Pular para o conteúdo principal

Sugestão de Leitura: "A Hora da Tormenta", de Luis Maldonalle

Há um tempo compartilhei aqui com vocês uma resenha sobre o livro Sete Noites em Claro, de Luis Maldonalle, composto por sete histórias de terror. Aquele havia sido seu livro de estreia, lançado apenas em formato digital. Mas o Luis tomou gosto pela coisa e já lançou, em seguida, o thriller A Hora da Tormenta, sobre o qual vou falar agora:



(clique para aumentar)


Eu não sei se já cheguei a comentar com algum de vocês, mas uma das coisas de que mais tenho medo na vida são ciclones. Eu costumava ter pesadelos recorrentes a respeito de tufões, ciclones ou tornados me perseguindo, como se fossem coisas conscientes e com sede de Emmanuella. Não sei, exatamente, de onde veio esse medo todo, e não faz muito sentido tê-lo, morando em um país que, felizmente, não é assolado por essas coisas. A questão é que, quando o Luis me falou sobre o novo livro e eu descobri do que se tratava, respirei fundo e pensei: "Isso vai me dar mais medo que o Sete Noites...".

E é aqui que entra o ponto sobre Tormenta: o tornado F5 que foi dar um passeio na cidade não é o mais assustador na fictícia Brave Rock.









Num estilo que lembra Sob a Redoma, de Stephen King, somos apresentados a uma cidadezinha habitada pelas mais variadas personalidades - de gente normal com problemas normais e gente aparentemente normal que esconde segredos terríveis, a gente que não se esforça em parecer normal ou esconder as coisas terríveis que faz. 

Até que o tornado finalmente chegue, o curso desses personagens se entrelaça e nos mostra in loco como pode ser viver em uma cidadezinha controlada tiranicamente por uma panelinha desprezível, onde todos se envolvem, se hostilizam e, em uma demonstração do quanto o ser humano pode ser negativamente surpreendente, tomam ações extremas quanto aos seus sentimentos. Há, lógico, gente de bem em meio a tudo isso, de atitudes nobres e boas intenções. E há gente redimida, gente com uma missão, e gente disposta a deixar tudo melhor. Nada disso faz diferença, entretanto, quando Sodoma chega.

A Hora da Tormenta é uma leitura tensa e envolvente. Uma experiência que me proporcionou odiar as pessoas certas, me preocupar com o destino de outras, me indignar com injustiças e, por vezes, torcer pro tornado chegar logo. 














Abaixo, vocês conferem o book trailer:




  • Para adquirir o livro:




Encaram?

.

Mais detalhes sobre o livro no blog do autor: https://maldonalleblog.wordpress.com/ e na sua página do Facebook, com links para outras resenhas.

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…