31/05/2010

The littlest man.


Caramba, já passou um ano? Já é aniversário do Scotty de novo (33)! O post do ano passado tem microbiografia e música, então não sei o que vou fazer esse ano...

Acho que vou fazer como o capeta disse aquele dia, "just let it flow".

Por que eu gosto tanto do Scott Klopfenstein:

► Vejamos. Primeiro, sem ele no Reel Big Fish, o Aaron não teria quem humilhar. Ok, ele humilha todo mundo, mas o Scott tem um pedaço especial no coração dele, então as zoadas com ele são as melhores. Falando sério, essa dupla faz toda a diferença no palco.

► Scott tem um alcance vocal invejável. Quem já ouviu RBF e percebeu aquele backing vocal num agudo digno de soprano de ópera, é ele. Quem já viu algum vídeo ao vivo deles tocando She Has A Girlfriend Now, é ele quem substitui a Monique Powell na parte dela. Quem já viu eles tocando ao vivo S.R. (The Many Versions Of), é ele quem faz a versão country, blues, disco e emo.

► Ele canta. Ele toca trompete. Ele toca guitarra. Ele toca teclado. Ele faz tudo ao mesmo tempo.

► Ele não compôs muitas pérolas pro RBF (só Drunk Again que é LINDA e Average Man que é bem legal e grudenta); mas tinha o The Littlest Man Band, onde compôs umas músicas bem bonitas, muito boas e nada a ver com o que se esperaria do cara vestido de fadinha no primeiro clipe do RBF. Agora tá levando anos pra lançar o bendito material solo dele, mas acredito que a espera valerá a pena (podemos ouvir todas as músicas do TLMB e solo no site dele).

► Ele tá gordo e com uma barba bizarra, e eu não gosto disso, exatamente. Mas tudo bem ;( hahahah

► Uma vez eu mandei um email pra ele e ele respondeu. E não foi uma resposta tipo "ok thanks", foi uma resposta decente e enorme :)

E sei lá, é isso \o/

29/05/2010

The Chief, Mr. Monobrow, General Dread,


ou Noel Thomas David Gallagher, fazendo 43 hoje.

Não vou fazer minibiografia do meu compositor favorito, da minha voz favorita do eterno Oasis ou de uma das pessoas mais mal compreendidas do mundo (tá vendo o que dá usar do direito da liberdade de expressão?). Ano passado já fiz algo mais ou menos assim no aniversário dele; então hoje vou apenas deixar uma música:



The Masterplan

Take the time to make some sense of what you want to say
And cast your words away upon the waves
Sail them home with acquiesce on a ship of hope today
And as they land upon the shore, tell them not to fear no more
Say it loud and sing it proud today

And then dance, if you want to dance
Please brother, take a chance
You know they're gonna go which way they wanna go
All we know is that we don't know how it's gonna be
Please brother, let it be
Life on the other hand won't let us understand
We're all part of the Masterplan.

Say it loud and sing it proud today!

I'm not saying right is wrong,
It's up to us to make the best of all the things that come our way
'Cos everything that's been has past
The answer's in the looking glass
There's four and twenty million doors
On life's endless corridor

Say it loud and sing it proud today!

We'll dance if we want to dance
Please brother, take a chance
You know they're gonna go which way they wanna go
All we know is that we don't know how it's gonna be
Please brother, let it be
Life on the other hand won't let you understand
We're all part of the Masterplan...


o cara que desenhou isso é um gênio, o jeito do Liam andar tá igualzinho.

The Masterplan foi lançada em 1995, como a b-side de Wonderwall. É dita ser a melhor composição de Noel Gallagher, que se arrepende até hoje de não tê-la lançado como um lado A ("I was too young and stupid"). De qualquer forma, ela foi lançada no álbum de mesmo nome (uma coletânea de lados B), em 1998, e novamente no EP Stop The Clocks, em 2006.

► Conta com a participação de todos os membros da banda, menos Liam Gallagher, que foi "trocado por uma orquestra". Tem um solo de guitarra invertido depois do primeiro refrão e, depois do fim da música, dá pra ouvir de uma forma distorcida Noel cantando Octopus's Garden, dos Beatles.

► E eu VI - ISSO - AO - VIVO.

27/05/2010

Bandas fictícias [2]

Já tava esquecendo disso, tá guardado há um tempão aqui esperando pra ser postado ;~

Lembram quando eu postei aquela brincadeira de fazer uma banda fictícia? (lembrem da minha primeira banda aqui.)
Ainda tem mais duas que não postei, então lá vão elas!

Antes, vou colocar aqui de novo as regras, pra quem quiser brincar também :)

REGRAS:
1. Nome da Banda:
Siga este link pra um artigo aleatório na Wikipedia: http://en.wikipedia.org/wiki/Special:Random . O artigo que aparecer será o nome da sua banda.

2. Título do Álbum: Siga este link para uma citação aleatória deste site: http://www.quotationspage.com/random.php3 . As últimas 4 palavras da primeira citação que aparecer será o nome do seu álbum.

3. Capa do CD: Siga este link para as melhores fotos da semana no Flickr (escolha qualquer uma delas): http://www.flickr.com/explore/interesting/7days/ .

Recolhido o material, use o editor de imagens à escolha e monte a arte do álbum da sua banda.
(Não se esqueça de dar os devidos créditos à foto que tirar do Flickr!)

.

Dadas as regras, vamos às outras bandas que criei:


Com esse nome? SKA, com certeza! Muito provavelmente third wave.

  • Saskatoon é uma unidade naval canadense;
  • A frase completa é: "The intermediate stage between socialism and capitalism is alcoholism", de Norman Brenner;
  • A foto se chama "random", de Charming Girl no Flickr.




Pensei logo naquelas coisas que eu ouvia há um tempo atrás, um EBM/Industrial estilo OOMPH! nos primeiros álbuns, Dope Stars Inc., essas coisas.

  • (84922) 2003 VS2 é um asteroide de Netuno;
  • A frase completa é: "To you I'm an atheist; to God, I'm the Loyal Opposition", de Woody Allen.
  • A foto se chama "dark wave", de b|w no Flickr.


E aí, vocês ouviriam? :D

25/05/2010

Post de hoje vai ser meio (inteiro) mod.


► Quando milagres resolvem acontecer na minha vida, são sempre históricos. Estava eu numa angústia desgraçada há meses fuçando em tudo quanto é lugar por um DVD do musical Tommy, de 1975, um daqueles do The Who. Já perdendo as esperanças, um dia meus pais acham à venda na locadora por míseros R$4,90, e novo. Assisti dois dias seguidos, e é possivelmente um dos meus filmes favoritos. Por trás de toda aquela brisa psicodélica tem uma história muito bonita/trágica e várias lições de vida, além das mensagens metafóricas muito bem boladas. Genial. Além do elenco peso-pesado de atores e músicos: o próprio Roger Daltrey no papel de Tommy, Eric Clapton, Elton John, Tina Turner, Keith Moon, Jack Nicholson, entre muitos outros. Um dia eu quero falar muito sobre esse filme, me aguardem.






►Que gracinha, descobri esses dias que hoje é aniversário do Paul Weller (52). "Gracinha" porque ele e o Noel Gallagher são muito amigos e fazem aniversário pertinho, haha /retardada
Enfim, Paul Weller foi a voz do The Jam por muito tempo e hoje está em carreira solo. Junto com a sua banda, foi grande responsável pelo despertar do movimento mod nos anos 70 (movimento do qual também faziam parte o The Who e o Small Faces, entre outras bandas). Até hoje Weller é considerado um cantor, compositor e guitarrista de respeito no Reino Unido.


Ah, também não sabem o que foi o movimento mod? Um dia falo sobre isso, também.

23/05/2010

Cover: Girlfriend

O post passado me fez lembrar que faz um tempão que não posto cover!

E como eu tinha prometido que o próximo seria feliz, não só vou cumprir a promessa como também farei algo que vocês nunca viram antes no meu blog:

1. A maldita AVRIL LAVIGNE e
2. Muito PINK.

Espero que valha a pena.

O cover de hoje me faz rir pra caramba; é a versão que o Zebrahead fez de Girlfriend.

Depois do clique:


21/05/2010

My love to you is true.

1. De todas as bandas/artistas na sua coleção de CDs/vinis, de qual deles você tem mais álbuns?
Oasis - tenho 10 CDs originais (9 oficiais e 1 bootleg), fora os bootlegs que fui gravando.

2. Qual foi a última música que você ouviu?
Agora estou ouvindo Buddy Holly (anos 50? imagina).

3. Qual álbum você tem ouvido mais, recentemente?
Meu LastFM diz que tem sido o Shadows Collide With People, do John Frusciante.

4. Que canção você acha que mais tem a ver com você?
Tantas... Part of the Queue, do Oasis; e Sometimes I Do, do Social Distortion.

5. Qual a sua banda local favorita?
Garotones, glaube ich.

6. Qual foi o último show que você assistiu?
Acho que o último show de uma banda conhecida que eu fui foi o do Oasis, ano passado o.O

7. Qual foi o melhor show que você já assistiu?
Por mais que o do Oasis tenha sido lindo e histórico, perfeito mesmo foi o do Scorpions, em 2008 *.*

8. Qual foi a pior banda que você já assistiu?
Algumas bandas locais, cujos nomes não citarei porque acho que elas já nem existem mais, mesmo.

9. De qual banda você adora as músicas mas não gosta dos integrantes?
Não sei, acho que comigo acontece mais o contrário; eu gosto dos integrantes mas não gosto tanto assim das músicas, hahah

11. Qual o próximo show que você pretende ir?
Não estou fazendo planos porque ENFIM ¬¬ Mas se confirmar o Linkin Park pro Woodstock, provavelmente será este.

12. Qual a sua camiseta de banda favorita?
Acredito que a do Noel Gallagher

16. Punk rock, hip hop ou heavy metal?
Punk Rock \o/

19. Qual foi a melhor década pra música?
Me recuso a responder isso, eu tenho favoritos em todas as décadas u.u

20. Quantos DVDs relacionados a música você possui?
Putz... *vai lá contar*...34 que comprei, uns 6 daqueles que vêm junto com o CD, e uns aqui que eu baixei e gravei mesmo.



1. Diga uma banda que você não acredita que adorava quando era mais novo:
Banda não, eu era axezeira e pagodeira mesmo, culpa da maldita rádio que a gente era obrigado a ouvir indo de kombi pra escola ¬¬

2. Diga uma banda ou artista que você não suportava quando mais novo, mas agora adora:
Eu costumava abominar "música de velho", como eu dizia, e mordi a língua bonito.

4. Diga uma música que você não resiste bater o pé ou tamborilar os dedos sempre que a ouve:
Na verdade, qualquer uma. Eu sempre acabo acompanhando a música com os pés ou dedos.

5. Diga um álbum que você ouve inteiro, sem pular nenhuma música:
Somewhere in the Between, do Streetlight Manifesto.

6. Uma banda ou artista que você está tão enjoado que nunca mais quer ouvir de novo:
Hm, não sei... Por mais que eu enjoe, acabo ouvindo depois de um tempo de novo.

7. Uma banda ou artista que seu parceiro/família adora, mas você não suporta:
Fui abençoada com uma família com um ótimo gosto musical, amém.

8. Seu cover favorito:
Muitos! Vejam a tag.

9. Sua banda favorita neste exato segundo:
Hm, The Who.

19/05/2010

Quem?

(Postei antes no Musicólatras, mas na verdade copiei o post daqui. É igual, então tanto faz ver aqui ou lá.)

.

Peter Dennis Blandford Townshend, ou só Pete Townshend; guitarrista, mentor e principal compositor de uma das banda mais importantes e influentes do rock, desde os anos 60, The Who.


O cara que há 45 anos atrás disse "Eu espero morrer antes de ficar velho" (na letra de My Generation) hoje completa 65 anos, ainda na ativa com sua banda.

Tanta atividade nesses anos todos de vida são bem mais do que eu poderia tentar resumir aqui neste post. Vou tentar me ater ao extremamente essencial, como sempre e, caso lhes interesse saber mais, pesquisem ;)



17/05/2010

Título:

Novidades chatas da semana ou sei lá, dos últimos muitos dias:

Oi, alegria de viver



► Terminei de ler os 4 livros da série Percy Jackson e os Olimpianos em um mês (abril). Falta o último, mas ainda será lançado só lá pro fim do ano, então estou aqui esperando ansiosamente (eu e as crianças e adolescentes, pra quem a leitura é recomendada ). Agora estou afundada n'As Crônicas de Nárnia, que é uma coisa divina.



► Acho que eu disse no post passado que acabei comprando um DVD do The Clash pra me consolar de não poder ter a camiseta que eu queria. Então, chegou, é uma perfeição, tem um monte de coisa (embora seeempre pudesse ter mais); e acho que o mais legal de tudo é a curta que acompanha, chamada Hell W10. É uma BRISA, mas muito legal (eu ri horrores, embora não seja uma comédia ;x); em preto e branco e mudo. Tem no YouTube caso interesse, só procurar pelo nome ;)





►Finalmente fui assistir ao Homem de Ferro 2 (eu tenho algum tipo de problema, eu prefiro filme de homem õ.o). Não sei nem o que comentar sobre o filme, hiper recomendo pra quem nunca viu (e a continuação promete). Quem já viu, notaram quando toca The Clash?! XD ("não, não notamos, não conhecemos The Clash" - CONHECEM SIM, eu até estreei o Old School com eles i.i)

11/05/2010

Confiem em mim, eu sei o que tô falando.

Outro meme bem divertido que achei no The Queen's Meme.


As seguintes afirmativas são verdadeiras. O seu trabalho é explicar por que você acha que elas são verdadeiras. Atenção: não pesquise por respostas certas, a não ser que você já as saiba. O legal da brincadeira é conhecer a sua imaginação. Aposto como teremos respostas divertidas ;)



1. Mais pessoas são mortas por ano por jumentos do que por acidentes de avião.

Claro, tomemos por exemplo todas aquelas famílias miseráveis do sertão. A probabilidade delas viajarem de avião é nula, comparada às viagens de jumento. Agora pergunta se o jumento gosta de carregar tudo aquilo de gente nas costas; eu também mataria.

2. Os quadrinhos do Pato Donald foram banidos da Finlândia porque ele não usa calças.

Um pato sem calças é absurdamente imoral. Todas aquelas bandas góticas e de Black Metal, por outro lado, não.

3. Se você manter um peixinho dourado num quarto escuro, ele vai aos poucos ficar branco.

E qual seria a graça na glória de ser dourado se não há luz para incidir sobre as minhas escamas?

4. A guerra mais curta da História foi entre Zanzibar e a Inglaterra, em 1896. Zanzibar se rendeu depois de 38 minutos. Pelo que eles estavam lutando, pra começo de conversa?

A Inglaterra queria Zanzibar, oras. A Inglaterra sempre quis tomar o mundo todo, até esses países obscuros da África.

5. As mulheres piscam quase duas vezes mais que os homens.

Sim, enquanto elas piscam pra fazer charme, eles ficam com os olhos vidrados nos seios delas.

6. Uma formiga sempre cai pro lado direito, quando intoxicada.

Eu imagino que isso tenha a ver com o cérebro da coitada, mas quem foi o estúpido que intoxicou uma formiga só pra ver pra que lado ela cai?!

7. O olho de um avestruz é maior do que o seu cérebro.

O que é motivo de inveja para muitos humanos. Afinal, tem muita coisa que a gente vê que gostaríamos de nunca mais lembrar.

8. Na Inglaterra, o Porta-Voz do Senado não está autorizado a falar.

Ninguém disse se ele era o Porta-Voz dos senadores mudos, oras.

9. Levantando suas pernas bem devagar enquanto deita sobre suas costas, você não afundará na areia movediça.

A não ser que haja uma criatura lá embaixo e te puxe pelo cabelo, assim você estará seguro de se afundar.

10. Em média, 12 recém-nascidos são trocados na maternidade por dia.

Convenhamos que não deve ser muito fácil reconhecer qual joelho se parece mais com você.

11. A cadeira elétrica foi inventada por um dentista.

Isso explica MUITA coisa.

.

Expliquei foi nada né? HAHAHAh

09/05/2010

"Hi, I'm Dan Regan; I play trombone and... scream."

Se tem um responsável por essa minha vontade incontrolável de ter um trombone, encher o saco das pessoas caso conseguisse um e que me fez aprender a tocar air trombone de tanto ver vídeos, esse alguém é definitivamente Dan Regan.


Dan é um dos membros mais antigos do Reel Big Fish, e é o único da seção de metais que participou de todos os álbuns. Sua performance em palco inclui, além de tocar e solar com o trombone, backing vocals, gritos em geral, dancinhas peculiares, roupas que oscilam entre terno completo ou modelitos originais (vide seu visual abelhinha style no DVD The Show Must Go Off!) e diferentes cortes de cabelo no decorrer da carreira. Os cortes de cabelo são justificados como uma brincadeira para confundir as pessoas, é uma interna da banda: sempre que algum membro da banda sai, ele muda o penteado para que pensem que ele também foi substituído.

sim, isso é um moicano com dreads.

Além do Reel Big Fish (do qual ele participa desde que estava no ensino médio), Dan também tocou com Scott Klopfenstein na curta duração do The Littlest Man Band. É casado e tem uma filha pequena. Hoje ele completa 33 anos.

Aqui uma amostra básica, um vídeo do Reel Big Fish tocando She Has a Girlfriend Now, retirado do DVD anteriormente citado. Dan faz um pequeno solo em 1:34.


NOTAS:
1. Quando eu ainda tinha Twitter, disse pro Dan uma vez que a minha mãe chamava ele de abelhinha por causa desse DVD, e ele respondeu com um célebre "bzzz" (era um "bzzz" bem maior que isso);
2. Diz o Aaron que essa música é baseada em fatos reais;
3. Scott, você canta a parte da Monique Powell lindamente;
4. Tyler Jones, já foi tarde - você arruinou esse show :)
5. A música que eles tocam no meio se chama "Dance Wid' Me", é da banda Hepcat;
6. "...just because I've got no tits": Dan, eu vi você erguer a blusa, ok?

.

Só pra atualizar (já que esse post tá programado há um tempo). Voltei pro Twitter há uns dias e fui dar um oi pra minha abelhinha favorita, e eis que a resposta épica aparece de novo:


.

Hoje também faz um ano do show do Oasis, wee \o/

07/05/2010

Meme de Dia das Mães: 5 Músicas Que Sua Mãe Gosta

Porque tá chegando \o/


Posto com o maior orgulho, minha mãe tem um bom gosto exemplar ♥

Na verdade, eu não sei se vou conseguir me lembrar de 5 músicas, porque ela gosta de muito artista sem ter necessariamente uma música favorita. Mas vou colocar aqui as que eu tenho certeza:

1. I Never Cry, Alice Cooper


A sua mãe tem alguma camiseta de banda? Essa camiseta por acaso é assustadora, com caveiras e sangue e coisas assim? E ela tem coragem de usar em público? A minha tem, e sim, ela usa. Minha mãe é apaixonada pelo Alice Cooper desde tempos remotos e sempre conta que tinha que assistir aos filmes de terror dele escondida do meu avô, de madrugada.

2. Let It Be, The Beatles


Minha mãe sempre dizia que nunca foi fã dos Beatles, mas essa música sempre foi uma favorita, e que será ela que vai tocar no seu funeral. Bom, eu sinceramente espero que ela mude de ideia (o que acho improvável), porque senão nunca mais vou conseguir ouvir essa música de novo... Mas eu consertei o primeiro pequeno problema, agora ela gosta de ouvir Beatles comigo \o/

3. Don't Let Me Be Misunderstood, Santa Esmeralda


É, a discoteca... Ela adorava isso, diz ela. Eu acredito.

4. Don't Look Back In Anger, Oasis


Ou, como ela costuma chamar (por nunca lembrar o nome certo), "a música da Sally". Essa é culpa minha, em partes. Quando eu não to ouvindo, ela me mandar por pra tocar. Outra do Oasis que ela faz isso é a "The Importance of Being Idle". Sinto que minha mãe divide comigo a preferência pelo Noel.

5. I Won't See You Tonight (Part 1), Avenged Sevenfold


Que mãe modernosa, gzuis. Ela adora, fica os 9 minutos brisando junto comigo. Nós adoramos desespero.

.

Então, as 5 são essas. Fora isso, tem as incontáveis toneladas de música clássica que ela ouve todas as manhãs, além música árabe, Elvis Presley, Metallica e Epica. E outras mais, ela ouve muita coisa.

E o que a mãe de vocês ouve? :)

05/05/2010

A 6ª Foto da 6ª Pasta

Abrir sua pasta de fotos, acessar a 6ª pasta e postar a 6ª foto. Falar sobre ela.



Vejamos.
1. Não é montagem, a Giuli que é boa fotógrafa, mesmo \o/
2. Foi tirada em 2008, não me peçam pra lembrar o mês, mas acho que foi no fim do ano. O lugar é um condomínio em Mineiros/GO, onde uns tios meus moram.
3. Não, não sei que árvore é essa, sou uma bióloga que não sabe o nome de nenhuma planta que vocês não saibam também, ok? u.u
4. A pulseira é pra esconder a tatuagem, sim; minha família é ignorante. 

(5. Ironia do destino ou não, no exato momento estou ouvindo "Say It Loud - I'm Black And I'm Proud", de James Brown. Dá pra ver, né?)

03/05/2010

Concorde.


Oasis: "Acquiesce"
(Noel Gallagher)



I don't know what it is that makes me feel alive
I don't know how to wake the things that sleep inside
I only wanna see the light that shines behind your eyes

I hope that I can say the things I wish I said
To sing my soul to sleep and take me back to bed
You want to be alone, when we could be alive, instead

Because we need each other
We believe in one another
And I know we're going to uncover what's sleeping in our soul

There are many things that I would like to know
And there are many places that I wish to go
But everything's depending on the way the wind may blow

(...)

'Cause we believe
'Cause we believe
Yeah, we believe

Because we need...



Acquiesce é a b-side do single Some Might Say, de 1995, e foi lançada no álbum The Masterplan em 1998 por votação dos fãs. É o lado B mais querido dos fãs e fez bastante falta nos setlists mais recentes, mesmo que o Liam vivesse errando a letra ;_;

• É uma das raridades onde Liam e Noel cantam juntos. Noel canta o refrão porque, segundo ele, "o Liam não consegue alcançar as notas mais altas". Embora alguns insistam que a letra fale sobre os dois, ela apenas destaca a importância de uma amizade. É uma das minhas letras favoritas, mesmo que ninguém tenha me perguntado.

• No começo e no final da música ouvimos, sob a distorção, um sample de outra música deles, Morning Glory. Ao final tem algum diálogo indecifrável entre Liam e o produtor que, se tocado ao contrário, diz algo como "Where's Noel?", "Gone for a walk". É.

• PQP, maldita nostalgia.



Acquiesce @ Manchester, 2005 (do DVD Lord Don't Slow Me Down)


Tá tudo aqui:
• Liam cantando com o nariz e errando a letra;
• Noel sendo acompanhado por milhares de pessoas no refrão, tornando a coisa muito mais épica;
• Enquanto isso, Liam vai ser gay ao lado do Andy e cochicha algo que será um eterno mistério (embora nós sempre tenhamos teorias);
• Zak Starkey, filho do Ringo, na bateria; e Jesus no teclado: ÉPICO;
• Liam interrompendo a empolgação do irmão no fim da música com um pseudo-abraço meio ameaçador;
"Thank you all very much". Sintam-se honrados, Liam não faz isso com frequência. (Não que ele não agradeça, é que ele sempre diz "Cheers!".)

01/05/2010

Estou falando sobre o Grande Homem-Macaco!

Tinha muita, muita vontade mesmo de fazer esse post, mas tava meio perdida ainda. É tanta coisa pra falar e, do jeito que eu sou empolgada, a coisa ia ficar gigante e meu querido post seria largado no vácuo eterno. Mas então essa semana o Rafhael, muito convenientemente, postou sobre o assunto no Musicólatras Anônimos e eu vou aproveitar o gancho aqui. Quem estiver interessado, está convidadíssimo a conferir o artigo dele, ficou bem resumido e abrange todo o essencial. :)

"Manu só fala de Ska, Ska, Ska e eu ainda não sei que diabos é isso!"

Sério? 
Bronca 1: Vai morrer. Já postei tanto Reel Big Fish e Streetlight Manifesto aqui, se você ainda não sabe o que é, faz favor de ir arder no Tártaro u.u
Bronca 2: É lógico que você sabe, só não lembra. Lembra do Skank, na época da Saideira? E dos Paralamas do Sucesso, lá pros tempos de Loirinha Bombril? Pois é, bem vindos ao maravilhoso mundo do Ska, o gênero abandonado desde os anos 90.

Eu queria explicar o nascimento, a popularização, as razões envolvidas, toda essas coisas ligadas à ele, mas vou ser breve e, pelo menos hoje, vou explicar só uma coisa: as divisões.

Calma, não são tantas assim. O Ska foi dividido em 3 eras, que diferem em época e em estilos musicais envolvidos. Colocando toda minha astúcia em prática, eu vou exemplificar as 3 eras com a mesma música (Monkey Man), que foi muito convenientemente regravada por bandas das três eras \o/ Assim podemos ver na prática em como elas diferem uma da outra:



First Wave, ou o Ska Jamaicano:

Siim, pra quem não foi lá ler o post do Rafhael, o Ska surgiu na Jamaica no fim dos anos 50. Deixa a história pra outro dia, mas o som do Ska tradicional deu origem, anos mais tarde, ao Rocksteady, e este ao Reggae. Vulgarmente falando, o Ska é avô do Reggae, o que não significa necessariamente que os fãs do primeiro tenham que gostar do segundo (nota pessoal). Essa primeira era do Ska não tem nada a ver com o Rock, inclusive. Seu som consistia basicamente em um grupo de metais (saxofone, trompete e trombone) tomando a dianteira, piano/teclado acompanhando o baixo, bateria com o ritmo que era típico das marchas jamaicanas. A guitarra é tocada de uma forma dedilhada, fazendo um som cuja descrição acabou dando origem ao nome do estilo; algo como "skat! skat! skat!". Importante lembrar que, apesar de desempenharem um papel fundamental nas bandas que os possuiam, os metais não estavam presentes em todas as bandas, como no caso abaixo.

Vamos ouvir como era isso? Aqui vai a versão original de Monkey Man, de 1969, pela banda jamaicana Toots & The Maytals:




2nd Wave, ou Ska 2-tone:

A segunda era começou assim que o Ska invadiu a Inglaterra, no final dos anos 70. Opa, mas tinha outra coisa acontecendo na Inglaterra no fim da década de 70, alguém se lembra? Exatamente, o movimento Punk. Então, não pensem que o Ska escapou da influência poderosa que o Punk teve nessa época. A segunda era marcou uma drástica mudança em todas as características do Ska: o ritmo se tornou mais agressivo, e as letras deixaram de ser puramente festivas e adotaram temáticas semelhantes às do Punk Rock: se tornaram politizadas e, acima de qualquer outra coisa na época, prezavam a igualdade racial. A Inglaterra enfrentava uma época de racismo violento e os jovens ansiavam por se fazer ouvir. Assim surgiu o 2-tone, "dois tons", simbolizado pelo quadriculado branco e preto, ou a "união das raças". Assim, as bandas de ska passaram a ter também integrantes brancos e negros. 

A banda que marcou a era foi a britânica The Specials, aqui tocando a sua versão de Monkey Man, em 1979:



3rd Wave:

A terceira e, até então, última era do Ska, aconteceu em meados dos anos 80, quando a coisa chegou nos Estados Unidos e daí pro resto do mundo. A partir de então, o Ska sofreu alterações consideráveis em sua sonoridade, visto que foi misturado a uma pancada de outros estilos musicais, gerando subdivisões como o Ska-Jazz, Ska-Punk e o Skacore (vulgarmente chamado pelos xiitas de "hardcore com cornetinha"). Embora algumas das bandas dessas subdivisões usem alguns elementos básicos do ska, em especial os metais, e a temática das letras seja a mais variada possível, a 3rd wave é altamente discriminada pelos xiitas do Ska, principalmente do tradicional. Eu acho isso uma grande bobagem, visto que a intenção inicial dos criadores fosse a união, e não a discórdia. E, como bem sabemos e eu me tomo por exemplo, a 3rd wave é a principal responsável pelos fãs mais recentes do gênero. Muitos de nós conhecemos o Ska pela 3rd wave, e a partir daí nos interessamos pelas eras anteriores.

Mas, deixando opinião pessoal de lado, vamos à banda americana que vocês nunca ouviram falar aqui no meu blog, Reel Big Fish, tocando a sua versão de Monkey Man, de 1999:


Esperem, adoro fazer notas de rodapé nos vídeos do RBF:
1. Cabelo do Dan: WIN
2. Tyler Jones: FAIL
3. Bigodinho do Aaron: EPIC FAIL


Existem ainda outras versões de Monkey Man; Toots mesmo a regravou com o No Doubt, tem pouco tempo, e a Amy Winehouse também a gravou; procurem no YouTube.

Ok, me matem, eu sei que disse que ia ser breve, mas se vocês tivessem noção do tanto que essa história rende, me agradeceriam por ter falado tão pouco. Espero que tenham curtido o post; a principal razão do Ska existir é justamente alegrar a quem ouve, o tipo de coisa feliz que todo mundo devia ouvir. Embora não seja um estilo da moda hoje em dia, e infelizmente poucas pessoas o conheçam ou mesmo gostem, ainda tenho esperanças de que a chama será acesa novamente. O The Specials está voltando aos poucos, tomara que tragam a onda de volta com eles. 

Em futuros posts falo mais sobre o assunto. Pick it up!