Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

Meus 12 malvados favoritos

Tudo bem torcer pelo vilão. Às vezes, o vilão é só um cara que precisa de um abraço.


Norman Bates



Onde apavorou: No livro Psicose, bem como no filme e suas continuações. Agora na série Bates Motel.
A verdade é que não consigo considerar Bates como vilão, só porque ele tem um probleminha com a segunda identidade dele - que acontece de ser a mãe morta dele e bastante psicopata. Fora isso, ele é um rapaz educado, tímido e fofo, uma gracinha completa. Ele só precisava de uma infância melhor, uma mãe mais normal, e alguém que não saísse correndo pela visão de um cara de vestido, peruca e uma faquinha.

Hannibal Lecter

Onde apavorou: Nos livros e filmes Dragão Vermelho, O Silêncio dos Inocentes, Hannibal e Hannibal: A Origem do Mal. Agora apavora na série Hannibal.
O serial killer canibal mais amado da literatura e do cinema. Um homem culto, elegante, de um bom-gosto refinado e uma inteligência e perspicácia fora do normal - qualidades que enganaram várias vítimas e abalaram até as altas mura…

Não Ria de Mim

Eu sou o garoto de óculos, aquele que chamam de CDF A garotinha que nunca sorri porque usa aparelho nos dentes E eu sei bem como é chorar até dormir.
Eu sou aquela criança no parquinho que é sempre escolhida por último Sou aquele mais lento que os outros da classe Você não tem que ser meu amigo Mas seria muito pedir?
Não ria de mim, Não me dê apelidos Não se divirta às minhas custas Aos olhos de Deus somos todos iguais Um dia, todos teremos asas perfeitas Não ria de mim.
Eu sou o mendigo na esquina, você passou por mim na rua Eu não estaria aqui pedindo se tivesse o que comer Não pense que não reparei como nossos olhares nunca se cruzam
Eu nasci um pouco diferente, mas sonho aqui da minha cadeira Finjo que não machuca quando as pessoas apontam e encaram Existe uma maneira simples de me mostrar O quanto você se importa
Não ria de mim, Não me dê apelidos Não se divirta às minhas custas Aos olhos de Deus somos todos iguais Um dia, todos teremos asas perfeitas Não ria de mim.
Eu sou gordo Sou magro Sou baixinho Sou a…

O desafio das séries

Era pra ser uma postagem por dia, mas...: 
(linkei as séries para minhas postagens com resenhas)
Dia 1 - Sua série favorita de todos os tempos: Star Trek (TOS, TNG e DS9 - que foram as que assisti até agora)



Dia 2 - A série que você mais detesta: Ué, só assisto as que eu gosto... Não sei se detesto as que não assisto :P
Dia 3 - A série mais cômica: Aqueles malucos do Modern Family têm me divertido muito!
Dia 4 - A série mais dramática: In the Flesh. Ela não é assustadora, é terrivelmente TRISTE.
Dia 5 - Uma série que você só assiste quando está entediado(a): Os episódios clássicos de Doctor Who. São TANTOS...
Dia 6 - Um personagem de série por quem você foi apaixonadinho(a): Ah, eu morria de amores pelo Scotty Valens, de Cold Case. Ele era competente, atencioso, dedicado, leal e tinha seus demônios, como todo mundo. Queria que ele e a Lily tivessem virado algo (e eu não sou de torcer pela formação de casais!).


Dia 7 - Uma cena de série que fez você chorar: Nossa, inúmeras. Quero nem l…

Curiosidades sortidas para curiosos diversos

As curiosidades de hoje não serão temáticas; reuni as últimas coisas mais interessantes que descobri e vou compartilhá-las todas juntas:
▼▼▼▼▼
Por que algumas moedas têm bordas serrilhadas?
Antigamente, o custo do material da moeda era exatamente o que ela representava: por exemplo, uma moeda de prata de 50 centavos continha realmente cinquenta centavos em prata. Mas aí o povo, sempre espertinho, começou a limar discretamente as bordas das moedinhas para vender o pó da prata e do ouro que iam acumulando. Além da prática ser obviamente ilegal, as moedas já não mais valiam o que deveriam, causando prejuízo nos negócios. Bom, o governo conseguiu ser um pouco mais espertinho do que o povo, e então começou a confeccionar as moedas de valor mais alto (as de material mais caro) com bordas serrilhadas - assim, seria impossível limá-las sem que se percebesse. Com o passar do tempo, as moedas não foram mais sendo fabricadas com metais valiosos como prata e ouro, mas o costume de serrilhá-las pe…

Sugestões de Leitura de 2014: Novembro - Dezembro

Sexto e último relatório de leitura do ano! Ao todo, foram mais de 70 livros - o que não significa muito, já que existem livros grandes e pequenos, grossos e finos, com muitas ilustrações ou texto apertadinho... O importante foi ter tido oportunidade de ler todas essas delícias e ganhar tanto com isso.
Seguem as últimas leituras do ano. Apreciaria se vocês dividissem comigo o que andaram lendo, também! Do que gostaram? Com o que se decepcionaram? Leram alguma coisa que eu indiquei ou colocaram algum deles na lista de próximas leituras? Querem me indicar algo? Mandem ver!
▼▼▼▼▼


















Terra em Chamas
Bernard Cornwell - Record - 2013 (2009) - 376p.
Morte dos Reis
Bernard Cornwell - Record - 2013 (2011) - 375p.
O Guerreiro Pagão
Bernard Cornwell - Record - 2014 (2013) - 335p.

Volumes 5, 6 e 7 das Crônicas Saxônicas. Os anos vão passando e Wessex continua sob ameaça inimiga. Parece que o sonho de Alfredo, de tornar todos os países falantes da língua inglesa uma única Inglaterra, está cada vez mais…