Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2014

Top 3: Cachorradas incríveis

Cães são naturalmente incríveis. Mas esses aqui conseguiram ser mais.


▼▼▼▼▼

Sargento Stubby

Esse pit bull simpático foi encontrado abandonado no campus da Universidade de Yale em Connecticut, EUA, em 1917. Um grupo de soldados estava fazendo treinamento lá, e o cão se juntou a eles e logo ganhou o apreço do Cabo Robert Conroy. Quando o grupo precisou ir embora, Conroy levou o cachorro consigo, escondido. Lógico que logo descobriram o cão no navio, mas o deixaram ficar, porque... ora, porque ele era disciplinado e todos o adoravam por ser simpático e fofo.
Bom, resumindo, Stubby foi à guerra! E não qualquer guerra: passou 18 meses em uma trincheira na França, em plena Primeira Guerra Mundial. Participou de 17 batalhas e 4 ofensivas. A certa altura, foi ferido por uma granada, mas o exército o colocou na retaguarda até que ele se recuperasse, e logo ele voltou às trincheiras. Stubby era útil porque, além de levantar o moral dos soldados, farejava de longe os ataques com gás (latindo para…

Então você não gosta de ficção científica...

Jamais me esquecerei do dia em que estava conversando com uma aluna sobre o filme Gravidade. Ela disse que não o havia assistido, então expliquei sobre o que se tratava: astronautas que ficam à deriva no espaço. Ela então torce o nariz e diz: "Ah não, então nem vou assistir. Não gosto de filme sobre coisa que não existe". 


Tento até hoje me convencer de que ela não acha realmente que astronautas não existem, mas entendi a crítica. Apesar de ser um gênero em constante crescimento - especialmente nos últimos anos, agora que a tecnologia permite abusar dos efeitos especiais -, tanto os filmes como a literatura de ficção científica ainda são recebidos com certo desdém por grande parte do público. Muitos acham difícil acompanhar os diálogos cheios de termos técnicos da Física abundantes nos episódios de Jornada nas Estrelas: A Nova Geração. Até mesmo em Doctor Who, em que as explicações dos fenômenos são completamente e propositadamente inventadas (não exigindo do público que pe…