Pular para o conteúdo principal

To ouvindo Arkells. Mas o post não tem nada a ver com isso.

Amiguinhos, se me fosse permitido lhes dar apenas um conselho nesta vida, seria ele: (não, não é usar filtro solar)  Não engula merda de ninguém. Não fique calado quando lhe ofenderem ou disserem algo sobre você que não é verdade. Ninguém te conhece melhor do que você mesmo. Quem cala, consente. Defenda-se.

No mais... CD novo do Linkin Park tá realmente inexplicável; ainda não inventaram uma palavra que signifique brisa + wtf + LINKIN PARK KD ao mesmo tempo, então contentem-se com isso mesmo como resenha pessoal.

Então, vamos brincar com a playlist pra distrair os pensamentos assassinos, certo? Antigamente eu tinha uma amiga que brincava de playlist comigo, mas agora nem no MSN ela entra mais... Brinco no blog, então. Depois do clique.




Playlist tocando em modo aleatório — responda cada pergunta com a música que tocar, sem pular.

1. O que as pessoas pensam quando olham pra mim pela primeira vez?
Pretty Fly (For A White Guy) - The Offspring

Elas acham que eu sou uma branquela tentando ser mano gueto? Mas eu ainda nem tenho dreads!

2. Qual será o maior desafio da minha vida?
Janie Jones - The Clash

Vejamos, a Janie Jones da música era namorada de um carinha que queria "curtir a vida" com ela e não gostava de trabalhar. Ótimo, hein, iTunes - valeu por me dar um namorado vagabundo.

3. Sou um bom namorado/namorada?
Oh Yoko! - John Lennon

HAHAHAh olha, questão de ponto de vista. A Yoko foi boa pro John (se a gente fizer vista grossa em relação à heroína)... Ela só não foi boa pro resto.

4. Eu tenho um Admirador Secreto?
Firewall - Common Rider

Tem uma frase da música que diz "vamos deixar de lado essas coisas infantis"... Então acho que isso é um não.

5. Serei uma maníaca depressiva, algum dia na vida?
The Saddest Song - Streetlight Manifesto

Obrigada, iTunes.

7. Tem alguém tentando me matar?
Beware of Darkness - George Harrison

George me mandou ter cuidado com becos escuros. O que seria de mim sem ele.

8. Qual é a minha preferência sexual?
Animosity - Rancid

OHOO, ele que tá dizendo hein.

9. Do que eu tenho medo?
Gotta Get Away - The Offspring

De me afastar? Não, já superei isso.

10. O que estarei fazendo nos próximos anos?
I Want Your Girlfriend to Be My Girlfriend Too - Reel Big Fish

Roubando as namoradas dos outros? Me soa meio desesperador.

11. Qual seria um bom conselho pra mim?
Reach The Rock - Havana 3 A.M.

I'VE ALREADY REACHED THAT, BITCHES! \m/

12. O que eu deveria estar fazendo ao invés deste questionário?
Shock Horror - The View

Assustando as pessoas. Ou treinando meu sotaque escocês. Sóre.

13. Eu irei me casar?
Tropical London - Rancid

Mas será possível que nem depois de casada sairei de terras tropicais? ;_;

14. Qual é a história da minha vida?
Small Pebble - Common Rider

Ok. Pedrinhas me lembram a cascalheira. MORRA, CASCALHEIRA, QUE EXPLOREM TODO O SEU CASCALHO E VOCÊ ARDA NO TÁRTARO PARA SEMPRE!

15. Como irei em frente na vida?
Roll It Over - Oasis

Rolando, HUAHUAHUAUh ok, parei.

16. Qual é a melhor coisa sobre os seus amigos?
Get Back - The Beatles

Eles voltam. Hm, acho que

17. Que música te descreve?
Go To Hell - The Forces of Evil

HAHAHAh boa, iTunes!

18. Como o mundo te vê?
Everything Went Numb - Streetlight Manifesto

Não vê. Tudo ficou entorpecido. -q

19. Terei uma vida feliz?
If And When We Rise Again - Streetlight Manifesto

se e quando a gente nascer de novo. Tomas, você responde tudo, cara!

20. Como eu posso me fazer mais feliz?
Johnny Appleseed - Joe Strummer & The Mescaleros

Fazendo como o Joe nos aconselha nessa música: "Se você está procurando pelo mel, então não saia matando todas as abelhas".

21. O que eu deveria fazer com a minha vida?
What A Wicked Gang Are We - Streelight Manifesto

Entrar numa gangue. Esse Tomas sabe de tudo.

Postagens mais visitadas deste blog

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

... e ainda mais livros interativos!

2014 está sendo um ano muuuito esquisito... Não sei se tá todo mundo com essa impressão, ou se eu só estou prestando atenção nas coisas esquisitas, mesmo.
De qualquer forma, comentei em alguma postagem anterior sobre a necessidade da terapia que não vou fazer, e como esses livros interativos que tanto estão na moda andam me ajudando a aguentar toda a esquisitice desse ano.
Depois de Destrua Este Diário, que não vou terminar, e Termine Este Livro, que já terminei, peguei outros dois lançamentos: Listografia, de Lisa Nola, e 1 Página de Cada Vez, de Adam J. Kurtz.


O Listografia eu havia visto pelo Pinterest e achei a proposta atrativa pra mim: listar a vida de acordo com os mais variados tópicos. Os temas vão desde coisas simples, como os lugares em que você já morou, o nome de todos os animais de estimação que você já teve, seus programas de TV favoritos, as cidades que você conhece, até assuntos mais reflexivos, como as coisas sobre você que quase ninguém sabe, seus maiores atos de b…

As curiosas origens de 4 famosos jogos de tabuleiro

Adaptado do artigo original do Mental Floss.



Jogos de tabuleiro são uma forma de entretenimento criada pelos egípcios há 5 mil anos e nunca saíram de moda, mesmo que atualmente tenham sido adaptados em vídeo games ou jogos para o celular. Aqui vão as origens de alguns dos sucessos mundiais favoritos:

Monopoly / Banco Imobiliário

Embora seja considerado um jogo que glorifica o capitalismo (tendo sido banido de países como a China e a antiga União Soviética), este clássico foi inventado para representar justamente a ideia oposta. A americana Elizabeth Magie era ativista contra o pagamento de impostos imobiliários, no fim do século 19. Segundo ela e outros simpatizantes, deveria haver apenas um imposto de propriedade, diminuindo assim a diferença de riqueza entre os senhorios e os inquilinos. Para demonstrar de uma maneira fácil como as coisas aconteciam na época, Lizzie patenteou, em 1904, um jogo chamado The Landlord's Game ("O jogo do senhorio"), cujo objetivo era acumula…