Pular para o conteúdo principal

Medusa, a garota que nunca comemorou o Dia dos Namorados



Existem várias versões da lenda sobre a Medusa. A versão mais popular defende que Medusa era uma das três irmãs górgonas (monstras feiosas com cabelos de serpentes, que transformam em pedra quem quer que as olhem nos olhos); mas, ao contrário das irmãs Eusteno e Euríale, Medusa não era imortal.

Porém, as demais versões concordam que a pobre coitada nem sempre foi um monstro. Medusa um dia foi uma bela garota de lindos e invejados cabelos. Uma das versões (a versão anti-Medusa, como a chamo) diz que a moça foi ousada o suficiente para desafiar as deusas do Olimpo em um concurso de beleza e acabou recebendo o castigo de ser transformada em górgona. A versão alternativa é um pouco mais cruel.

Segundo ela, Medusa era uma sacerdotisa do templo de Atena; e era lá que estava quando Posêidon, o grande deus dos mares, entrou para procurá-la. Vejam bem, quando eu digo que um deus está "procurando" por uma mortal, não é para pedir uma informação ou convidá-la para um cafézinho. Com medo, Medusa escondeu-se debaixo do altar do templo, e foi lá que Posêidon a encontrou e a estuprou. Irada com a blasfêmia, Atena resolveu vingar-se pelo ato indescritível em seu próprio templo, e então puniu... Medusa (deuses gregos são loucos, não questione). Transformou seus lindos cabelos em serpentes e seu olhar teria o triste efeito de transformar qualquer um que a olhasse nos olhos em pedra.

E se você pensa que a vida da desgraçada já estava ruim o suficiente, é porque de certo não ouviu falar em Perseu. Perseu procede de uma longa história, mas o fato é que a uma certa altura ele se viu obrigado a conseguir um presente para o seu rei (e futuro padrasto) Polidecto (pra resumir: Perseu era muito ligado à mãe e não queria que eles se casassem. Então o rei mentiu a Perseu, dizendo que iria se casar com uma princesa qualquer de um reino vizinho e que precisava de um presente impressionante para dar a ela. Era uma forma de manter Perseu afastado para que ele pudesse desposar sua mãe). E adivinhem o que o rei queria?! Sim, a cabeça da azarada Medusa.

Mas, bem, Perseu era só um rapaz (quer dizer, ele era um semideus, filho de Zeus), e Medusa a essas alturas já era uma monstra bem nervosinha. Não era fácil chegar perto dela, quem dirá decapitá-la, então Perseu pediu ajuda aos deuses em sua missão. Além de Hermes, que lhe emprestou suas famosas sandálias aladas, e Hades, que lhe concedeu uma capa da invisibilidade, alguém que o ajudou de muito bom grado foi a deusa Atena, que lhe ofereceu uma espada e um escudo espelhado.

Aqui eu poderia narrar a batalha épica que se travou entre o enganado Perseu e Medusa, mas vocês podem ver o momento com mais emoção em filmes como Fúria de Titãs (ou uma versão moderna em Percy Jackson e o Ladrão de Raios). O fato é que Perseu conseguiu chegar até a górgona olhando-a pelo reflexo do escudo, que era inofensivo, e então conseguiu desferir o golpe mortal com sua espada. Bom, esse foi o fim da Medusa. Alguém quer saber o que aconteceu depois que Perseu voltou?



Chegando no palácio, Perseu descobriu que sua mãe estava sendo forçada a trabalhar como escrava do rei (a visão do casamento não era muito diferente naquela época e lugar...). Muito revoltado, Perseu se dirigiu ao salão onde o rei e seus convivas estavam comendo, causando espanto geral - afinal, não era para ele escapar vivo da tal missão. Porém, ali estava ele, vivo, com o "presente" em mãos e cheio de amor pra dar. O rei imediatamente o acusou de não cumprir sua missão, dizendo que não era possível que Perseu estivesse ali com a cabeça da Medusa. Perseu era um rapaz muito educado e respondeu que havia, sim, conseguido o "presente de casamento", e retirou a cabeça da Medusa de dentro do saco onde estava. E foi assim que o salão do palácio ganhou um monte de estátuas novas em tamanho natural, e de graça!

Depois disso, Perseu não queria mais a cabeça da Medusa. Vejam bem, que vida difícil dessa mulher. Em vida era invejada, depois de monstra era temida, e agora depois de morta era nojenta. Então Perseu resolveu dar a cabeça à deusa Atena, que a incorporou em seu próprio escudo e o deixou super estiloso e mortal.



.

Fontes variam, leiam mais livros.

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…