25/12/2011

Os Álbuns de 2011 * HCtZ Top 10 (+1)

(Esse título tá parecendo uma equação matemática bizarra)

(Chique me referir à minha escolha pessoal com o nome do blog, quem vê pensa que isso aqui é trabalho de uma equipe...)

2011 na música. Morreu um monte de gente, um monte (um monte!) de banda acabou, teve Rock in Rio e um monte de festivais legais no país, um monte das minhas bandas favoritas veio fazer show no Brasil e não fui ver nenhuma, e esse foi o meu resumo crítico do ano.

Pra variar, não ouvi quase nada do que foi lançado este ano. E, assim como sempre acontece, acabei ignorando os lançamentos de alguns artistas que já curti mais no passado, aos quais não dou muita importância agora.

Os meus 10 favoritos de 2011 são estes. "Cadê o *álbum tal da banda tal*?!?!". Pois é, não ouvi.


Noel Gallagher's High Flying Birds
Noel Gallagher's High Flying Birds
Rock/Britpop

Não é porque é do Noel. Juro. Tava todo mundo esperando por esse bendito álbum desde sabe Zeus quando, o homem tava ameaçando há anos - mas posso dizer com certeza que estávamos esperando desde o fim do Oasis, em 2009. Aí o álbum saiu e muita gente ficou doida por ele (tipo eu), enquanto outras disseram que se decepcionaram. Alguns órfãos de Oasis não coseguiram superar sua morte, mas esse álbum segue a linha das músicas que o Noel cantou no último álbum da banda (Waiting For The Rapture e Falling Down, principalmente). Eu, particularmente, amei todas as coisas diferentes que apareceram por aqui (os metais, pirações e vídeos conceituais). É um álbum muito criativo e o Noel conseguiu mostrar o monte de coisas que ele sabe fazer.




Hard Times and Nursery Rhymes
Social Distortion
Punk Rock/Rockabilly

Sete anos depois do meu favorito e até então o último de inéditas, Sex, Love & Rock'n'Roll, a banda de Mike Ness chega com essa coisa linda. Pela capa e pelo videoclipe/curta-metragem que fizeram para a música Machine Gun Blues, dá pra ter uma ideia do ambiente em que se passa a temática do álbum: década de 1930, possivelmente a época que envolve todas as coisas favoritas de Ness. E as baladas estão tristes, como devem ser.



Suck It and See
Arctic Monkeys
Indie Rock/Garage Rock

Nossos garotos cresceram. Se antigamente Alex Turner se apresentava com aquele cabelo estilo John Lennon 1965 e espinhas no rosto, hoje a banda adotou um visual mais rocker e menos indie. Uma vez eu comentei aqui que os álbuns dos Monkeys eram sempre diferentes dos anteriores, e aconteceu de novo. A princípio não me animei muito com os vídeos psicodélicos demais, mas a primeira impressão passou ao ouvir o álbum todo... e ao ver o vídeo da faixa-título, que não é psicodélico. :P




England Keep My Bones
Frank Turner
Folk Rock

Esse álbum foi difícil pra mim. Frank é sempre ótimo, pra quem gosta do estilo, e eu estava realmente gostando deste álbum, até chegar em uma determinada música que mexeu com certas opiniões pessoais que não gosto de discutir. Decidi nesse dia que estava eternamente decepcionada com Frank Turner, até prestar mais atenção na lindíssima If Ever I Stray e entrar em parafuso. Mas resolvi meu problema com ele: é só pular a faixa ofensora e fim.

'cause love is free and life is cheap
as long as I've got me a place to sleep
some clothes on my back and some food to eat
I won't ask for anything more.


Elsie
The Horrible Crowes
Blues/Soul/Rock Acústico

Esse é um projeto paralelo do vocalista e guitarrista do The Gaslight Anthem, Brian Fallon; um dueto com o amigo de longa data, o inglês Ian Perkins. Há quem diga que o material não é muito diferente do último álbum do Gaslight, mas li o próprio Brian dizer que a banda está gravando o próximo álbum e que ele vai soar mais como o material mais antigo. Então me levo a crer que o Horrible Crowes é onde ele vai aproveitar sua inspiração mais voltada ao soul e ao blues (direção que o Gaslight estava quereeeendo tomar). Esse álbum é lindo, e esse Brian Fallon é um dos caras que tem um pedaço do meu coração (o maldito).




Resolutions
Dave Hause
Folk Rock

Adoro a voz do Dave. Se não me engano, esse foi o primeiro álbum solo do vocalista do The Loved Ones, e eu acho muito legal conhecer as outras direções que essa galera resolveu tomar com suas carreiras solo. As letras do Dave são lindas (queria poder usar outra palavra, mas essa é a que melhor define), todas elas dão uma animada nos corações machucados. Acho que esse ano eu tô achando tudo lindo. Mas parece que tá tudo lindo, mesmo.

c'mon kid, c'mon
it's one foot and then the other
everybody needs a hand, sometimes
everybody needs a brother.

Covering Ground
Chuck Ragan
Folk Rock

Estou vendo um padrão nesse meu Top 10. Chuck Ragan foi um cara que eu gostei assim que ouvi pela primeira vez, aquela coisa que não dá pra explicar. Assim como o Frank Turner e o Dave Hause (e tantos outros), o Chuck é vocalista de uma banda de punk rock que resolveu fazer um projeto solo mais voltado ao Folk e ao Country - música típica americana. Eu sinceramente ando adorando todos esses projetos desses caras, os álbuns têm saído (ADIVINHEM A PALAVRA!) - lindos.





Lioness: Hidden Treasures
Amy Winehouse
Soul/Jazz

Fazia um mês que eu decidi que adorava a Amy quando a mulher decidiu deixar a gente. Eu havia comentado com alguém que ela tinha tudo pra ser minha musa, visto que cantava justamente o que eu curtia ouvir, então eu pensei: "e por que não pode ser?". A gente tem aquela mania de se deixar levar por comentários de mau gosto sobre as pessoas e automaticamente bloquear qualquer interesse que poderíamos ter por elas. Amy era uma pessoa linda apesar de todos os seus problemas (problemas, aliás, que eram DELA) e sem dúvida ainda tinha muito para mostrar.





Vacation
Bomb The Music Industry!
Skacore

Adoro o caos dessa banda, ainda mais porque vem acompanhado de umas letras ótimas que sempre me fazem rir (mesmo que a intenção não seja essa) e às quais me relaciono quase completamente. Acho que chamamos isso de "rir da própria desgraça". É bom.




All the people I love the best
Are growing increasingly impatient with the person I am
And the people I hardly know would never understand.


Get Nice!
Zebrahead
Pop Punk/Rapcore

O Zebrahead é definitivamente a única banda que eu ouço nesse estilo, e ainda assim eu gosto tanto deles que chega a doer ("chega dói", como dizem por aqui). Neste álbum eles se mantêm divertidos como sempre, mas as músicas vêm ganhando um certo peso, ultimamente; até solo de guitarra tem nesse aí.






Knife Man
Andrew Jackson Jihad
Folk Punk

Eu não podia deixar esse álbum de fora. Mas também não pude eliminar nada da lista pra poder incluí-lo, então esse é o "+1" do título da postagem. Conheci essa banda com esse álbum e achei muito divertido ('divertido' como o BTMI!, ou seja, aquela coisa de rir da própria desgraça). As letras são tão fáceis de relacionar com algum momento da nossa vida que a gente tem que rir por perceber como tem gente como a gente nesse mundo.



you can hope it gets better and you can follow your dreams
but hope is for presidents and dreams are for people who are sleeping.

Outros álbuns que curti:

The Aquabats - High-Five Soup! (ska-eletrônico (!))
Random Hand - Seething Is Believing (skacore)
Casey Jones - I Hope We're Not The Last (straight edge hardcore)
Beady Eye - Different Gear, Still Speeding (britpop)
Roger Miret & The Disasters - Gotta Get Up Now (hardcore)
Agnostic Front - My Life My Way (hardcore)
Dropkick Murphys - Going Out In Style (celtic punk)
Big D & The Kids Table - For The Damned, The Dumb and The Delirious (ska)
The Kooks - Junk Of The Heart (indie rock)
Cobra Skulls - Agitations (punk rock)
White Wives - Happeners (garage punk)
Tom Waits - Bad As Me (rock)
The Mighty Mighty Bosstones - The Magic of Youth (ska)

  • EPs e outros:
The Gaslight Anthem - iTunes Sessions (EP de covers)
Bane - Curitiba 7:58PM
Against Me! - Total Clarity (demos de Searching For A Former Clarity)
Against Me! - Black Crosses (demos de White Crosses)
Alex Turner - Submarine (trilha sonora)
Gallows - Death Is Birth
We Are The Union - Graveyard Grins

.

Artistas com álbuns a lançar em 2012 (aka os que eu provavelmente vou querer ouvir):

  • The Gaslight Anthem
  • Rancid
  • Bad Religion
  • Garbage
  • Bruce Springsteen
  • The Bouncing Souls
  • Live (sem o Ed?)
  • Linkin Park (mais por curiosidade, certeza que vou ouvir e xingar muito)
.

E aí, povo? Quais foram os seus favoritos do ano?

3 comentários:

  1. Oi, Manu!
    Que vergonha, não conheço quase nada do que você postou, mas vou conferir os vídeos - aliás, esse da Amy com o Bennett eu já vi, é muito bom.
    No mais, um bom restinho de ano pra você e sua família e um super 2012. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Tirando o Noel, e Amy, não conheço nenhum dos demais, rs... Vou ver os clipes! ^^


    Bjoooo!

    ResponderExcluir
  3. Caracas, tava viajando quando postou e me passou despercebido. Estava esperando sair para ver se animo a fazer a minha uheuheuehauhe

    Big D perdeu moral contigo hein?! Vc anda ouvindo mto folk, daí conheço só Resolutions, que aliás foi indicação sua. Arctic Monkeys talvez esteja na minha lista tb. =)

    Ei vc esqueceu que o Mad Caddies tb deve lançar álbum este ano. heheheh

    ResponderExcluir

Bom senso, respeito e educação são esperados e sempre bem-vindos nos comentários. Obrigada pela visita!