26/05/2015

Solipsist, página 37



"Se o mundo te deixa triste, se você acorda no meio da noite sentindo ondas de medo e um pânico inconsciente abatendo sobre você, sou seu amigo. Se você está dominado por uma desesperança que faz sua boca abrir em um grito que nunca sai mas congela seu rosto em desespero mudo, então nós dois temos algo em comum. Se você não consegue entendê-los por nada nessa vida, mesmo que tenha tentado tanto, quando aquele deslocamento o faz se sentir como se fosse o único da espécie no planeta todo, eu sei que posso confiar em você. Se esse infindável gueto de mentiras e decepções, essa fileira eterna de cercas e sinais piscantes de neon, sudorese noturna e desejos suicidas te fazem querer parar, só parar, tipo parar de respirar, espere. Espere. Você não precisa me dizer o seu nome. Você não tem que provar nada para mim. Eu te aceito. Se você acha que é a vida que está tentando te matar, eu quero que você continue vivo para levantar com o sol e revidar."


- Henry Rollins

Um comentário:

Bom senso, respeito e educação são esperados e sempre bem-vindos nos comentários. Obrigada pela visita!