30/01/2015

Meus 12 malvados favoritos

Tudo bem torcer pelo vilão. Às vezes, o vilão é só um cara que precisa de um abraço.



Norman Bates

interpretado por Anthony Perkins em cena de Psicose (1960)


Onde apavorou: No livro Psicose, bem como no filme e suas continuações. Agora na série Bates Motel.

A verdade é que não consigo considerar Bates como vilão, só porque ele tem um probleminha com a segunda identidade dele - que acontece de ser a mãe morta dele e bastante psicopata. Fora isso, ele é um rapaz educado, tímido e fofo, uma gracinha completa. Ele só precisava de uma infância melhor, uma mãe mais normal, e alguém que não saísse correndo pela visão de um cara de vestido, peruca e uma faquinha.


Hannibal Lecter

interpretado por Anthony Hopkins em cena de O Silêncio dos Inocentes (1991)

Onde apavorou: Nos livros e filmes Dragão Vermelho, O Silêncio dos Inocentes, Hannibal e Hannibal: A Origem do Mal. Agora apavora na série Hannibal.

O serial killer canibal mais amado da literatura e do cinema. Um homem culto, elegante, de um bom-gosto refinado e uma inteligência e perspicácia fora do normal - qualidades que enganaram várias vítimas e abalaram até as altas muralhas da agente federal Clarice Starling. Pode ficar com o meu fígado!


Cersei Lannister

interpretada por Lena Headey na série Game of Thrones (2011)


Onde apavorou: Ainda apavora nos livros que compõem As Crônicas de Gelo e Fogo e na série Game of Thrones.

Não dá pra sacar muito bem quem é vilão e quem é mocinho nessa história sangrenta dos Sete Reinos, mas há de se concordar que a família Lannister precisa se esforçar mais um pouco pra ser querida pelas demais. Enquanto seu filho Joffrey é apenas um psicopata júnior irritante, seu pai Tywin um político inescrupuloso difícil de amar, e seu gêmeo Jamie um cara que, afinal, não é tão mau quanto gosta de tentar provar para a irmã, Cersei é a verdadeira mente maligna da família. Ela é cheia de rancor, maldade e amores descontrolados, e um sarcasmo que nos faz amar odiá-la. Vida longa à rainha!


Khan Noonien Singh

interpretado por Ricardo Montalbán em cena de Jornada nas Estrelas II: A Ira de Khan (1982)


Onde apavorou: em um episódio da série original de Star Trek (Space Seed), e nos filmes Jornada nas Estrelas II: A Ira de Khan e Além da Escuridão: Star Trek.

Star Trek é recheado de vilões: klingons, romulanos, borgs, cardassianos, jem'hadares, vortas, metamorfos e o que mais quiserem acrescentar à lista. Entretanto, o vilão de maior impacto em todo o universo Star Trek foi justamente um humano - um modificado geneticamente para ser um dos maiores líderes das Guerras Eugênicas (nos "futuros" anos 1990): fortíssimo, sagaz e implacável. Mesmo assim, Khan foi derrotado, preso e deportado em estase a bordo de uma nave-prisão que foi encontrada no século 23, quando acabou sendo acordado pela tripulação do Capitão Kirk, que nada sabia sobre o estranho até que fosse tarde demais. No filme mais recente da franquia Star Trek, Khan foi interpretado por Benedict Cumberbatch e ganhou uma história diferente, o que não diminuiu sua vilania. KHAAAAAAAAAAAAAAAN!


Gul Dukat

interpretado por Marc Alaimo em Star Trek: Deep Space Nine (1993)


Onde apavorou: Recorrentemente em Star Trek: Deep Space Nine.

Cardassianos não são flor que se cheire, mas Dukat, com o charme e as falsas boas intenções, até nos fez querer cheirar os cardassianos um pouquinho. Considerado o melhor vilão da história de Star Trek e o personagem mais bem desenvolvido das séries, Dukat foi elevado à posição de Gul (Capitão) pelas horríveis contribuições na ocupação de Bajor, quando o povo de lá foi escravizado por Cardássia. Mesmo após a libertação do planeta, a rixa entre os dois povos continua, e Dukat aproveita-se de sua posição e influência para outros maus intentos, especialmente na terrível Guerra do Dominion, quando aliou-se aos inimigos da Federação. Mesmo sabendo o quanto o bicho é ruim e traiçoeiro, adoro quando ele aparece!


Loki

interpretado por Tom Hiddleston em foto promocional para o filme Thor: O Mundo Sombrio (2013)


Onde apavorou: Nas HQs e nos filmes do Thor e dos Vingadores.

Grande parte da popularidade do vilão se dá à sua sensacional interpretação no cinema, misturando poder, loucura, classe e certo senso de humor. Na mitologia da Marvel, Loki é meio-irmão de Thor, de uma raça diferente e inimiga, adotado por Odin após uma guerra. Loki aspira ao trono e não vê problemas em assassinar toda a família que o acolheu, se necessário, usando de ilusão e traição. Na mitologia nórdica, Loki não tem relação de parentesco com Odin ou Thor, e é um deus bastante bizarro. E, nas HQs, Loki é conhecido por ser muito, muito feio...


Mística

Não faço ideia de quem seja o artista :(


Onde apavorou: Apavora e deixa de apavorar e volta a apavorar nas HQs, desenhos e filmes dos X-Men.

A Mística dos filmes (especialmente dos três primeiros) é bem durona, mas ainda não se compara à dos quadrinhos. Raven Darkhölme não sabe bem que carreira seguir na vida, pelo menos no que diz respeito aos X-Men. Com seu poder mutante de assumir a forma (e voz e até as roupas!) de quem quiser, ela às vezes incomoda e outras vezes ajuda. Sua idade é desconhecida, mas a capacidade de metamorfose a ajuda a controlar as próprias células para que pareça sempre jovem; porém, estima-se que ela já tenha mais de um século. Suas habilidades são muitas: além de também ter visão noturna, agilidade e força imbatíveis, Mística reorganizou todos os seus órgãos vitais em lugares diferentes, para que não seja mortalmente ferida em tiroteios. É também imune a venenos, consegue regenerar membros perdidos, e manipula o próprio cérebro para que sua mente não seja lida. Pra fechar a perfeição, a mulher também é perita em armas, artes marciais, fluente em 14 línguas, e muito, muito mais. Podia usar tudo isso para o bem, mas ela prefere ser terrorista. Ok, a gente entende. Afinal, como odiar a mãe do Noturno?


Negan

retirado da edição 112 de The Walking Dead

Onde apavorou: Por enquanto, apenas nas HQs de The Walking Dead (a partir da edição 100).

O Governador sempre teve um lugar no meu coração - especialmente o das HQs, que era completamente insano e muito mais difícil de matar do que o charmoso que colocaram na série. Mas aí apareceu o Negan, que é cem vezes mais insano e não tá absolutamente nem aí pra nada; solta 30 palavrões numa frase de dez palavras e faz a gente rir até nas situações mais violentas. Apesar de ter sido responsável pela morte de um dos personagens originais e principais do elenco, ele com a sua Lucille são diversão total quando aparecem. Ele está em uma situação interessante, agora, e prevejo uma reviravolta à sua altura. Espero!


Alice Morgan

interpretada por Ruth Wilson em foto promocional para a série Luther (2010)


Onde apavorou: Na série Luther.

Considerada genial desde criança, completou seu PhD em Astrofísica aos 18 anos e vinha trabalhando como pesquisadora em Oxford - até perceber como a vida humana era ridícula e insignificante, e assassinou os próprios pais só porque sim. Luther é o detetive que cuidou do caso, e se vê tão confuso pela mentalidade da mulher que eles acabam fazendo uma amizade meio esquisita. Bom, seria conveniente ter uma amiga como Alice Morgan, e John Luther bem que percebeu essa vantagem... (uma das minhas plantas carnívoras foi batizada por causa dela!)


Crowley

interpretado por Mark Sheppard em cena de Supernatural (2005)


Onde apavorou: A partir da 5ª temporada de Supernatural.

Fiz uma pesquisa extensa sobre o assunto e concluí que não há maneira de não se amar o Crowley. Uma alma humana transformada em demônio, que começou na hierarquia do Inferno como um simples demônio de encruzilhada, mas ambicioso o suficiente para querer para si o trono de Rei do Inferno; Crowley já é inimigo ferrenho dos Winchester há tanto tempo que uma certa afeição fraternal começou a crescer entre eles - chegando até ao ponto de se ajudarem vez ou outra com assuntos de interesse comum. De qualquer forma, demônios serão demônios, e não se deixe enganar pela elegância e sotaque escocês: Crowley cumpre bastante bem seu papel maldoso e traiçoeiro, mesmo quando lhe dá apelidos carinhosos.


Lúcifer

interpretado por Mark Pellegrino em cena de Supernatural (2005)


Onde apavorou: Nesse caso, só em algumas temporadas de Supernatural.

Ok, Supernatural tem um monte de vilões. Os caras lidam com monstros e demônios (e anjos!) o tempo inteiro, afinal. Mas... Nada superará Lúcifer. Não apenas por ser o vilão dos vilões em muitos aspectos da humanidade, mas por ter sido brilhantemente interpretado nessa série. Até faz a gente não se sentir horrível por dizer que adora Lúcifer! Todos sentimos sua falta e queremos que escape do Inferno mais uma vez só pra nos agraciar mais um tempo pentelhando o Sam. Por favor!


Conde Olaf

interpretado por Jim Carrey em foto promocional para o filme Desventuras em Série (2004)


Onde apavorou: Nos livros e no filme das Desventuras em Série

Embora o filme só tenha abrangido os três primeiros livros da série, o Conde Olaf teve mais um monte de oportunidades de usar seus disfarces terríveis para destruir mais um pouco das vidas dos irmãos Baudelaire nos outros livros. Há de se admirar a persistência, dedicação e criatividade desse vilão que nunca desistiu de seus objetivos, mesmo quando tudo sempre acabava dando errado! Chegamos ao ponto de nos apegar e sentir pena do homem. 


Ainda existem outros que também gosto muito: Bane, de O Cavaleiro das Trevas Ressurge; os Weeping Angels de Doctor Who; Malcolm Merlyn, de Arrow; Hans Landa, de Bastardos Inglórios; Macha Negra, das HQs do Mickey; mais um monte de vilões de HQs; e, lógico, Darth Vader, de Star Wars!

Essa lista talvez não abrigue os melhores vilões de todos os tempos, mas são os meus favoritos mesmo assim (e com certeza acabei esquecendo alguns). Quais são os de vocês? Por quê?

Um comentário:

  1. Se Hannibal Lecter não assusta alguém, pode apostar que este alguém é o próprio Hannibal Lecter! Hahaha!

    Ótima lista!

    Um dos meus malvados favoritos é Jorg Ancrath, da Trilogia dos Espinhos. Que moleque atrevido e malvado. Mas um personagem muito cativante, mesmo assim.

    Também odiava Gaius Baltar, de Battlestar Galactica, aquele babaca e a temida e cruel Almirante Caine, da mesma série.

    E Lúcifer de Sobrenatural, olha.... prêmio pro ator, pois ele estava simplesmente apavorante.

    ResponderExcluir

Bom senso, respeito e educação são esperados e sempre bem-vindos nos comentários. Obrigada pela visita!