Pular para o conteúdo principal

TOP 3: Bandas que você provavelmente vai curtir, se gostar de Ramones.

Gabba Gabba Hey!

Ramones foi uma das bandas pioneiras do Punk Rock nos anos 70. Apesar de algumas letras mais políticas e sociais, a temática também girou em torno das dores do amor ou sobre como "eu quero" e "não quero" uma pancada de coisas. Mas, independente de letra, o inegável sobre o som dos Ramones é o fato das músicas grudarem na sua cabeça de tal forma que o estilo foi apelidado de bubblegum punk ("punk chiclete").

As 3 bandas que vou sugerir no Top 3 de hoje seguem o estilo bubblegum dos Ramones, embora não tenham ligação direta com eles. Já aviso com antecedência para terem cuidado, algumas das músicas causam coceira cerebral de difícil remoção. Você foi avisado.

Hey ho, let's go!



3º lugar:
Huntingtons


Eu particularmente acho essa banda MUITO parecida com Ramones, e essa é justamente a intenção deles. Desde 1993 e com um monte de formações, o Huntingtons (às vezes grafado com um "The" antes) surgiu como uma banda cover do Ramones, mas com o tempo foi criando as próprias músicas. Já dividiram palco com Joey Ramone duas vezes, o vídeo pode ser visto na página do Myspace da banda.

O Huntingtons acabou em 2005, mas no ano passado eles se juntaram novamente para lançar o álbum Punk Sounds, que inclui algumas b-sides, faixas não lançadas previamente e duas canções novas. A iniciativa para tal foi com a intenção de levantar fundos para o tratamento de um câncer cerebral da esposa do baterista.

MySpace: http://www.myspace.com/huntingtons
Para ouvir Punk Sounds:  aqui.
NOTA: se forem ouvir Punk Sounds, por favor, tenham cuidado com "It's Always Christmas At My House".



2º lugar:
The Queers


Dá pra ter um grande respeito por uma banda chamada "Os Veados". O The Queers começou originalmente em 1982, parou em 1984, depois voltou com força total em 1990 e não parou mais; passando por inúmeras formações, sendo o vocalista, Joe Queer, o único membro original. Apesar de ter muitos fãs fiéis, a banda nunca chegou a ser tão expressiva mundialmente (a comunidade no Orkut tem pouco mais de 800 pessoas).

Também fizeram um álbum todo de covers dos Ramones, mas suas composições próprias são divertidas e muito grudentas. Seu álbum de maior sucesso foi Love Songs For The Retarded (de 1993, relançado em 2006), que contém pérolas como "I Can't Stop Farting", "You're Tripping" (You suck! Motherfucker! I hate White Power! I hate your band! - xD) e "Hi Mom, It's Me!".

MySpace: http://www.myspace.com/thequeers
Para ouvir Love Songs For The Retarded:  aqui.
NOTA: se forem ouvir Love Songs For The Retarded, tomem muito cuidado com "Debra Jean" - MUITO CUIDADO!!



1º lugar:
The Apers


Coloquei esta em primeiro lugar porque tem sido uma das minhas bandas favoritas, ultimamente. Ao contrário das outras duas, essa banda não é americana, mas dos Países Baixos; e está na ativa desde 1996. No ano passado eles lançaram o ótimo e bem grudento You Are Only As Strong As The Table You Dance On, com chicletinhos como "I Feel Like A Lame-Ass Extra in a U2 Video" (linda comparação, diga-se de passagem), "Put Down The Hamburger" e a super-hiper-ultra-mega-master-blaster grudenta "Please Come Back To Me (I Can't Live Without You)". Se forem ouvir o álbum, cuidado com ele todo.

Para ouvir You Are Only As Strong As The Table You Dance On: aqui.

Postagens mais visitadas deste blog

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

As curiosas origens de 4 famosos jogos de tabuleiro

Adaptado do artigo original do Mental Floss.



Jogos de tabuleiro são uma forma de entretenimento criada pelos egípcios há 5 mil anos e nunca saíram de moda, mesmo que atualmente tenham sido adaptados em vídeo games ou jogos para o celular. Aqui vão as origens de alguns dos sucessos mundiais favoritos:

Monopoly / Banco Imobiliário

Embora seja considerado um jogo que glorifica o capitalismo (tendo sido banido de países como a China e a antiga União Soviética), este clássico foi inventado para representar justamente a ideia oposta. A americana Elizabeth Magie era ativista contra o pagamento de impostos imobiliários, no fim do século 19. Segundo ela e outros simpatizantes, deveria haver apenas um imposto de propriedade, diminuindo assim a diferença de riqueza entre os senhorios e os inquilinos. Para demonstrar de uma maneira fácil como as coisas aconteciam na época, Lizzie patenteou, em 1904, um jogo chamado The Landlord's Game ("O jogo do senhorio"), cujo objetivo era acumula…