Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2012

"Assiste a 16 séries (provavelmente não dorme)"

Há uns meses, fiz um post apresentando as séries que estava acompanhando no momento. Algumas ainda acompanho, outras já terminei. De lá pra cá, comecei a acompanhar outras, então acho que já está na hora de atualizar a lista. Não vou repetir as que já postei, então aqui vão as que comecei a ver depois (em ordem alfabética):

Fringe


A agente do FBI Olivia Dunham se vê envolvida numa série de casos, maior do que jamais sonharia em lidar. Quando seu parceiro (e também companheiro) John Scott foi morto em serviço, logo descobriu-se que ele era um agente duplo - trabalhando simultaneamente num caso suspeitíssimo que inclui traição à tudo o que deveria honrar. A partir daí, a agente Dunham foi escalada pelo misterioso Phillip Broyles a trabalhar numa série de casos assustadores relacionados ao que o agente Scott fazia em segredo, que formam um Padrão ligado ao que eles chamam de Ciência de Borda (Fringe). Pra resumir a complexidade do caso, é como se o mundo fosse um grande laboratório…

Cover: "Nothing Compares 2 U"

Talvez essa seja mais uma daquelas que a gente conhece pelo cover de maior sucesso, sem saber que a original era de outra pessoa.
Nothing Compares 2 U é uma composição de Prince, e foi gravada pelo seu projeto paralelo The Family, em 1985. Na original, a canção é um dueto, e recebeu pouca atenção na época.



A música só foi ganhar notoriedade quando foi regravada pela cantora irlandesa Sinéad O'Connor, em 1989, e sua performance ultra sentimental garantiu que a música se tornasse um dos maiores hits dos anos 90, e é até hoje a versão mais celebrada. O vídeo da canção é um ícone à parte, especialmente pela cena (autêntica) de Sinéad chorando ao cantar os versos "All the flowers that you planted, mama/ in the back yard/ All died when you went away". A cantora afirmou que se lembrou da relação difícil que sempre teve com a mãe, então já falecida. Esse vídeo foi indicado e recebeu muitos prêmios (entre eles o de Vídeo do Ano, no VMA de 1990, e foi a primeira vez que uma mulher …