Pular para o conteúdo principal

 

~ The Ocean ~
Against Me!

Se eu pudesse ter escolhido onde Deus teria escondido seu céu,
Eu desejaria que ele estivesse no sal e nas ondas do oceano,
Carregado pelas correntezas até as costas de todos os continentes,
Alcançando profundidades onde a luz do sol nunca esteve.

Misturado às algas e corais,
Aspirado pelos tubarões e golfinhos,
Navegado por navios-tanque, iates particulares, nadado por turistas,
Subindo através das baías, lagos e rios, pântanos e estuários.

Descendo através do calcário de um aquífero,
Purificado pelo condado, bombeado por canos e saindo por torneiras,
Entrando em copos para saciar a sede das nossas crianças.

Se eu pudesse ter escolhido, teria nascido mulher,
Minha mãe uma vez me disse que me chamaria de Laura;
Eu cresceria e seria forte e tão bonita quanto ela.
Um dia eu encontraria um homem honesto e ele seria meu marido,
Nós teríamos dois filhos, construiríamos nossa casa no Golfo do México.

Nossa família passaria os dias quentes de verão na praia, juntos,
O sol beijaria nossa pele enquanto brincávamos na areia e na água.
Nós saberíamos que amávamos uns aos outros sem precisar dizer;
À noite nós dormiríamos com as janelas da nossa casa abertas,
Deixando o ar fresco do oceano soprar sobre os ombros queimados dos nossos filhos.

Existe um Oceano na minha alma,
Onde as águas nunca se curvam.





Desde que a ouvi pela primeira vez e acompanhei a letra, me apaixonei por essa música. Muita gente diz por aí que não entende o que Tom Gabel quis dizer com "desejar ter sido uma mulher", interpretam ao pé da letra e dizem coisas como ele admitir ser bissexual ou qualquer coisa assim. 

Essa música é linda e o significado dela, a meu ver, vai muito além disso. O Oceano representa o Céu, como está claro. Mas ao associar o céu ao oceano, ele quis dar a ideia de um lugar acessível a todos, não a aqueles que o buscam de maneiras erradas. Todos merecem o céu, e ele não seria de uma determinada elite. E a visão de ser uma mulher e constituir família, é só a visão dele de uma vida feliz.

Mas isso sou eu. Como disse num post pra trás, uma da belezas da música é você ter a liberdade de interpretá-la como achar melhor. ;)

Postagens mais visitadas deste blog

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

As curiosas origens de 4 famosos jogos de tabuleiro

Adaptado do artigo original do Mental Floss.



Jogos de tabuleiro são uma forma de entretenimento criada pelos egípcios há 5 mil anos e nunca saíram de moda, mesmo que atualmente tenham sido adaptados em vídeo games ou jogos para o celular. Aqui vão as origens de alguns dos sucessos mundiais favoritos:

Monopoly / Banco Imobiliário

Embora seja considerado um jogo que glorifica o capitalismo (tendo sido banido de países como a China e a antiga União Soviética), este clássico foi inventado para representar justamente a ideia oposta. A americana Elizabeth Magie era ativista contra o pagamento de impostos imobiliários, no fim do século 19. Segundo ela e outros simpatizantes, deveria haver apenas um imposto de propriedade, diminuindo assim a diferença de riqueza entre os senhorios e os inquilinos. Para demonstrar de uma maneira fácil como as coisas aconteciam na época, Lizzie patenteou, em 1904, um jogo chamado The Landlord's Game ("O jogo do senhorio"), cujo objetivo era acumula…