16/03/2015

Quando ninguém está olhando, eu...

(tema retirado de uma lista de propostas)

A intenção aqui é escancarar um segredo, então... Vamos lá queimar a cara.


Quando ninguém está olhando, eu...

... me empolgo com música.



Não parece grande coisa, mas é o tipo de coisa que eu só faço quando tô absolutamente sozinha.

Definindo "me empolgar":

- Eu canto. Eu sou muito, muito desafinada, e o tipo de música que eu mais gosto de cantar é justamente aquele cantado por pessoas talentosas. Pior que isso, às vezes imagino estar participando de um programa de talentos, e isso é algo que faço desde que me conheço por gente. Dependendo do meu estado de espírito, se eu estiver ouvindo algo cantado por várias pessoas, faço as partes de apenas uma delas - gosto mais de fazer os backing vocals ou de um vocalista que não seja o principal. Entretanto, nunca participei de um karaokê e nem ao menos canto quando sei que alguém pode ouvir (casos em que apenas dublo apaixonadamente), porque, além de ser horrivelmente introvertida, tenho noção da minha completa falta de talento.

Uma das que me empolgam mais é a Disease, do Matchbox Twenty:



- Eu danço. Já dancei bastante, quando mais nova, e sempre gostei. Mas não faço isso em público há muito tempo, já que eu tenho me retraído cada vez mais. Não consigo me sentir à vontade entre outras pessoas, então dançar está completamente fora de cogitação. Porém, quando estou sozinha, relembro coreografias antigas das minhas boybands favoritas, e gosto de inventar coreografias também. Passei bastante tempo ensaiando o skank (a dança do ska) e ainda não faço muito bem, mas às vezes tento um pouco mais.

- Eu "toco bateria". Eu não sei tocar instrumento nenhum (salvo metade de uma música na flauta-doce), mas gosto de imaginar que sim. Embora tenha grande simpatia pelos instrumentos de sopro, o que mais gosto de "reproduzir" é a bateria. Acho relativamente fácil acompanhar ritmos (a não ser que seja Metal Progressivo, aí é demais pra minha cabeça), então a batucada é garantida na minha mesa - ou nas minhas pernas.


E vocês, o que fazem quando ninguém está olhando? (não sejam esquisitos)