20/06/2012

"Eu Ouço Gente Morta": Chet Baker

Eu sei, que nome horrível pra uma nova ~coluna~ do blog, mas foi bem sacado vai, diz aí.

Eu ouço muita gente morta. O tempo todo. Alguns morreram depois de eu começar a ouvi-los. Outros morreram antes. E outros morreram até antes de eu nascer. Mas o importante é que eles tão vivão aqui no meu coração.

Hoje apresento a quem não conhece Chet Baker (que eu conheci graças ao pessoal de muito bom gosto do Musicólatras, numa fase em que estava entrando aos poucos no mundo do Jazz).

;


Chet fez sucesso nos anos 50 porque, além de tocar o trompete e o piano, também cantava (o que não era muito comum, ser instrumentista e cantar ao mesmo tempo). Sempre comentou-se muito da voz e do estilo de canto de Chet, com seu tom suave. Seu estilo de tocar também não era de firulas, mas simples e improvisado com eficiência. Em seu auge, tocou com os artistas mais renomados do gênero. E também fez sucesso com a mulherada por causa dessa cara linda que lhe rendeu o apelido de James Dean do Jazz.

Infelizmente, além de talentoso e lindo, Chet foi meio azarado. Foi acabar se viciando em heroína, vício que influenciou negativamente tanto em sua carreira quanto em sua aparência. Em poucos anos, parecia ter envelhecido o dobro do que realmente tinha. Chegou a penhorar seus instrumentos para poder manter o vício e foi preso várias vezes pelos mais diversos motivos relacionados a ele. Foi perdendo prestígio nos EUA e só conseguia ser chamado pra tocar na Europa. Um dia, já nos anos 60, Chet foi espancado em um bar, tão violentamente que perdeu todos os dentes da frente, o deixando impossibilitado de tocar propriamente seu trompete. Precisou arrumar outros empregos, fazer uma dentadura e treinar muito, até finalmente conseguir se aperfeiçoar e voltar a tocar em público.



A morte de Chet, em 1988, aos 58 anos, também não foi das mais românticas. Encontraram o seu corpo na rua, embaixo da sacada do quarto de hotel onde estava hospedado, na Holanda. Não houve evidência de luta, mas encontraram drogas em seu organismo, levando à conclusão de que a morte dele não tenha passado de um infeliz acidente.

Mas, apesar disso tudo, Chet Baker deixou um legado e tanto para o mundo do Jazz. Seu estilo foi pioneiro no gênero. Foram lançados filmes e biografias sobre ele, além de um musical que percorreu alguns países. Até hoje são lançadas coletâneas com suas melhores performances, instrumentais e cantadas.



Chet Baker é mais associado à sua versão de My Funny Valentine, por causa de seu solo marcante de trompete:



Minha favorita pessoal é esta que segue. Por causa de razões.


My heart should be well-schooled
'Cause I've been fooled in the past
But still I fall in love too easily
I fall in love too fast. 

Lógico que a minha biografia ficou porcamente incompleta, então sugiro que, caso queiram saber mais sobre o artista, confiram o post lá do Musicólatras!

15/06/2012

Zumbi como nunca antes

A que vos fala ficou um tempão sem vir aqui por preguiça e admite.

Mas vim aqui só pra dar notícias, mesmo, e depois vou embora de novo e só volto quando tiver post legal. Prometo.

Bom, acho que dá pra começar dizendo que tô com dengue de novo, palmas pra mim!


Como tô ficando experiente nisso, vou aproveitar pra dar umas dicas pra galera:

--- Não vou ensinar a prevenir esse troço porque a gente tá careca de saber como se faz; e, mesmo que a gente sempre faça tudo direitinho, se seus vizinhos não fizerem, ou se você morar numa área de lotes com mato abandonado, ou se o seu local de trabalho tiver focos, não adianta bunda nenhuma. Então, se acontecer a desgraça, vamos lá:

1. Ao primeiro sinal de dores bizarras nas articulações, dor bizarra atrás dos olhos que fica mais bizarra quando a gente tenta ler ou olhar pra baixo, febre que vem do nada e boca seca, vão lá fazer um hemograma e comuniquem a suspeita de dengue (e deixem de mimimi, é rápido e barato e medo de agulha é coisa de mulherzinha õ.o). Na melhor das hipóteses, não há de ser nada e daí sim tu pode ir pra casa tomar um anti-inflamatório. Mas nunca, NUNCA tomem anti-inflamatório antes de confirmar a suspeita. O remédio pode transformar uma dengue simples (que enche o saco mas passa) em dengue hemorrágica (aquela que sai matando o povo) e aí 'cês vão se arrepender de não ter ido tirar um sanguinho (mentira, é um monte de sangue) (mas brinks, não é tão ruim).

2. Não interessa se tu já teve antes, nunca vai ser do mesmo jeito. Existem 4 tipos diferentes de vírus da dengue e cada um se manifesta de um jeito diferente. Da primeira vez eu fiquei de cama uma semana inteira, não conseguia comer nada que não fosse sopa e só levantava pra ir ao trono (muitas e muitas vezes...). Perdi um monte de peso e foi até legal (a parte de ter sido justo na semana de provas da faculdade não foi tão legal). Agora ela teria passado despercebida, não fosse ter aparecido esse monte de manchas pelo corpo. As manchas foram aparecendo gradualmente, primeiro nas pernas e depois se espalhando pelas costas, barriga, rosto, tórax até finalmente chegar aos braços e até os dedos dos pés. São pontinhos vermelhos, como se fosse sarampo, e coça que é um inferno! Não sei o que vem depois e nem tem como saber, mas é importante tomar muita água porque essa porcaria desidrata a gente rapidinho.

3. Repouso é fundamental. FUNDAMENTAL. Essa etapa eu não só pulei como completamente negligenciei, já que essa semana dei praticamente o dobro de aulas que daria em uma semana normal (época de provas e os alunos desesperados que faltaram o semestre todo...) e fui andando pra escola todos os dias. Repousei que foi uma beleza, só que ao contrário.

Mas sou uma eterna descontente e não quis ter só dengue, não. Também tô com anemia. De novo. Ou ainda? Zombie way of life, é assim que se faz.



Em outras novidades, terminei há pouco um curso que fiz pelo Portal Educação (onde já havia feito o curso de Zoologia dos Vertebrados, uns anos antes, e super recomendo) sobre o Ensino de Língua Inglesa na Escola. Ninguém me pediu que eu o fizesse mas senti a necessidade, não por dificuldade, mas pra melhorar meu currículo caso eu precise procurar emprego, um dia. O curso foi muito interessante e aprendi bastante, só preciso ainda fazer a prova pra poder ganhar o certificado. Pretendo fazer esse fim de semana, vamos ver. E ainda ganhei um curso de Espanhol do site, preciso começar, haha

Agora parei, tchau.