15/01/2015

Não Ria de Mim


Eu sou o garoto de óculos, aquele que chamam de CDF
A garotinha que nunca sorri porque usa aparelho nos dentes
E eu sei bem como é chorar até dormir.

Eu sou aquela criança no parquinho que é sempre escolhida por último
Sou aquele mais lento que os outros da classe
Você não tem que ser meu amigo
Mas seria muito pedir?

Não ria de mim,
Não me dê apelidos
Não se divirta às minhas custas
Aos olhos de Deus somos todos iguais
Um dia, todos teremos asas perfeitas
Não ria de mim.

Eu sou o mendigo na esquina, você passou por mim na rua
Eu não estaria aqui pedindo se tivesse o que comer
Não pense que não reparei como nossos olhares nunca se cruzam

Eu nasci um pouco diferente, mas sonho aqui da minha cadeira
Finjo que não machuca quando as pessoas apontam e encaram
Existe uma maneira simples de me mostrar
O quanto você se importa

Não ria de mim,
Não me dê apelidos
Não se divirta às minhas custas
Aos olhos de Deus somos todos iguais
Um dia, todos teremos asas perfeitas
Não ria de mim.

Eu sou gordo
Sou magro
Sou baixinho
Sou alto
Sou surdo
Sou cego
Ei, não somos todos?

Don't Laugh At Me
Mark Wills
Wish You Were Here (1998)


Esta canção anti-bullying foi composta por Allen Shamblin e Steve Seskin, e gravada pelo cantor country Mark Wills no mesmo ano. Ficou em segundo lugar nas paradas do gênero na Billboard. Um dos compositores disse que se inspirou em sua própria filha, que sofria bullying na escola. Conheci a música através da versão gravada por Peter, Paul and Mary no ano seguinte. A letra tem leves alterações (com versos a mais, englobando outros estereótipos vítimas de preconceito), e fez tanto sucesso de público e entre professores e pais que escreviam aos artistas para agradecer, que Peter Yarrow acabou fundando a Operation Respect, organização que promove programas de tolerância na educação. Em conjunto, lançaram um livro infantil baseado na música, cujas páginas vocês veem no vídeo, e parte das vendas vai à organização.