alcançou o primeiro lugar nas paradas no mesmo ano, e este vídeo ganhou 6 prêmios.

OMG eles ainda eram moleques comofas/

► Esta versão é de 1999 e foi feita para fazer parte da trilha sonora do filme BASEketball; sendo lançada posteriormente na versão internacional do álbum Why Do They Rock So Hard?, da banda de ska-punk Reel Big Fish, e ainda no álbum ao vivo Our Live Album Is Better Than Your Live Album. É executada até hoje em todos os seus shows.

Para conhecer outras versões, cheque a lista aqui.

.

Já ficaram com ela na cabeça? Eu sim. :D

06/02/2010

*E*

Achei essa inutilidade no blog alheio e resolvi fazer.

Utilizando a primeira letra do seu nome, preencha a lista:

Seu nome: Emmanuella, prazer

1. Cantor(a)/banda famoso(a): Elvis Presley :D
2. Palavra de 4 letras: Égua. HUAHAU
3. Assunto de interesse: Evolução \o/
4. Cor: Esmeralda (?)
5. Presente: Enciclopédia. Qual é, ia adorar ganhar uma.
6. Veículo: Escort. HAUAHU sei lá
7. Objeto numa loja de lembranças: Espelho.
8. Nome masculino: Eduardo.
9. Nome feminino: Emengarda. Os outros não me trazem boas lembranças :P
10. Nome de filme: Espíritos.

Quando você tem um amigo japonês que sai bizarramente borrado na foto, você logo cria o cartaz da continuação de Espíritos - ou qualquer outro filme de terror oriental.

11. Uma de suas músicas favoritas: Everybody's Got Something to Hide Except Me And My Monkey (The Beatles) :D
12. Profissão: Enfermeira
13. Celebridade: Elijah Wood. Ele vai voltar a ser celebridade agora que vai fazer papel do Iggy Pop jovem no filme "The Passenger". Sério!
14. Revista: Época.
15. País: Eslovênia \o/
16. Esporte: Esqui.
17. Razão para chegar atrasado no trabalho: Estudar pra prova :B
18. Algo que você joga fora: Embalagens.
19. Coisas que você grita: "EEEECUU!!"
20. Personagem de desenho: Emma Frost ò.ó- é, eu odeio mutantes biscates.

.

Façam :D

04/02/2010

 


Dae, povo!
É com grande orgulho e alívio que finalmente inicio a divulgação do Projeto "Os 50 Melhores Álbuns da Década". \o/

Este projeto foi iniciativa do Rafhael Vaz, do blog Música & Cerveja, que convidou os parceiros pra entrar nessa roubada tarefa hercúlea proposta de listar os 50 melhores álbuns lançados entre janeiro de 2000 e dezembro de 2009, segundo nossa opinião e gosto pessoal. Garanto que nossa lista ficou bem diferente do que qualquer outra do tipo que qualquer um aqui já viu!

Os 5 participantes são:
» Daniel Argentino ~ http://www.jazzerock.com/
(sou a única mulher -s)

Cada um de nós teve que listar 10 álbuns favoritos e fazer uma pequena resenha. Os 50 álbuns foram então misturados de forma aleatória - ou seja, nada de ranking, não tem 1º nem 2º ou 50º lugar; então a lista foi dividida em 5 partes de 10 álbuns, que vamos postar em nossos blogs toda quinta-feira para que nossos visitantes os conheçam. Como somos muito legais, vamos deixar até os links de download pra vocês

Então, já sabem: toda quinta-feira, aqui no meu blog e em todos aqueles ali listados, postaremos 10 dos 50 álbuns que escolhemos! Espero que curtam o resultado final, e nos deixem um feedback!

Vamos pra primeira rodada?


03/02/2010

Parabéns, Tia Alice!!


"Apenas porque eu cortava a cabeça de bonecas eles diziam que eu odiava crianças. Mas não é verdade. Eu apenas odiava bonecas."


"Eu nunca matei nenhuma de minhas ex-namoradas, apesar de algumas delas merecerem isso. Eu acho que isso é terrivelmente romântico da minha parte, você não acha?"



Crescer vendo a sua mãe usando uma camiseta do Alice Cooper [igual a esta que ele está usando aqui, aliás] talvez não seja muito saudável, mas ainda não matamos ninguém... Matamos, Giuli?

Amanhã este distinto senhor, nascido Vincent Furnier, completa 62 anos em plena forma.

► "Tia Alice" começou sua carreira em 1964, fez muito sucesso na década de 70 e não parou até hoje. Sua performance em palco inclui guilhotinas, forcas, cadeiras elétricas, muito sangue falso e serpentes; sendo que seu estilo inconfundível inspirou muitas bandas de hard rock/heavy metal no decorrer do anos. Atuou também em muitos filmes, e em 1974 mudou seu nome oficialmente para Alice Cooper.

► É considerado por muitos a pessoa mais querida do mundo do rock, por ter ajudado a moldar o heavy metal, por ser pioneiro ao introduzir elementos do horror na música, e também por ajudar muitos músicos a se livrar de seus vícios, tendo ele mesmo tido problemas com isso no passado.

► Apesar da personagem, Alice Cooper é cristão, ama jogar golfe e é fã dos Simpsons. É casado há 36 anos com Sheryl Cooper e tem 3 filhos.



01/02/2010

Oh, you silly thing...!

Tanto a dizer sobre os dois, mas me conterei.

John Lydon (eterno Johnny Rotten) ontem completou 54 anos de puro sarcasmo e podridão (meu herói).
Quote favorita:

"Quando eu tinha uns 6 ou 7 anos, fui obrigado a fazer parte do coral da escola, e eu estava realmente apavorado porque não queria fazer aquilo. No dia seguinte, o padre que nos ensaiaria morreu, e eu me senti culpado por causa da minha relutância. Achei que nunca mais cantaria de novo... Bom, eu superei." 

[em entrevista presente no DVD Never Mind The Bollocks, Here's The Sex Pistols]

31 anos da morte de Sid Vicious, amanhã. Mais tempo morto do que vivo.

Quote favorita:

"Todo cowboy é viado." 

[durante um show no Texas. Sim, ele apanhou e, não, eles nunca mais voltaram]


Os dois em Tulsa, 1978 - foto por Lynn Goldsmith

Posso só dizer mais uma coisa?

Sid não matou a Nancy - tirem isso da cabeça, seus malditos. Obrigada.