Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2015

Sugestões de Leitura de 2015: Setembro - Outubro

Eu DEFINITIVAMENTE não vou alcançar a média que me impus no começo do ano. Não é necessariamente ruim já que, da mesma forma, li pra caramba; mas, agora, a meta do ano que vem ficou ainda maior, hahah!
Listo a seguir tudo o que li nos dois últimos meses. Para conferir as leituras dos meses e anos anteriores, clique na tag "leitura" no fim da postagem ou no menu suspenso lá em cima!


▼▼▼▼▼

Ficção:
Excalibur Bernard Cornwell - Record - 2014 (1997) - 529p.
Terceiro e último volume de As Crônicas de Artur, de que falei no último relatório. Na condição de último volume, já era esperado que fosse ter um monte de tragédias ao fim dessa narrativa de Derfel para a querida rainha Igraine, e teve, mesmo. Começamos a gostar de personagens que odiávamos e passamos a detestar personagens de quem gostávamos, damos nossos dolorosos adeus a vários queridos e nossos sinceros "vão pela sombra" a diversos desafetos. Essa versão mais histórica e menos lendária de Artur é repleta de inevi…

Argos, o cara que tava de olho em tudo

Zeus, o Grande Pulador de Cerca Todo-Poderoso do Olimpo, veio à Terra se engraçar com a ninfa escolhida da vez, Io. Hera, a Deusa Protetora das Famílias e o Terror das Ninfas Seduzidas Pelo Marido, veio atrás do esposo para acabar com o oba-oba.
Mas, antes que Hera pudesse fazer algo a respeito (provavelmente transformar a ninfa em um animal ou uma árvore, como era o seu costume), Zeus foi rápido e, para proteger sua amante, resolveu disfarçá-la da esposa... transformando-a numa vaca.
Óbvio que o truque não ia funcionar com a Deusa Transformadora de Ninfas, então Hera jogou um charme dissimulado pra cima do maridão e disse algo como:
"Amor, que vaca maravilhosa! Me dá ela de presente?" *olhar brilhante de deusa enfurecida assassina sanguinolenta que não dá opção*, e Zeus teve de concordar.
Assim, Hera levou sua mais nova ninfa-vaca embora e a colocou sob guarda pra que o marido não viesse resgatá-la. Para guardá-la, Hera escolheu Argos Panoptes.

*interlúdio para a apresentaçã…

Como escolher o que ler quando há muitas opções

Parece um tema besta de postagem, mas é que escolher a próxima leitura é algo que me ocupa tanto tempo e me exige tanto esforço que achei bom escrever sobre isso, caso alguém sofra o mesmo.
Já falei várias vezes sobre o projeto de ler tudo o que tem aqui em casa. Já disse algumas vezes que a gente tem cerca de 1500 livros. E também já comentei muitas vezes que, só aqui no meu quarto, ainda tenho vários que nunca saíram do plástico. E, finalmente, já devo ter comentado que tô me saindo bem mal nesse projeto porque tô sempre ganhando (mais do que comprando) livros. (NOTA: não parem de me dar)

Quer saber pra que eu tenho tanto livro? Leia aqui a postagem especial que fiz para O PASTEL NERD e entenda!

Excetuando casos em que temos de ler algo pré-determinado por motivo de estudo ou trabalho, escolher uma leitura de lazer pode ser um processo bastante trabalhoso. Normalmente, ao terminarmos uma leitura, já temos uma ideia do que queremos ler em seguida. Por exemplo, se estamos lendo uma s…

5 coisas que quero aprender

Eu amo, amo, AMO estudar. No que dependesse de mim, passaria minha vida estudando e aprendendo tudo o que pudesse. Não gosto da sensação de não entender como algo funciona ou por que as coisas são como são. Sempre fui autodidata quando me faltava a oportunidade de aprender o que eu tinha vontade, e foi mantendo essa mentalidade a minha vida inteira que aprendi de tudo um pouco, então me orgulho de poder contribuir com o que sei quando precisam.
Bom, deve ter gente rindo e pensando que sou uma coitada de uma "nerd/CDF" que não sabe curtir os prazeres da vida mas, ei!, estudar É um dos maiores prazeres da minha vida. E não existe problema nenhum nisso. É saudável, faz bem, me deixa feliz e não machuca ninguém. ;)
Dito isso, aqui vai uma lista das coisas que ainda pretendo aprender:




Russo, Latim e Gaélico
Aprendi inglês sozinha (começando com letras de música e um dicionário) e comecei a aprender alemão da mesma forma. Embora nunca tenha chegado a fazer um curso de inglês (ex…

10 longas que marcaram a minha infância

Hoje é Dia das Crianças e eu comemoro mesmo. TONENHA-Ê.
Esses filmes que vou listar abaixo estiveram muito presentes na minha infância. Os que eu não tinha em VHS passavam incansavelmente na TV, então assisti a todos muitas e muitas vezes, a ponto de ainda saber algumas falas de cor.
'bora pra sessão nostalgia:



Willow - Na Terra da Magia


Título original: Willow (1988)
Direção: Ron Howard
Escrito por George Lucas
Elenco: Warwick Davis, Val Kilmer e Joanne Whalley
Sinopse: Willow é um fazendeiro que, com sua família, recebe do acaso a complicada de missão de criar uma bebê especial e protegê-la de uma rainha tirânica que planeja matá-la e dominar o mundo com espada e magia (quem nunca?).
Esse nós tínhamos gravado em VHS, então assistimos à exaustão. Levei muitos anos para poder assistir a esse filme de novo pois, até onde eu sabia, ele não tinha chegado a ser lançado em DVD por aqui, então foi difícil conseguir encontrá-lo. Minhas lembranças com esse filme são, principalmente, da minh…

Uma espiadinha no meu trabalho

Acho que, a essas alturas, todos vocês sabem que eu venho trabalhando com tradução. Sou freelancer, o que significa que a demanda é inconstante, os prazos são apertados e a questão financeira é imprevisível. Além disso, trabalhar por conta própria não se resume a simplesmente fazer o seu trabalho, mas ainda administrá-lo (procurar e manter clientes, elaborar e negociar orçamentos e cobranças, investir em material e ferramentas, etc.). Entretanto, não vou falar aqui sobre a profissão ou o mercado de trabalho, mas só lhes dar uma ideia de como funciona minha rotina de trabalho.


Ao receber o material para traduzir, tenho que torcer para ser em arquivo de Word ou ao menos um PDF desbloqueado para cópia (ou qualquer outro formato que eu possa copiar e colar no Word). Se eu não der essa sorte, já começo tendo que me virar nos 30 pra converter o arquivo para um formato com o qual eu possa trabalhar. Na verdade, posso trabalhar com qualquer formato de texto (afinal, teoricamente, é só ler o …