Pular para o conteúdo principal

Quem topa desmitificar alguns fatos?

Que sujeira no salão!

.

Todo mundo bem, por aí? Esse semestre tá uma loucura. Que correria!



(Tô pensando seriamente em fazer um mural todo obsessivo pra anotar os dias que tem Doctor Who passando, pra eu não esquecer de assistir. A correria chegou a esse ponto, vê se pode.)


Há um tempo achei um link interessante na Wikipedia e salvei ele aqui nos favoritos e ficou lá (como todos os outros trocentos que lhe fazem companhia). O nome da página é "List of common misconceptions" ("lista de concepções erradas comuns"), e tem bastante coisa que eu não sabia. Escolhi alguns itens  científicos aleatoriamente e vou dividir aqui com vocês. Aprender coisa nova nunca é demais, não é mesmo?





  • Touros não se irritam com a cor vermelha. Realmente, touros não se irritam com cor nenhuma, já que todo tipo de gado é dicromático (ou seja, não enxerga cores, ou as enxerga com pouquíssima intensidade). O que os irrita são os movimentos do toureiro, que são entendidos como ameaça.


  • "Evolução" não significa que algo era inferior e passou a ser superior. Existem organismos que evoluíram para coisas mais simples e menos complexas. "Evoluir" significa "mudar para adaptar".


  • Homens e dinossauros não coexistiram. A última espécie de dinossauro extinguiu-se há mais de 65 milhões de anos, enquanto a primeira espécie de Homo foi surgir apenas há 2,4 milhões de anos. Nos desencontramos por ~pouco~


  • Cabelo e unhas não continuam crescendo depois que morremos. A verdade é que a pele resseca e começa a "encolher", por isso a impressão errada.


  • Humanos não possuem apenas 5 sentidos (visão, audição, tato, paladar e olfato), mas quase 20. Entre eles, estão os sentidos do equilíbrio postural (percepções de balanço e aceleração), propriocepção (percepção de posição e orientação corporal), termocepção (relativo à percepção da temperatura ambiente), além das percepções de tempo, fome, sede, estômago cheio, vontade de urinar/defecar etc.

  • O gene dos ruivos não está em extinção. Como o gene que define a cor ruiva é recessivo, é possível que muitas pessoas o carreguem mas não o manifestem. A única maneira desse gene ser extinto seria se todas as pessoas do mundo que portassem tal gene morressem antes de se reproduzir ou simplesmente não o fizessem.


  • Nós não usamos apenas 10% do cérebro. Um ser humano com o corpo funcional (salvo, portanto, portadores de qualquer tipo de deficiência) usa 100% do órgão, já que cada área dele é responsável por uma função diversa.


  • Estalar as articulações dos dedos não os engrossa. O barulho que ouvimos são bolhas de ar que se formam ocasionalmente no líquido sinovial, que está presente entre todas as nossas articulações, com função de diminuir o atrito entre os ossos. Podem estalar à vontade, somos todos recheados de plástico-bolha! :D








.

E aí, algo foi novidade?
Em breve, postarei curiosidades referentes a outras áreas. Beijos e bom feriado!

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…