Pular para o conteúdo principal

— Seja Como a Lua

puckylearns2fly

The moon will never lie to anyone. Be like the moon. No one hates the moon or wants to kill it. The moon does not take antidepressants and never gets sent to prison. The moon never shot a guy in the face and ran away. The moon has been around a long time and has never tried to rip anyone off. The moon does not care who you want to touch or what color you are. The moon treats everyone the same. The moon never tries to get in on the guest list or use your name to impress others. Be like the moon. When others insult and belittle in an attempt to elevate themselves, the moon sits passively and watches, never lowering itself to anything that weak. The moon is beautiful and bright. It needs no makeup to look beautiful. The moon never shoves clouds out of its way so it can be seen. The moon needs not fame nor money to be powerful. The moon never asks you to go to war to defend it. Be like the moon.

— Henry Rollins, in Solipsist. 64-65p.

.

"A lua nunca mentirá para ninguém. Seja como a lua. Ninguém odeia a lua ou deseja matá-la. A lua não toma antidepressivos e nunca vai presa. A lua nunca atirou no rosto de um homem e fugiu. A lua está por aí há bastante tempo e nunca tentou explorar ninguém. A lua não se importa com quem você deseja ou de que cor você é. A lua trata todo mundo igual. A lua nunca tenta entrar na lista de convidados nem usa seu nome para impressionar os outros. Seja como a lua. Enquanto os outros insultam e menosprezam em uma tentativa de se elevarem, a lua fica lá sentada e assiste, nunca se baixando para nada tão fraco. A lua é linda e brilhante. Ela não precisa de maquiagem para ser linda. A lua nunca afasta as nuvens do seu caminho para que possa ser vista. A lua não precisa de fama nem de dinheiro para ser poderosa. A lua nunca te manda à guerra para defendê-la. Seja como a lua."

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…