Pular para o conteúdo principal

CD Monday: The Clash » "London Calling"

Pra aproveitar o aniversário de Mick Jones, a indicação desta semana será o clássico e um dos meus álbuns favoritos ever. London Calling já ganhou post especial de aniversário, ano passado - se quiserem conhecer alguns detalhes técnicos, históricos e importantes da obra, sugiro que confiram o post!



Lembro que o comprei Americanas da rodoviária de Goiânia, só não me lembro exatamente quando; acho que foi na volta da viagem à Curitiba, há uns anos. De qualquer forma, lembro que tava tipo R$15. Me lembro também que o comprei especialmente porque tinha Train In Vain. Sim, eu sabia que London Calling era um clássico e tudo o mais, mas até então eu não conhecia muito do Clash além das músicas de sempre, então arrisquei levar um álbum de 19 faixas por causa de uma, que era a minha favorita e ainda é uma delas até hoje. Quando voltei pra casa e fui ouvir, esse CD ficou no meu som por dias a fio, eu escutava e escutava de novo. É o tipo de álbum que não dá pra enjoar, ele tem tantos estilos diferentes que você pode se dar ao luxo de ouvir o que preferir no momento. O encarte contém as letras das músicas escritas à mão numa letra bonitinha que eu acredito ser de Joe Strummer; além de várias fotos tiradas por Pennie Smith, que imortalizou Paul Simonon na capa, moendo o baixo em seu acesso de fúria contra a apática platéia americana.


Artista: The Clash
Álbum: London Calling
Ano de lançamento: 1979 (1980 na América)
Origem: Reino Unido
Gênero: Punk Rock (e eventual Ska, Reggae, Jazz, Soul e Rockabilly)
Tracklist:
  1. London Calling
  2. Brand New Cadillac
  3. Jimmy Jazz
  4. Hateful
  5. Rudie Can't Fail
  6. Spanish Bombs
  7. The Right Profile
  8. Lost In The Supermarket
  9. Clampdown
  10. The Guns of Brixton
  11. Wrong 'em Boyo
  12. Death Or Glory
  13. Koka Kola
  14. The Card Cheat
  15. Lover's Rock
  16. Four Horseman
  17. I'm Not Down
  18. Revolution Rock
  19. Train In Vain (Stand By Me)

(Em 2004 foi lançada uma edição comemorativa de 25 anos do álbum. Ela vem com um disco extra com as demos das canções - velha conhecida dos fãs, até então era um bootleg chamado "The Vanilla Tapes" - e DVD com um documentário sobre a gravação do álbum, entrevistando todos eles [obviamente, antes da morte de Joe Strummer, em 2002]. Essa edição comemorativa é um tanto de nada mais cara que o álbum normal, mas nada que o YouTube não tenha me resolvido ;x)


London Calling + Train In Vain (live '80)

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…