Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

O Desafio Musical de 10 Dias - num post só

Achei no Pinterest:


1.


2. não que vá acontecer.


3. sim, até hoje.


4. hue


5.


6. todos os dias, pelo menos 3 vezes antes de sair de casa.


7. não só a versão deles. Todas as do mundo.


8. mas não é segredo.


9. reclamava pra caramba, mas hoje até sinto falta das intermináveis tardes de domingo com os vinis de música italiana...

10.


Socorram-me, subi no ônibus em Marrocos!

Acho que todos já conhecem essa frase. Ela é um exemplo do que chamamos de palíndromo: palavra ou sentença que é idêntica quando lida inversamente (não conheciam? Tentem ler o título de trás pra frente!).
Eu adoro palíndromos. Tenho muito interesse em linguística, então tudo o que for curioso e que a envolva já me desperta a vontade de saber mais.
Existem muitos outros exemplos na língua portuguesa, como:
Roma me tem amor.O míssil é belíssimo.O teu drama é amar dueto.A grama é amarga.Morram após a sopa marrom.Lá tem metal.

(confiram uma lista gigantesca aqui)

O artista americano "Weird Al" Yankovic, mundialmente conhecido pelas paródias cômicas de hits de sucesso que vem fazendo desde os anos 1970, tem uma canção interessante:
Bob (Poodle Hat, 2003) é uma composição própria de Yankovic. Tanto o título quanto toda a letra da música são compostos somente por palíndromos. Apesar da canção não ser paródia de uma música de sucesso, o estilo homenageia o de Bob Dylan, e o próprio v…

Agora, se queremos falar de filhos de lares desestruturados, falemos do Minotauro

Acho importante lembrar a todos que os monstros das mitologias, em sua maioria, são na verdade as grandes vítimas. Falei anteriormente sobre a Medusa, e agora venho falar sobre o Minotauro.
Pra variar, Creta não estava sob os domínios de um rei muito legal. O rei da vez era Minos, um semideus filho de Zeus e da humana Europa, que foi criado pelo rei Astério. Minos não era o herdeiro do trono, mas enganou os irmãos a fim de conseguir o que queria: dizia ele que era favorecido pelos deuses, e que tudo o que ele pedia em suas preces era concedido. 
Para provar, um dia, enquanto fazia sacrifícios a Poseidon, pediu ao deus que o enviasse um belo touro das profundezas do mar, que seria sacrificado em sua homenagem logo em seguida. E Poseidon realmente lhe deu um magnífico touro, mas Minos foi espertão e logo enviou o touro aos seus estábulos particulares, sacrificando ao deus um touro qualquer. Não sei o que tinha na cabeça desse povo achando que podia enganar os deuses assim, então obviament…

Mais algumas curiosidades biológicas inúteis

Brinks, todo conhecimento é útil! :)
Como estou devendo um "post biológico" há bastante tempo, vou juntar em um só várias coisinhas interessantes.
▼▼▼▼▼
1. Como as moscas conseguem pousar no teto e ficar lá sem cair?
A noção popular acreditava que, ao chegar perto do teto, a mosca dava uma "cambalhota" e se agarrava à superfície. Isso se provou errado quando, em 1958, uma revista científica filmou o pouso das moscas. A verdade é que elas se aproximam do teto em posição normal de voo e, quando querem pousar, esticam as pernas pra cima e as grudam na superfície, um par de cada vez. Mas como elas ficam paradas lá sem que a força da gravidade as derrube? Novamente, cientistas acreditavam que tinha algo a ver com os pelinhos de suas patas. Não estavam totalmente errados: em 2006, descobriu-se que esses pelinhos secretam uma substância bastante grudenta, que as mantêm presas à superfície, mas nem tanto que as impeça de saírem quando precisarem. Entretanto, as moscas não…

Qual era o problema dos reis da Birmânia com elefantes?

Estava eu aqui lendo "A Miscelânea Original de Schott" (um livro sobre tudo ao mesmo tempo e nada específico - tipo isso aqui), e uma das seções se chama "Mortes Curiosas de Reis da Birmânia" (a Birmânia é conhecida atualmente por Myanmar). Quase todas têm a ver com elefantes. Que diabos?
Primeiro tivemos Uzana de Bagan. Pelo que se sabe, Uzana não era muito chegado nos deveres do reino e preferia beber e caçar elefantes. Morreu em 1256, pisoteado por um (bem feito, aliás).
O próximo foi o príncipe regente Minrekyawswa. Tentei pesquisar sobre ele, mas é muito difícil encontrar informações, sem ser a de sua curiosa morte. Parece que ele estava tentando resolver uma guerra muito importante, quando morreu em 1417 esmagado pelo próprio elefante.
Depois teve Razadarit. O cara era excelente militar e deixou de legado um império que resistiu mais 118 anos depois de sua morte, mas dizem que era terrivelmente paranoico, provocando o suicídio de sua amante e condenando o pr…