Pular para o conteúdo principal

Sábado DIY: Transformando a camiseta velha numa bolsa (sem costura!)

Todos já conhecem as minhas desculpas pro sumiço, então vamos direto ao post.



Não é sempre que a gente quer sair de bolsa, mas acaba sendo meio que indispensável. Homens entenderiam isso melhor se percebessem que as calças femininas não têm mais bolsos de verdade. (Isso, na real, me incomoda há muitos anos: O QUE CUSTA COLOCAR BOLSO DE VERDADE NAS CALÇAS?! A Femen já protestou contra isso? Fica a dica, gurias)

Essa reciclagem aqui é ideal pra quando a gente precisa ir dar um pulo em algum lugar, sem ter que carregar aquela bolsa de 20kg e um monte de tranqueira que não vamos precisar mas ficamos com preguiça de tirar de lá de dentro.

Você vai precisar de:



  • a tal camiseta velha (ou grande, ou qualquer uma que você não vá se arrepender de reciclar - não tem volta ok)
  • uma tesoura


Passo 1: Corte fora as duas mangas (até um dedo abaixo da costura das axilas), a gola (até uma profundidade que não atinja a estampa, e até 3 dedos de distância da gola nos ombros), e a ribana de baixo.

(Este passo é o que eu chamo de Primeira Parada do Arrependimento: se não quiser continuar a reciclagem, pelo menos aqui você ganha uma regata fresquinha!)


Passo 2: Na parte inferior da camiseta, vá cortando linhas verticais de aproximadamente 3 dedos de altura (a largura fica à critério, mas quanto mais estreito, melhor).

(Esta é a Segunda e Última Parada do Arrependimento: se quiser parar por aqui, você ganha uma regata com franjinhas, que são super descoladas)


Passo 3: Vire a camiseta do avesso e comece a unir as tiras com nós bem firmes, de modo a unir os dois lados da camiseta. Dica: Você pode optar por fazer os nós pelo lado certo da camiseta, deixando-os aparentes. Fica bonitinho, se ficar bem feito!



Passo 4: Desvire a camiseta. Ela vai ficar com essa aparência das fotos. Note como os nós ficam bem pouco visíveis. Por isso, quanto mais firmes você fizer os nós, menos "buraquinhos" ficarão entre um nó e outro.


Se quiser parar por aqui, você acaba de fazer uma sacolinha de mão, ideal para fazer pequenas compras ou ficar arrastando por aí!


Passo 5: Se quiser transformar a sacolinha em uma bolsa à tiracolo, basta aproveitar a ribana que você retirou da camiseta e amarrar cada ponta em um antigo ombro da camiseta. O acabamento fica por conta da criatividade e disponibilidade de material de vocês: pode colocar uns buttons, colar uns rebites, pendurar coisas e sei lá, se virem. E é isso aí!

"olhai para a própria bagunça antes de julgares a de outrem" - tenho certeza que isso tá em algum lugar na Bíblia

Fiz um teste aqui e enfiei nela um livro de 240 páginas, um gibi, meu estojo com os óculos, carteira e celular. Coube tudo e ela aguenta o peso tranquilamente. Vale costurar um forro, se quiser deixá-la mais resistente, aplicar zíper, sei lá, se souberem costurar, aproveitem!

Boa Páscoa, população!

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…