Pular para o conteúdo principal

Robert Liston, a faca mais rápida de Londres

por Samuel John Stump, 1847
Robert Liston é um daqueles caras que a História tentou imortalizar pelos seus fabulosos feitos pela Medicina, mas que a cultura popular sempre vai lembrar pelo que deu errado em sua brilhante carreira.


O Dr. Liston foi um médico escocês que se destacou na época e que é referência na área até hoje por ter sido um cirurgião de amputação eficientíssimo numa era em que ainda não existia a anestesia. 

Como não havia muito o que pudesse ser feito a respeito da dor de uma amputação, e também para preservar a vida do paciente, Liston sabia que os procedimentos deveriam ser realizados com a maior rapidez possível. Portanto, o homem foi descrito como "a faca mais rápida de West End": Liston era capaz de realizar amputações de certas partes em questão de segundos.

Liston sabia do talento que tinha e se gabava dele, e, por isso, era considerado rude e arrogante pelos colegas. Quando em ação, pedia para os espectadores cronometrarem os procedimentos, e era bastante insistente em relação à esterilização dos instrumentos e da sala de cirurgia - o que era chocantemente visto como irrelevante no século XIX. Apesar da inimizade dos colegas, Liston era tido como uma pessoa muito ética e com fortes valores morais. Em determinado caso, o cirurgião descobriu que um colega guardava em sua sala o cadáver embalsamado de uma jovem que havia sido assassinada alguns meses antes (o tal colega era, inclusive, suspeito de cumplicidade no assassinato) e expunha o corpo de maneira humilhante. Liston, assim que soube, nocauteou o colega na frente de seus alunos e levou o cadáver embora para providenciar um funeral.

As contribuições de Robert Liston para a Medicina foram várias: foi pioneiro na Europa ao usar éter como anestésico, além de ter sido o inventor de diversos instrumentos cirúrgicos próprios para amputação que são usados até hoje.

foto por Hill & Adamson, ~1845
Entretanto, apesar de tudo, o nome do Dr. Robert Liston é atualmente associado aos seus casos mais famosos. Quatro deles são:

4. A remoção em quatro minutos de um tumor escrotal de aproximadamente 20kg. O paciente, antes da cirurgia, precisava andar por aí carregando essa parte afetada em um carrinho-de-mão...

3. Ao discutir com um colega de trabalho a respeito do tumor pulsante na garganta de um menino, houve a dúvida se se tratava de uma irritação grave de pele ou de um aneurisma na carótida. Liston desprezou a possibilidade de aneurisma, alegando que o paciente era novo demais pra isso, e passou a faca no tumor. O corte acertou a carótida, causando hemorragia arterial, e o menino morreu. 

2. Certa vez, Liston amputou uma perna em 2 minutos e meio. Infelizmente, na sua empolgação, acabou decepando também os testículos do paciente.

1. Seu caso mais famoso é, de longe, o mais bizarro. Por tentar amputar uma perna em menos de 2 minutos e meio (do caso anterior), o paciente acabou sofrendo uma gangrena e morreu. Durante o procedimento, Liston também acabou amputando, sem querer, os dedos do seu assistente - que também morreu por causa de gangrena. Não fosse o bastante, na hora de trocar os instrumentos ele acabou cortando sem querer o avental de um cirurgião que assistia. O homem, de tanto medo que sentiu do corte ter atravessado sua pele e atingido algum órgão vital, acabou morrendo do coração. Foi a única cirurgia da História com taxa de mortalidade de 300%.


Não obstante, por causa de sua rapidez, suas ferramentas e a esterilização, Robert Liston perdia poucos pacientes: 1 em 10, contra 1 em 4 de seus colegas. As pessoas que precisavam de amputação preferiam fazer o procedimento com ele e ficavam até dias em sua sala de espera para serem atendidos por ele. Liston atendia a todos e dava especial atenção àqueles a quem os colegas haviam rejeitado atendimento - o que também contribuiu para sua fama de exibido. 

A faca mais rápida de West End morreu em um acidente de barco, pouco tempo depois de sua primeira e única cirurgia com anestésico - aliás, a única a dar certo da Europa até bastante tempo depois, quando seus colegas finalmente aprenderam a usar a dosagem certa...

.

Fonte: Wikipedia | Mental Floss

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…