06/04/2015

As últimas 10 músicas favoritas

Vamos lá a uma lista atualizada das minhas últimas 10 (re)descobertas musicais favoritas! Meu gosto musical nunca foi muito uniforme, mas receio que esteja ficando mais estranho a cada vez...

'Bora:



The Last Goodbye
Billy Boyd



Many places I have been
Many sorrows I have seen
But I don't regret, nor will I forget
All who took the road with me

Parte da trilha sonora de O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos, o último da trilogia. Uma despedida literal de tudo, já que tocou na passagem dos créditos; fala sobre irmãos caídos, a incerteza dos caminhos futuros, e a volta pra casa. E é cantada pelo ator que interpretou Pippin na trilogia O Senhor dos Anéis - como se fosse possível deixar a coisa ainda mais emocionante do que já seria. :'(


Loving the Sound
The Overtones



Yeah I’m gone, moving on
And I’m loving the sound of the beat of the drum


Descobri a banda pelo YouTube ao buscar por versões de The Longest Time, de Billy Joel. Assisti a deles e a achei bem divertida e original, então fui ao Spotify ouvir outras coisas deles e acabei voltando apaixonada. A banda tem uma história legal e uma apresentação que é um revival modernoso do doo-wop dos anos 1950 (eles têm várias versões de músicas antigas e também muitas composições próprias), com coreografias bacanas e ternos impecáveis. Adoro grupos vocais, especialmente se são de soul/doo-wop; então, como é o caso aqui, ponto pros garotos!


Plain Sailing Weather
Frank Turner




I found the one damn person to help me fall asleep the night
But sleeping gets tiring, and dark reminds me of dying.


Eu amo esse inglês das pernas compridas desde que o ouvi pela primeira vez, mas essa música tem sido minha favorita dele, ultimamente. É do seu álbum mais recente (Tape Deck Heart), que pretendo adquirir, qualquer dia desses.



The Dying of the Light
Noel Gallagher's High Flying Birds



Gonna try my best to get there
But I can't afford the bus fare
And the storm that's rolling over
Man, it makes me wanna cry


Do álbum lançado esse ano. Estou obcecada por esta. Tenho acompanhado as transmissões ao vivo de alguns shows da turnê mundial e estou gostando cada vez mais das músicas novas, que funcionam muito bem ao vivo. E também estou amando a banda que acompanha o Noel na carreira solo!




San Francisco
The Mowgli's



I lost my head in San Francisco,
Waiting for the fog to roll out
But I found it in a rain cloud
It was smiling down!

Podia jurar que já tinha colocado ela por aqui antes, mas acabei de ver que não! Descobri a banda pelo Spotify, quando a rádio personalizada me mandou Carry Your Will - que é provavelmente a única música triste deles. San Francisco, em compensação, é tão upbeat que eu não consigo evitar de cantá-la toda vez que toca. E esse vídeo tão breguinha e amor?




Amazing
Westlife




It's like I live a thousand lifetimes
Still looking for the one that feels right
See, moving on just isn't working
You lit the fire that I burn in


Lá venho eu com os meus irlandeses favoritos. Não há absolutamente nada de especial nessa música: a letra não é lá essas coisas, o vídeo me faz rir (1. o cabelo do Kian; 2. o desperdício de papel sulfite; 3. por que em todos os vídeos cada um tá num canto diferente e acabam invariavelmente se encontrando no final?; 4. o gesto espontâneo indecifrável de Shane no último verso - dafuq, Shane?; 5. Nicky só canta UMA MÍSERA FRASE da música inteira; 6. Mark rindo no fim do vídeo, estragando o clima romântico da coisa). Mas é muito frequente que eu acorde com essa música na cabeça, por isso me acostumei a ela. E é sempre bom olhar pra esses caras, haha.



Tell Me, Tell Me... Baby
*NSYNC




We are what they call a perfect match
It's something that you can't touch
Down to the last bone, you're my baby
But to be honest there's just one thing
A part that is missing: 
You don't seem to care at all!

Já que chutei o balde com as boybands, aqui estou eu voltando lindamente à minha adolescência. O álbum com essa música é de 2001 - o último deles -, e só consegui comprar o CD uns dois anos depois, usado, e o tenho até hoje (e o ouço até hoje - me julguem). Enfim, essa só foi virar favorita recentemente, e é impossível eu não botar no repeat toda vez.



ABC Café / Red and Black
Aaron Tveit e Eddie Redmayne




Red: the blood of angry men!
Black: the dark of ages past!
Red: a world about to dawn!
Black: the night that ends at last!

Esta é a cena em que os estudantes estão planejando os pormenores da revolução, e é uma das minhas favoritas por muitos motivos. Os conflitos sociais de Os Miseráveis sempre foram o meu maior interesse na história (depois dos conflitos do próprio Jean Vajean, é claro, que segue sendo meu personagem literário favorito), e, por mais que grande parte da galera ali só estivesse envolvida pela zoeira, ver o empenho e a dedicação completa de Enjolras me inspira e emociona (ainda mais sabendo que ele se manteve determinado até o fim). Vê-lo aqui inspirando os outros e tentando trazer o Marius de volta ao foco principal (porque o Marius NÃO TEM FOCO), e aí esse refrão que fica dias na minha cabeça, me fazendo cantar como se estivesse lá, é simplesmente sensacional. Amor além de palavras.


Take Me to Church
Sinéad O'Connor




I'm gonna sing songs of loving and forgiving
Songs of eating and of drinking,
songs of living, songs of calling in the night
(...)
Songs that mend your broken bones
and that don't leave you alone.


Sinéad é musa e esse álbum que ela lançou ano passado é muito delicioso. Essa aqui não a mesma que a homônima da tal Hozier que anda fazendo sucesso. Tanto a letra quanto o vídeo são uma tentativa de desassociar a imagem que temos da Sinéad fazendo todo mundo chorar com Nothing Compares 2 U e a polêmica que a fez famosa em certa performance ao vivo no Saturday Night Live...


PercusienFa
Erik Mongrain


(instrumental)


Ouço este artista pela playlist de concentração do Spotify (amo tocá-la quando estou traduzindo, o trabalho flui que é uma beleza!), mas acabei vendo o vídeo por acaso bastante depois e só então descobri o estilo dele de tocar e fiquei pasma com a habilidade tão natural que ele tem. Muito bom de ver e ouvir.