Pular para o conteúdo principal

Cucos são babacas.



Este singelo relógio não é um singelo relógio: é um pedacinho do inferno que a minha mãe insiste em manter funcionando. A cada hora é acionado um dispositivo que imita o canto de algum pássaro (provavelmente de cuco, embora eu não tenha certeza). Em seguida, vêm as badaladas correspondentes à hora (não nas horas exatas, vejam bem. O botão de ajustar as horas não funciona, então, por algum motivo, o dispositivo é acionado a cada hora +27 minutos). E ainda depois disso, como se toda essa barulheira já não fosse suficiente, começa a tocar 10s de alguma música clássica (varia de hora pra hora). Como essa peça interessante fica no escritório, dá pra ouvir da casa inteira, e não há filme que seja assistido sem interrupção.

Enfim, um dia o destino agirá sobre ele, como agiu com o rádio-relógio que eu também desprezava. Tá avisada, mãe.


Então, vim falar de cucos.

Cucos não são passarinhos legais. 
(Não é à toa que alguns lugares os chamam de "anus". Dá pra fazer muitos trocadilhos.)

São encontrados basicamente no mundo todo, exceto na Antártica, e a maioria de nós conhece seu nome ou seu canto por causa dos famosos relógios cuco, que contêm uma réplica do pássaro que é ejetada de hora em hora, nos agraciando os ouvidos com seu canto peculiar (alguns ainda têm as badaladas e a música clássica também) (de quem foi essa ideia genial?). Já estão usando essas coisas desde o século 17, e parece que isso nunca vai sair de moda.

Então, voltando aos cucos de verdade. Os cucos são aves parasitas. E como são as aves parasitas, vocês me perguntam?

Foto por Chris Romeiks. Fonte: Wikipedia


Cucos são preguiçosos, então eles não fazem nem o próprio ninho. Mamãe cuco bota os ovinhos nos ninhos de outros pássaros e vai embora. SIM, EMBORA. Os donos do ninho não percebem que tem um ovo diferente por lá, então a mamãe desavisada acaba chocando o ovo de cuco junto com seus próprios.

Como a gestação do cuco é menor, ele invariavelmente nasce antes dos outros. Bom, um cuco é um pássaro grande (algumas espécies chegam a medir mais de 60 cm!), então, normalmente, ele ocupa um bom espaço do ninho. Então, depois que ele nasce, sabem o que ele faz? ELE CHUTA OS OUTROS OVOS PRA FORA DO NINHO (e sabem o que ele faz com os filhotes que chegam a nascer antes de ele chutar os ovos pra fora? CHUTA ELES PRA FORA TAMBÉM!).

E como se isso já não fosse descaramento suficiente (invasão de propriedade e infanticídio), a dona do ninho não se dá conta de tudo isso e fica criando o filhote de cruz-credo até sua maturidade. Traz comidinha pra ele e dá na boca!

Sério? SÉRIO?! (Foto por Per Harald Olsen. Fonte: Wikipedia)

E aí, depois que eles crescem, continuam vagabundos. A maioria das espécies é sedentária, então nem migrar essas criaturas migram (salvo algumas. Uma delas chega a voar 4 mil km sem escala, vamos respeitar).

.

É isso o que eu tinha pra falar sobre cucos.

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…