Pular para o conteúdo principal

As Regras de Civilidade de George Washington

George Washington, como acredito que todos saibam, foi o primeiro presidente dos Estados Unidos (entre 1789 e 1797) e um dos Fundadores do país. Vocês reconhecerão seu rosto como um dos quatro esculpidos no Monte Rushmore e estampando as notas de um dólar. Não vou entrar em pormenores do seu papel político - apesar de ter sido reconhecidamente um grande homem e feito grandes coisas pelo seu país -, mas destacar algo curioso a seu respeito.

Washington mantinha, desde a adolescência, um caderno em que passou a limpo 110 itens de um livro chamado Regras de Civilidade e Comportamento Decente na Companhia dos Outros e Durante a Conversação. Não se sabe exatamente a origem dessas regras, mas presume-se que baseiem-se em premissas dos padres jesuítas franceses do século XVI. Tais regras ditam boas maneiras ao lidar com outras pessoas e, embora possam parecer bobas e fora de moda hoje em dia, bem poderiam ainda ser usadas por representantes mundiais e... honestamente, todo mundo. Afinal, tudo aqui se resume apenas a boa educação.

Entre a maneira apropriada de se vestir, cumprimentar, se portar à mesa e falar, são algumas delas:

6. Não durma quando os outros falam, não se sente quando os outros estão de pé, não fale quando deveria se manter em silêncio, não ande quando os outros pararem.

22. Não demonstre alegria com a desgraça alheia, mesmo que se trate de um inimigo.

38. Ao visitar os doentes, não assuma o papel de médico se não tem conhecimento para tanto.

44. Quando alguém fez tudo o que pôde mas não foi bem sucedido, não o critique por ter tentado.

47. Não ridicularize nada que seja de importância para os outros e, se não tiver nada de agradável ou inteligente para dizer, guarde para si mesmo.

48. Antes de recriminar os outros, certifique-se de não ter cometido o mesmo erro; porque o exemplo vale mais do que o preceito.

68. Não vá aonde não conhece sem saber se é bem-vindo. Não dê conselhos a não ser que seja solicitado e, se for, faça-o brevemente.

89. Não fale mal de quem não estiver presente, porque é injusto.

100. Não limpe seus dentes com o guardanapo, toalha de mesa, garfo ou faca; mas, se os outros fizerem isso, deixe que façam e não fique olhando.



As demais tratam de não se meter no assunto dos outros, não falar ou rir alto demais, não interromper, não espalhar notícias sem checar se a fonte é confiável, não prometer o que não pode cumprir... Enfim, o básico da boa educação.

A lista completa (em inglês) vocês conferem aqui.


(tal lista é mencionada no livro A Miscelânea Original de Schott, que já indiquei)

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…