Pular para o conteúdo principal

"Hi, I'm Dan Regan; I play trombone and... scream."

Se tem um responsável por essa minha vontade incontrolável de ter um trombone, encher o saco das pessoas caso conseguisse um e que me fez aprender a tocar air trombone de tanto ver vídeos, esse alguém é definitivamente Dan Regan.


Dan é um dos membros mais antigos do Reel Big Fish, e é o único da seção de metais que participou de todos os álbuns. Sua performance em palco inclui, além de tocar e solar com o trombone, backing vocals, gritos em geral, dancinhas peculiares, roupas que oscilam entre terno completo ou modelitos originais (vide seu visual abelhinha style no DVD The Show Must Go Off!) e diferentes cortes de cabelo no decorrer da carreira. Os cortes de cabelo são justificados como uma brincadeira para confundir as pessoas, é uma interna da banda: sempre que algum membro da banda sai, ele muda o penteado para que pensem que ele também foi substituído.

sim, isso é um moicano com dreads.

Além do Reel Big Fish (do qual ele participa desde que estava no ensino médio), Dan também tocou com Scott Klopfenstein na curta duração do The Littlest Man Band. É casado e tem uma filha pequena. Hoje ele completa 33 anos.

Aqui uma amostra básica, um vídeo do Reel Big Fish tocando She Has a Girlfriend Now, retirado do DVD anteriormente citado. Dan faz um pequeno solo em 1:34.


NOTAS:
1. Quando eu ainda tinha Twitter, disse pro Dan uma vez que a minha mãe chamava ele de abelhinha por causa desse DVD, e ele respondeu com um célebre "bzzz" (era um "bzzz" bem maior que isso);
2. Diz o Aaron que essa música é baseada em fatos reais;
3. Scott, você canta a parte da Monique Powell lindamente;
4. Tyler Jones, já foi tarde - você arruinou esse show :)
5. A música que eles tocam no meio se chama "Dance Wid' Me", é da banda Hepcat;
6. "...just because I've got no tits": Dan, eu vi você erguer a blusa, ok?

.

Só pra atualizar (já que esse post tá programado há um tempo). Voltei pro Twitter há uns dias e fui dar um oi pra minha abelhinha favorita, e eis que a resposta épica aparece de novo:


.

Hoje também faz um ano do show do Oasis, wee \o/

Postagens mais visitadas deste blog

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

As curiosas origens de 4 famosos jogos de tabuleiro

Adaptado do artigo original do Mental Floss.



Jogos de tabuleiro são uma forma de entretenimento criada pelos egípcios há 5 mil anos e nunca saíram de moda, mesmo que atualmente tenham sido adaptados em vídeo games ou jogos para o celular. Aqui vão as origens de alguns dos sucessos mundiais favoritos:

Monopoly / Banco Imobiliário

Embora seja considerado um jogo que glorifica o capitalismo (tendo sido banido de países como a China e a antiga União Soviética), este clássico foi inventado para representar justamente a ideia oposta. A americana Elizabeth Magie era ativista contra o pagamento de impostos imobiliários, no fim do século 19. Segundo ela e outros simpatizantes, deveria haver apenas um imposto de propriedade, diminuindo assim a diferença de riqueza entre os senhorios e os inquilinos. Para demonstrar de uma maneira fácil como as coisas aconteciam na época, Lizzie patenteou, em 1904, um jogo chamado The Landlord's Game ("O jogo do senhorio"), cujo objetivo era acumula…