15/04/2010

"A camisa do Rancid te esquenta". Well, camisa do Rancid FAIL.

Sabem, eu estava preocupada com o meu blog, se a falta de assunto e toda a baboseira ia acabar afastando meus leitores, e se a minha preguiça e desânimo iam significar o fim desse meu refúgio sagrado; mas daí tive uma inspiração divina vinda do além (te amo, Joe ). Sabem, Joe Strummer fazia parte de uma banda de rock'n'roll chamada The 101'ers e foi chamado pra entrar pro The Clash. Ele disse o seguinte sobre ter aceitado o convite:
« Tocar rock num bar era tipo "Olá, seu bando de bêbados, nós vamos tocar essas três músicas e esperamos que vocês gostem". Aí uma vez vi os (Sex) Pistols numa terça à noite e a atitude deles era, tipo, "Essas são as nossas músicas, e nós estamos nos lixando se vocês gostam delas ou não. Na verdade, nós vamos tocá-las mesmo que vocês as odeiem". »

Então estou encarando meu blog da mesma maneira. Afinal, o blog é meu, a vida é minha e o pobreeema é meu também. Agradeço quem acompanha!

.

Ó céus. Gripe. Não não, com sorte é apenas uma gripezinha normal. Mas ainda não tomei a vacina da H1N1 e não sei se tomarei, todos que conheço que tomaram apresentaram reação. Enfim.

Minha gripe também foi presença marcante no Stone Rock Fest, na madrugada de sábado pra domingo. Treinei minhas habilidades em pegar uma hipotermia e quem sabe um princípio de pneumonia, mas não foi dessa vez; sobrevivi.

Ok, vamos contar coisas.

► O Stone Rock Fest foi pra comemorar o aniversário de um ano do único bar alternativo da cidade, o Stone Rock Bar, que, entre várias tretas e outras, sobreviveu e impera glorioso em sua esquina. A festa foi num pesque-pague daqui, numa madrugada fria. A programação incluiu DJ, 3 bandas locais e uma banda de reggae que veio de Goiânia. Começou (ou era pra começar) às 23h e terminou sabe Deus a que horas da manhã do dia seguinte - fui embora às 6h30, quando acabou a última banda. Pra resumir o esquema, foi assim:

o "chego daqui a 20 minutos" que virou uma hora e meia do lado de fora - DJ e trance tensa - banda 1 - banda 2 que tocou Violent Pornography toda errada, mas tudo bem - banda reggae - banda 3 - DJ e trance tensa again.

Onde está em vermelho simboliza a hora que eu cochilei duas vezes sentada num canto, perto da "fogueira do mendigo" (foi como a gente batizou o lugar onde tavam preparando os caldos). Não vi a banda e não vi o sol nascer. Maldita gripe.

Falando da atração principal da festa, os filhos de Jah que vieram da capital. A banda é bem boa, apesar de eu não gostar de reggae e não ter muita paciência pra apreciar enquanto estou congelando de frio. Não sei se toda banda reggae é assim, ou só algumas, ou só essa mesmo, mas achei engraçada a temática dos discursos de liberdade. Todos eles falam sobre destruir a Babilônia e seu sistema babilônico ou só eles, mesmo? [galera que quiser, ahn, 'sentir a maresia', à vontade]


► Estão vendo essa linda camiseta do Social Distortion? É minha, esta sou eu usando a minha linda camiseta do Social Distortion. E, sabem, isso me faz lembrar que depois de amanhã é o show do Social Distortion em São Paulo, o que também me lembra que eu não irei ver o Social Distortion usando a minha linda camiseta do Social Distortion cantando musiquinhas do Social Distortion. Mas não estou mais desejando a morte lenta de todos que irão OK, sem rancor. u.u

► Alguém aqui assistiu Percy Jackson e o Ladrão de Raios quando passou no cinema, há um tempão? Foi ótimo, né?! Pois é, eu adorei e ganhei os livros de presente de Páscoa (são 4 livros ao todo, por enquanto). Estou acabando o primeiro e é uma leitura deliciosa, mas já aviso a quem pretende ler o livro e assistir ao filme: são totalmente distintos um do outro. É incrível, acho que só o nome dos personagens permanece igual (aliás, os personagens que aparecem no filme, né). Mas não estou falando mal de nenhum dos dois, indico ambos pra quem curte paradas mitológicas, além de ser engraçado e moderninho.



► Puxa, o Supergrass acabou. Não conheço muito da banda, mas tenho um CD deles que adoro... Chato, isso. Parece que as bandas de britpop estão cometendo suicídio, desde o fim do Oasis. Fiquem aí com um clássico e relembrem a infância/adolescência/sei lá. Todo mundo já ouviu essa, mesmo que não lembre (eu ia postar ela no falecido Especial Old School):


Não sei mais sobre o que escrever agora, então wiederseh'n.

Ah, sim. O próximo post será lindo, modéstia à parte *.*

3 comentários:

  1. Com menos sono leio direitinho, prometo, mas tenho uma coisa a dizer:

    soCIAL DISTORTion

    espero q vc entenda AHUEUHAE ;***

    ResponderExcluir
  2. se a falta de assunto e toda a baboseira ia acabar afastando meus leitores

    Auhuah, não sei se era para ser engraçado mas ri nessa parte. Bom, teve uma vez que te disse que me divertia até quando nos convidava à surtar contigo, então não será a falta de assunto que me afastará - hahah não será tão fácil me expulsar daqui. No mais, tenho acompanhado sempre, apesar de nem sempre comentar. =)

    Bjos!!

    ResponderExcluir
  3. poo altos roles! rs
    to devolta manu, !
    tamo junto bjo

    ResponderExcluir

Bom senso, respeito e educação são esperados e sempre bem-vindos nos comentários. Obrigada pela visita!