Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2016

Leitor, veja por que ter um Kindle não te faz um traidor

Ano passado, quando minha mãe me perguntou se eu gostaria de ter um Kindle, a primeira coisa que eu pensei foi "putz, mas eu ainda tenho TANTO livro físico pra ler!", e acho que esse é um dos argumentos que todos os leitores vorazes têm ao pensar no infame leitor digital.
Por isso vim aqui falar sobre o assunto. Porque, consumindo os dois formatos de leitura há um tempo, digo com toda certeza: você pode continuar tendo e lendo livros físicos, e pode ter um Kindle*, também! E não vai ser um "traidor do movimento" por isso.
*vou falar sobre o Kindle, especificamente, porque é o que eu tenho**; mas a sugestão geral vale pra qualquer marca de leitor digital.
**o meu é o Kindle Touch, que é o modelo mais simples. Ele não suporta imagens coloridas e não tem luz de fundo, então, claro, não dá pra usar ele no escuro, como qualquer livro. Os demais modelos todos, porém, têm essas e mais outras funcionalidades sobre as quais não vou poder falar aqui.


▼ Os bons motivos para e…

As 3 letras mais violentas dos Beatles

E, vejam bem, não tô falando de Helter Skelter e seu suposto pioneirismo de "heavy metal" - apesar de ser pesada, a letra é bem inocente. Tô falando de letras bizarramente violentas que jamais esperaríamos de uma bandinha aparentemente brega que chacoalhava os cabelinhos e falava sobre amor.






Maxwell's Silver Hammer (Abbey Road, 1969)




Bang, bang, o martelo de prata de Maxwell desceu na cabeça dela
Bang, bang, o martelo de prata de Maxwell garantiu que ela estava morta.
Já fiz uma brincadeira com ela por aqui, inclusive. Um ritmo animadinho que gruda na cabeça disfarça a história de Maxwell Edison, que matou a marteladas sua namorada, uma professora e, finalmente, o juiz de seu próprio julgamento. O mais bizarro nisso talvez seja que a letra foi composta por Paul McCartney, que era quem costumava compor as baladinhas românticas, e não John Lennon, que era quem tinha as tendências perturbadas. Segundo Macca, o personagem seria um símbolo para "os acontecimentos ruins da …

Desafio de Música

Peguei um daqueles desafios de 30 dias que habitam o Tumblr, selecionei os que achei mais legais e diminuí pra poder postar tudo de uma vez só. Vou tentar não pensar muito nas respostas, mas não quero repetir o que já postei por aqui antes. Vamos ver o que sai.
(ah, gente, eu adoro mostrar as minhas músicas favoritas '-')


1. Yellow Belly, Thrice


You're less than half a man
Yellow belly and crimson hands
You will one day reap your reckoning
Maybe then you'll understand


2. 9/15ths, Biffy Clyro

We're on a hellslide
Help us, help us
We're on a hellslide

3. Be Safe, The Cribs

I know a place we can go where you'll fall in
love so hard that you'll wish you were dead

4. Go to Hell, For Heaven's Sake, Bring Me the Horizon

I'm burning down every bridge we make
I'll watch you choke on the hearts you break
I'm bleeding out every word you said
Go to hell, for heaven's sake!

5. Telephone, Lady Gaga feat. Beyoncé (embora basicamente todas)


Stop ca…

O Dia das Mães ao redor do mundo

O Dia das Mães como nós o conhecemos e comemoramos aqui no Brasil foi criado nos Estados Unidos, em 1914, por uma mulher que nunca chegou a ser mãe mas que lutou para que houvesse um feriado nacional que homenageasse as mulheres que fazem tanto pela família e a sociedade. Pensou nisso para homenagear a própria mãe, que era líder de comunidade e ativista ferrenha pelos direitos das mulheres. Entretanto, não muito depois de conseguir o que queria, Anna Jarvis se enfureceu com a conotação comercial que o feriado logo recebeu e passou a protestar contra ele. Segundo ela:

Um cartão impresso não significa nada além de que você é preguiçoso demais para escrever para a mulher que fez mais por você do que qualquer outra pessoa no mundo. E doces! Você dá uma caixa à sua mãe e aí come quase tudo sozinho. Grande sentimento.

Apesar de ser um feriado relativamente recente, as mães têm sido homenageadas pela humanidade desde muito tempo atrás. No Egito Antigo, homenageava-se por vários dias a deusa…