Pular para o conteúdo principal

O Dia dos Pais ao redor do mundo

Designed by Freepik

A história do Dia dos Pais é um pouco diferente da do Dia das Mães, que já postei por aqui. Esse dia é comemorado nos países católicos da Europa desde a Idade Média, em 19 de março, data em que se comemora o dia de São José, pai de Jesus. Os colonos portugueses e espanhóis trouxeram essa celebração para a América Latina, que ainda é comemorada na data original em alguns países, embora alguns países europeus e americanos, seguindo o exemplo dos EUA, comemorem o Dia dos Pais no terceiro domingo de junho.

Nos EUA, por não ser um país católico, a data só passou a ser celebrada no início do século 20, como complemento cívico ao Dia das Mães. Grace Golden Clayton foi quem deu a ideia da celebração, em 1908. Seu pai havia sido morto em um desastre em uma mina, no ano anterior, com outros 360 homens, a maioria deles pais que deixaram seus filhos órfãos; então, um ano depois, a moça sugeriu ao pastor da igreja local que fosse feita uma homenagem a esses pais. A celebração não teve muita repercussão, primeiro porque a notícia não saiu da cidadezinha, e depois porque o feriado da Independência estava próximo e todos estavam mais envolvidos com ele. A data não foi mais comemorada nos anos seguintes e Grace Clayton não falou mais sobre o assunto. 

Alguns anos depois, em outro lugar, Sonora Smart Dodd ouviu falar sobre o Dia das Mães sugerido por Anna Jarvis e, pensando em seu próprio pai, veterano da Guerra Civil que havia criado sozinho os seis filhos, sugeriu que os pais mereciam uma data comemorativa, também. Ela conseguiu fazer com que a data fosse comemorada pela Igreja Presbiteriana de sua cidade por vários anos, embora não consecutivamente, até que a junta comercial de vendedores de artigos masculinos fundou um Conselho para os Dia dos Pais, com intenção de oficializar a data com fins comerciais. Com muitas tentativas, fracassos, boas e más intenções de todo tipo de gente, a data foi oficializada nos EUA somente em 1972.


Ao contrário do Dia das Mães, o Dia dos Pais não é celebrado em muitos países, e a maior parte dos que comemoram não o consideram um feriado importante. Veja curiosidades sobre a data em alguns outros países:

  • O segundo domingo de agosto foi escolhido como a data para comemorar o Dia dos Pais no Brasil por sugestão publicitária (as fontes não concordam de quem), para alavancar vendas em um mês sem outros feriados e bem entre duas grandes datas comerciais: Dia das Mães e Natal.


  • Na China, antes de adotarem a data internacional (terceiro domingo de junho), comemorava-se o dia em 8 de agosto. Esse dia tinha sido escolhido porque o número 8 em chinês é 'ba', e dois oitos, portanto, seriam similares a "papai" nessa língua ("ba-ba"). Ainda comemora-se o Dia dos Pais nessa data em áreas que ainda fazem parte da República da China, como Taiwan.


  • Na França, a data foi oficializada com motivos comerciais em 1952, por uma nova fabricante de isqueiros que queria vender seus produtos no país. Seguiram o exemplo americano de comemorá-la no terceiro domingo de junho, quando "os pais que merecessem" ganhariam prêmios (tais candidatos eram apontados por seus serviços sociais à comunidade).


  • Na Alemanha, o feriado é comemorado de uma maneira peculiar. A data escolhida é o feriado nacional da Ascensão de Cristo. Nesse dia, homens de todas as idades fazem um passeio puxando carroças cheias de cerveja ou vinho, dependendo da região, e comida. A data é conhecida por ser uma oportunidade para o alto consumo de álcool, e as estatísticas nacionais do país apontam que os acidentes causados pela bebedeira são três vezes maiores nesse dia.


  • No Nepal, a data varia entre o fim de agosto e o começo de setembro, porque eles seguem o calendário lunar. Similarmente à maneira como comemoram o Dia das Mães, lá se comemora o "dia de olhar para o rosto do pai", quando os hindus e budistas vão prestar homenagens aos pais já falecidos em seus respectivos templos. 


  • A Rússia não comemora o Dia dos Pais. Ao invés disso, comemora-se o Dia do Homem no Dia dos Defensores da Pátria, mantendo a tradição soviética.


  • Na Tailândia, assim como acontece no Dia das Mães, o Dia dos Pais é comemorado no aniversário do rei, em 5 de dezembro. Para honrar a data, os tailandeses devem vestir amarelo e ir assistir ao discurso do rei, que termina com uma celebração, onde acendem velas e declaram sua lealdade a ele. 



.

Fonte: Wikipedia

Postagens mais visitadas deste blog

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

... e ainda mais livros interativos!

2014 está sendo um ano muuuito esquisito... Não sei se tá todo mundo com essa impressão, ou se eu só estou prestando atenção nas coisas esquisitas, mesmo.
De qualquer forma, comentei em alguma postagem anterior sobre a necessidade da terapia que não vou fazer, e como esses livros interativos que tanto estão na moda andam me ajudando a aguentar toda a esquisitice desse ano.
Depois de Destrua Este Diário, que não vou terminar, e Termine Este Livro, que já terminei, peguei outros dois lançamentos: Listografia, de Lisa Nola, e 1 Página de Cada Vez, de Adam J. Kurtz.


O Listografia eu havia visto pelo Pinterest e achei a proposta atrativa pra mim: listar a vida de acordo com os mais variados tópicos. Os temas vão desde coisas simples, como os lugares em que você já morou, o nome de todos os animais de estimação que você já teve, seus programas de TV favoritos, as cidades que você conhece, até assuntos mais reflexivos, como as coisas sobre você que quase ninguém sabe, seus maiores atos de b…

As curiosas origens de 4 famosos jogos de tabuleiro

Adaptado do artigo original do Mental Floss.



Jogos de tabuleiro são uma forma de entretenimento criada pelos egípcios há 5 mil anos e nunca saíram de moda, mesmo que atualmente tenham sido adaptados em vídeo games ou jogos para o celular. Aqui vão as origens de alguns dos sucessos mundiais favoritos:

Monopoly / Banco Imobiliário

Embora seja considerado um jogo que glorifica o capitalismo (tendo sido banido de países como a China e a antiga União Soviética), este clássico foi inventado para representar justamente a ideia oposta. A americana Elizabeth Magie era ativista contra o pagamento de impostos imobiliários, no fim do século 19. Segundo ela e outros simpatizantes, deveria haver apenas um imposto de propriedade, diminuindo assim a diferença de riqueza entre os senhorios e os inquilinos. Para demonstrar de uma maneira fácil como as coisas aconteciam na época, Lizzie patenteou, em 1904, um jogo chamado The Landlord's Game ("O jogo do senhorio"), cujo objetivo era acumula…