31/05/2010

The littlest man.


Caramba, já passou um ano? Já é aniversário do Scotty de novo (33)! O post do ano passado tem microbiografia e música, então não sei o que vou fazer esse ano...

Acho que vou fazer como o capeta disse aquele dia, "just let it flow".

Por que eu gosto tanto do Scott Klopfenstein:

► Vejamos. Primeiro, sem ele no Reel Big Fish, o Aaron não teria quem humilhar. Ok, ele humilha todo mundo, mas o Scott tem um pedaço especial no coração dele, então as zoadas com ele são as melhores. Falando sério, essa dupla faz toda a diferença no palco.

► Scott tem um alcance vocal invejável. Quem já ouviu RBF e percebeu aquele backing vocal num agudo digno de soprano de ópera, é ele. Quem já viu algum vídeo ao vivo deles tocando She Has A Girlfriend Now, é ele quem substitui a Monique Powell na parte dela. Quem já viu eles tocando ao vivo S.R. (The Many Versions Of), é ele quem faz a versão country, blues, disco e emo.

► Ele canta. Ele toca trompete. Ele toca guitarra. Ele toca teclado. Ele faz tudo ao mesmo tempo.

► Ele não compôs muitas pérolas pro RBF (só Drunk Again que é LINDA e Average Man que é bem legal e grudenta); mas tinha o The Littlest Man Band, onde compôs umas músicas bem bonitas, muito boas e nada a ver com o que se esperaria do cara vestido de fadinha no primeiro clipe do RBF. Agora tá levando anos pra lançar o bendito material solo dele, mas acredito que a espera valerá a pena (podemos ouvir todas as músicas do TLMB e solo no site dele).

► Ele tá gordo e com uma barba bizarra, e eu não gosto disso, exatamente. Mas tudo bem ;( hahahah

► Uma vez eu mandei um email pra ele e ele respondeu. E não foi uma resposta tipo "ok thanks", foi uma resposta decente e enorme :)

E sei lá, é isso \o/