21/07/2012

Por que todos os planetas do Sistema Solar têm nomes mitológicos?

Mitologia + Espaço = Manu feliz e post novo



Alguém aí já teve tempo sobrando e se pegou imaginando quem havia dado o nome de Terra ao nosso planeta (e quem nunca fez aquela piadinha velha e tosca sobre o nome do planeta dever ter sido Água)?

Se for o caso, então vou explicar aqui de maneira porca e resumida por que os planetas (e a maioria de seus respectivos satélites naturais) do nosso Sistema Solar têm os nomes que têm.


O espaço vem sendo observado desde que a humanidade é humanidade, e desde então os objetos que foram sendo descobertos no céu foram chamados de nomes diferentes, dependendo da cultura. Porém, quando Roma se tornou o Grande Império do mundo (lá por 27 A.C.), tudo teve que se moldar segundo os padrões romanos: foi quando os deuses gregos deram lugar aos deuses romanos, por exemplo. E foi nisso que os planetas que haviam sido observados até então receberam os nomes de acordo com a tradição romana.

Até então, 5 dos planetas do nosso Sistema Solar podiam ser observados a olho nu:




Mercúrio: recebeu o nome do deus romano dos viajantes, pois observaram que este planeta se movia com bastante rapidez no céu.








Vênus: recebeu o nome da deusa do amor e da beleza, por ser o planeta mais brilhante e o mais bonito dos corpos celestes.









Marte: recebeu o nome do deus da guerra, por ser "vermelho como sangue".









Júpiter: recebeu o nome do deus mais importante do panteão romano, por ser o maior de todos (os gregos chamavam o planeta de Zeus, equivalentemente).








Saturno: recebeu o nome romano do deus pai de Júpiter (equivalente ao grego Cronos), pois era o planeta mais distante que podia ser observado a olho nu. 24 dos seus 60 satélites possuem os nomes dos titãs e deuses relacionados ao deus que lhe deu nome (entre eles, Pandora e Jano, que já comentei aqui).






De lá pra cá, com o constante avanço da astronomia, outros tantos planetas e satélites foram sendo observados e, embora os nomes tivessem sido os mais diversos (desde os nomes de quem os descobriram até nomes em homenagem a reis ou personalidades importantes), foi decidido manter a tradição dos nomes romanos para os planetas, por questão de padrões.




Urano: apesar de ter sido descoberto em 1781, seu nome só foi decidido em 1850, depois de muita briga. Urano é o deus romano do céu. Os satélites de Urano fogem ao padrão e têm nomes de personagens da obra de Shakespeare.







Netuno: já se pressupunha sua existência, mas ele só foi completamente observado em 1848. Recebeu o nome do deus dos mares. Seus satélites foram nomeados de acordo aos deuses e seres mitológicos relacionados a ele.






E eu sei que ele foi chutado da panelinha, mas vou falar mesmo assim:


Plutão: foi descoberto em 1930 e as sugestões para o seu nome variaram entre uma grande quantidade de deuses que ainda não haviam sido homenageados. O nome do deus do Mundo Inferior, aparentemente, foi sugerido por uma garota de 11 anos, e foi o escolhido por combinar com as caraterísticas do planeta: o mais afastado dos outros, e sua capacidade de se tornar "invisível". A lua de Plutão se chama Caronte, que, na mitologia, é o barqueiro que leva as almas para o Mundo Inferior, onde serão julgadas.





Bom, fica faltando a Terra. Por que cargas d'água a Terra se chama Terra, e quem foi a mente brilhante por trás disso?!

E eu lhes digo, meus amigos, que ninguém faz ideia.



Ok, Terra (ou Gaia) também é uma deusa romana. Deusa da terra. Sério. Mas quem veio com a ideia, não se sabe. Só se sabe que este nome é tão antigo quanto o dos primeiros planetas descobertos, e só o que ficou foi o costume. Assim como a Lua, que vem da deusa romana Luna, que é a deusa da... bom, da lua. Há de se lembrar que "lua" não é o nome certo do corpo celeste em questão, e sim "satélite". Chamamos as luas dos outros de lua por associação à nossa mas, como vimos, cada uma delas tem seu próprio nome.




De qualquer forma, os nomes variam levemente de língua pra língua, e algumas culturas (indígenas, principalmente) ainda chamam por outros nomes completamente diferentes.

E é isso aí, espero que tenha sido útil ou interessante para alguém. Beijos e até o mês que vem (se eu continuar nesse ritmo...).

.

4 comentários:

  1. Muito legal, Manu! Bjs. e boa semana.

    ResponderExcluir
  2. Legal demais.
    Os romanos não tinham imaginação e roubaram os deuses gregos rs *brinks*

    ResponderExcluir
  3. Que legal, Manu!!! Obrigadão! Sabe que adoro...

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro, tu sabe! E poxa, justo o nome do NOSSO planeta foi ser o mais sem graça e propósito de todos, hahahahahaha!


    Bjoooo

    ResponderExcluir

Bom senso, respeito e educação são esperados e sempre bem-vindos nos comentários. Obrigada pela visita!