29/03/2011

Animais de Verdade que Saíram Direto dos Seus Piores Pesadelos

Saudade de fazer um post biológico-tenso!

Encontrei aqui entre alguns links favoritos este artigo do Cracked.com, sobre animais assustadores que existem de verdade; aproveitei a ideia e pesquisei mais sobre os bichos pra fazer um post completinho.

Se você nunca sonhou com bichos assustadores como estes, agora sonhará.


  • Hatchetfish



Esse é um clássico dos livros de biologia. Ele não tem um nome em português, embora se possa traduzir "hatchetfish" como "peixe-machadinha", devido ao seu formato achatado. Este é um dos tantos peixes abissais que habitam as profundezas de quase todos os oceanos do mundo (com exceção do Ártico e do Antártico). Mas, apesar dessa aparência tão estranha, os hatchetfishes são inofensivos para os humanos. Não crescem mais do que 12 cm e vivem a centenas de metros de profundidade. Só saem pra buscar alimento à noite, quando sobem até no máximo 50 m abaixo do nível do mar, mas voltam assim que os primeiros raios de sol aparecem. Como todos os animais que habitam profundezas, estes peixes são cegos, por isso a sensibilidade à luz. Existem cerca de 40 espécies desta belezinha.


  • Promachoteuthis sulcus, a lula com dentes



O coitadinho nem recebeu um nome vulgar*, ainda. Este exemplar representa a única espécie descoberta deste tipo de lula. Os "dentes" são, na verdade, "lábios" pregados que protegem a cavidade por onde se alimentam. Esta imagem mostra a lula vista por baixo. Outra característica sobre ela que intriga os cientistas é a total falta de simetria entre os tentáculos, coisa anormal entre os cefalópodes. Este espécime foi encontrado no Oceano Atlântico, a uma profundidade de cerca de 2 mil metros.

*"nome vulgar" é o termo usado pela ciência para denominar o nome pelo qual todos conhecemos uma espécie.

  • A carpa com rosto humano



Ao que tudo indica, esta não é uma espécie diferenciada de carpa, mas acredita-se que este estranho rosto humanóide (que é uma ilusão de ótica causada pelas manchas da pele) tenha sido resultado da cruza de duas espécies diferentes de carpa. Este peixe da foto é de um sul-coreano, e tem atraído muitos curiosos. Foi encontrada uma outra carpa com características semelhantes no Reino Unido, mas infelizmente para os cientistas, ambas são fêmeas; portanto, não poderão se reproduzir entre si.

  • Theredion grallator, ou "Happy Face Spider"



Este simpático aracnídeo não passa de 5 milímetros quando adulta, mas se destaca por sua coloração amarela e a carinha feliz que ostenta nas costas. Esta coloração serviria para afastar predadores, embora na prática não faça muito sentido, já que é um animal muito pequeno e não é presa significativa para nenhum outro. Esta espécie só existe no Havaí.


  • Trachelophorus giraffa, o caruncho-girafa



Esta espécie de Madagascar não passa de 2,5 cm, e os machos têm o pescoço bem maior que o das fêmeas. O motivo deste pescoção é para facilitar a construção de ninhos e também na briga com outros insetos. Contrariando o que é comum entre os insetos, a fêmea desta espécie só poe um ovo por vez.

  • Chelus fimbriatus, a tartaruga mata-mata



Essa é nossa! A mata-mata é natural da Amazônia, mas também é encontrada em outros países da América do Sul, e é facilmente a tartaruga mais feia do mundo. Quando adulta, mede até 45 cm e pesa até 15 kg. É uma espécie aquática e extremamente sendentária, preferindo ficar em águas rasas para não ter que se locomover muito até a superfície para respirar. Por ser uma criatura bem paradinha, acredita-se que essa aparência estranha seja sua forma de defesa contra predadores, se camuflando entre folhas secas e pedaços de pau podre.

.

Para conhecer outros tantos animais bizarros desse mundão, visite o artigo original (em inglês).