Pular para o conteúdo principal

Never mind the bollocks...

... here's the


Ou a banda responsável pelo que o mundo conhece como "punk". Por mais que eles na verdade tenham destruído tudo o que o punk deveria significar.

Não é segredo que os Pistols foram "fabricados" pelo gênio empresarial Malcolm McLaren como forma de divulgar a grife de sua esposa, Vivienne Westwood, já que o punk tava na moda. "Sex" era o nome da loja de roupas e acessórios em couro que o casal possuía. As "pistolas" da loja eram a banda. E daí vem o nome.

Assim como também não é segredo que o equipamento deles foi praticamente todo roubado do staff do David Bowie.
Não é segredo que eles não sabiam tocar, a princípio, e que eles chutaram o único membro da banda que era realmente músico porque ele queria, bom, ensinar os outros a tocar.
Não é segredo que eles colocaram o coitado do Sid Vicious no lugar do cara só porque ele tinha um visual legal, mesmo que, como músico, fosse ainda pior que os outros.
Não é segredo que, no começo, eles tinham um guitarrista tocando escondido atrás do palco enquanto o guitarrista da banda fingia que tocava. E também não é segredo que o baixo de Sid nem ao menos era plugado durante os shows.

Ainda assim, com apenas um ano e meio de carreira, os Sex Pistols fizeram história e até hoje não há quem nunca tenha ouvido falar neles. Os Pistols foram os primeiros a associar o punk à anarquia e a xingar a rainha por diversão. Foram os primeiros a soltar um palavrão ao vivo na TV em rede nacional e, consequentemente, a fazer a Inglaterra ter medo da influência do Punk na juventude da época — quando tudo o que o Punk queria era abrir a mente da juventude à todos os problemas que assolavam o país e fazer com que todos fizessem sua parte sobre isso. Mas não, os Pistols não tavam nem aí pra isso. Para eles, era só get pissed and destroy.

É, os Pistols nunca foram muito bem vistos no movimento punk. Mas não há como negar que o Punk, por bem ou por mal, só se tornou um movimento em massa por causa deles. Depois do visual chocante e a anarquia despreocupada que a banda mostrou publicamente, todo mundo queria ser punk. Os Pistols tiraram os punks das garagens e dos porões e fez o povo se mostrar. Mas, também por causa deles, o punk se tornou uma palavra proibida e até hoje nos dicionários de língua inglesa é termo pejorativo. Os shows, que antes eram só "shows de rock", passaram a ser difíceis de ser autorizados porque agora eram "shows de punk". Tudo tem seu preço. Eles apanharam muito, foram presos muitas vezes, provocaram bastante e tão aí, até hoje, desfrutando da fama.

E, se me perguntarem, apesar de tudo isso, eu adoro esses caras.


Em 1977:


E em 2007 com Glen Matlock, o baixista original:

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…