12/03/2010

Cover: Redemption Song

Oi, galera. Como vocês estão?

Eu estou toda nostálgica, como sempre. No humor pra postar coisas melancólicas e que me deixam parecendo uma mulherzinha fresca u.u
O cover de hoje é uma daquelas coisas que me deixam assim. Eu não conhecia a versão original, até porque não curto muito reggae (apesar de grande apreciadora de ska - isso não faz sentido õ.o). Mas é inegável o respeito que Bob Marley merece por tudo o que significou e ainda significa pra tanta gente... Sua ideologia, suas músicas e suas mensagens.

E o cover que o Joe Strummer (que foi vocalista do The Clash) fez com os Mescaleros é uma coisa que me emociona. Aquele homem cantava com uma dor que eu chego a sentir. E, pra piorar a coisa pro meu lado, o vídeo.

Eu explico depois do clique. O cover de hoje é de Redemption Song:





Redemption Song é uma canção de Bob Marley, que saiu no seu álbum com os Wailers, Uprising, em 1980. Diferente do usual, essa é uma canção acústica, apenas com voz e violão. Quando a compôs, Bob tinha acabado de ser diagnosticado com o câncer que o matou, tempos depois. Nesta letra ele reflete sobre a dor e sua mortalidade, além da mensagem típica de Marley: "Se liberte da escravidão mental" porque "ninguém além de nós mesmos pode libertar nossas mentes".


► O cover de Joe Strummer & The Mescaleros saiu em 2003, no álbum Streetcore. Streetcore foi um álbum póstumo, visto que Joe havia morrido repentinamente em dezembro de 2002, de uma doença cardíaca. O vídeo, como podem ver, é um tributo a Joe Strummer; onde o grafiteiro REVOLV faz um memorial na parede de um bar em Nova York. Podemos ver também a reação das pessoas, muitos fãs, e a banda Rancid (Tim Armstrong, eterno órfão de Joe Strummer) que aparece durante o vídeo com uma cara de choro de dar dó. Eu, muito sinceramente falando, não consigo assistir isso sem sentir uma vontade incontrolável de chorar. Eu tenho um carinho enorme inexplicável pelo Joe, mesmo não tendo pegado a época e perdido tanta coisa, mas certas coisas são assim. Olha eu sendo mulherzinha de novo ».«

.

Para conhecer as outras versões, confira a lista aqui.

.

Juro que o próximo cover será feliz.

Um comentário:

  1. até porque não curto muito reggae (apesar de grande apreciadora de ska - isso não faz sentido

    Hahah, faz sim, eu tb sou assim, apesar dos outros membros do meu blog gostarem bastante.

    ResponderExcluir

Bom senso, respeito e educação são esperados e sempre bem-vindos nos comentários. Obrigada pela visita!