Pular para o conteúdo principal

Meus canais favoritos no YouTube

Houve uma época em que eu, usuária recente da Internet, morria de preguiça do YouTube. Preferia baixar meus vídeos favoritos do que abrir o site pra assisti-los sempre que quisesse! Hoje, não entendo essa antipatia toda. Talvez fosse porque minha conexão era realmente devagar e eu nunca tive paciência de esperar nada carregar. Sei lá. Mas a antipatia passou, eventualmente me inscrevi por lá, favoritei centenas de vídeos, mandei alguns, acesso diariamente, e dependi bastante dele até para preparar aulas.

Com isso, colecionei algumas inscrições favoritas. Gostaria de compartilhar algumas com vocês:


Os vídeos são bem curtinhos, cada um com uma lista temática de 10 itens. Sem narrador, apenas música de fundo, boas imagens e curiosidades inusitadas muito interessantes. Utilíssimo para muitas das aulas que já dei, inclusive.

10 inventores mortos por suas próprias invenções:



Fui parar nesse canal procurando por outra coisa, e acabei descobrindo um dos mais divertidos. Eles pegam filmes ou clipes musicais, tiram o som original, e fazem uma dublagem do que PARECE que as pessoas estão falando ou cantando, por leitura labial. É hilário! Acho que eles ganharam muitos seguidores depois do famoso vídeo que fizeram com The Walking Dead, que até rendeu uma música engraçadíssima "cantada" pelo Governador (que obviamente decorei).

The Walking (and Talking) Dead:

 labibidabibidum, labibidabibido ♫


Até já o indiquei anteriormente, mas mando aqui de novo: é um canal de audiobooks, em inglês, bastante útil pra quem quer experimentar ler obras nessa língua: um narrador vai lendo a história em inglês, enquanto o texto passa na tela pra você acompanhar. E, se quiser, ainda dá pra colocar as legendas em português, então dá pra se divertir e aprender ao mesmo tempo. É um vídeo pra cada capítulo do livro, então não fica cansativo e dá pra ir lendo por partes. As obras lá são todas clássicas, e tem muita coisa, inclusive uma playlist infantil.

Prefácio de Frankenstein:


4. list25

Parecido com o Alltime10s, só que aqui as listas têm 25 itens, e, infelizmente não têm legendas para acompanhar, apenas o narrador. Porém, eles disponibilizam os scripts dos vídeos, então também aproveitei muito vídeo daqui pra usar em aulas. As curiosidades deles também são bem interessantes, e os vídeos também são curtos o suficiente.

25 celebridades que já moraram nas ruas:



Acho que todo mundo já conhece, mas deixo a dica pra quem ainda não viu: os tutoriais de ciência e DIY aqui são super fáceis de fazer, os materiais são simples e acessíveis, e a gente aprende a fazer muita coisa bacana. Entre outras coisas, aprendi aqui a fazer essa torta de caneca super preguiçosa e gostosa.

Torta de caneca em 3 minutos:



Gosto muitíssimo do site, e não é diferente com o canal no YouTube. Os vídeos apresentam listas de curiosidades bastante diferentes e interessantes, e são bastante divertidos. Um dos vloggers é John Green, autor de várias obras famosas da atualidade, entre elas A Culpa é das Estrelas (o que descobri bem tarde na vida, já que ainda não li nada dele e não sabia que esse John Green era o mesmo John Green do Mental Floss. Enfim, haha). O ponto negativo para nós é que a maioria dos vídeos não têm legendas, e todos falam rápido demais pra pobres mortais falantes de outras línguas acompanharem 100%. Mas mesmo assim vale a pena assistir, os vídeos são muito legais, e a sala onde fazem as filmagens é um sonho nerd *o*

29 museus estranhos:



A melhor fonte para curtas de animação! Eles postam MUITA coisa, inclusive making of de algumas animações, pra quem estuda ou trabalha com isso. Tem todo tipo de animação aqui, das famosas às mais obscuras; divertidas, tristes, trágicas, futuristas, fofas, aterrorizantes, sem-noção. Também peguei muita coisa daqui pra usar em aulas.

This Way Up:

 adoro esse, haha


Outro cujos vídeos são em forma de lista, mas o assunto aqui é sempre entretenimento. A classificação é feita de acordo com votação no site deles, ou por rankings oficiais, de acordo com o assunto. Desde as "10 melhores canções" de determinado artista até curiosidades sobre a origem de algum personagem dos quadrinhos, apesar de não ter legendas, dá pra entender tranquilamente, e aproveitar pra assistir uns trechos de filmes, programas de TV, ou clipes de músicas. Eles postam com muita frequência, e é sempre uma alegria ver as atualizações.

As 10 máscaras icônicas dos filmes de terror:





E aí, quais são os seus canais favoritos?

Postagens mais visitadas deste blog

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

... e ainda mais livros interativos!

2014 está sendo um ano muuuito esquisito... Não sei se tá todo mundo com essa impressão, ou se eu só estou prestando atenção nas coisas esquisitas, mesmo.
De qualquer forma, comentei em alguma postagem anterior sobre a necessidade da terapia que não vou fazer, e como esses livros interativos que tanto estão na moda andam me ajudando a aguentar toda a esquisitice desse ano.
Depois de Destrua Este Diário, que não vou terminar, e Termine Este Livro, que já terminei, peguei outros dois lançamentos: Listografia, de Lisa Nola, e 1 Página de Cada Vez, de Adam J. Kurtz.


O Listografia eu havia visto pelo Pinterest e achei a proposta atrativa pra mim: listar a vida de acordo com os mais variados tópicos. Os temas vão desde coisas simples, como os lugares em que você já morou, o nome de todos os animais de estimação que você já teve, seus programas de TV favoritos, as cidades que você conhece, até assuntos mais reflexivos, como as coisas sobre você que quase ninguém sabe, seus maiores atos de b…

As curiosas origens de 4 famosos jogos de tabuleiro

Adaptado do artigo original do Mental Floss.



Jogos de tabuleiro são uma forma de entretenimento criada pelos egípcios há 5 mil anos e nunca saíram de moda, mesmo que atualmente tenham sido adaptados em vídeo games ou jogos para o celular. Aqui vão as origens de alguns dos sucessos mundiais favoritos:

Monopoly / Banco Imobiliário

Embora seja considerado um jogo que glorifica o capitalismo (tendo sido banido de países como a China e a antiga União Soviética), este clássico foi inventado para representar justamente a ideia oposta. A americana Elizabeth Magie era ativista contra o pagamento de impostos imobiliários, no fim do século 19. Segundo ela e outros simpatizantes, deveria haver apenas um imposto de propriedade, diminuindo assim a diferença de riqueza entre os senhorios e os inquilinos. Para demonstrar de uma maneira fácil como as coisas aconteciam na época, Lizzie patenteou, em 1904, um jogo chamado The Landlord's Game ("O jogo do senhorio"), cujo objetivo era acumula…