25/09/2016

De onde surgiram os nomes de alguns animais?

Sabemos que os nomes científicos dos seres vivos derivam do latim e do grego, e costumam descrever alguma característica física ou comportamental do ser em questão. Por exemplo, o nome do tiranossauro rex significa "rei lagarto tirano". Hoje, sabemos que os dinossauros não eram lagartos, mas pareceu um bom nome quando descobriram o gigantesco fóssil desse impressionante animal. 

A palavra "animal", mesmo, vem do latim anima, que significa "alma". Embora animais existam no planeta há eras, esse nome, mesmo, só foi adotado no século 16. Até então, a palavra usada para se referir a animais era besta, que hoje em dia só usamos para os animais selvagens. 

Mas nem todos os nomes de animais derivam dessas línguas; algumas vêm de dialetos nativos ou de línguas mortas há muito tempo. Com isso em mente, vamos descobrir por que o hipopótamo se chama hipopótamo e o canguru se chama canguru, e mais uns tantos.




Pinguim



Vamos começar por um cuja origem do nome ninguém sabe ao certo. Os primeiros humanos a avistarem pinguins (ou, ao menos, a registrar isso) foram exploradores europeus, então acredita-se que a palavra "pinguim" venha do galês pen gwyn, que significa "cabeça branca". Na verdade, era o nome era usado para outro animal, muito parecido com o pinguim e hoje extinto; então acharam que era tudo a mesma coisa e aproveitaram. Mas outra teoria diz que a palavra vem do latim pinguis, que significa "gordo". O que é bem compreensível.


Rinoceronte


Já o caso do rinoceronte é bem simples, pois seu nome significa "nariz chifrudo". "Rino" tem associação com nariz (assim como rinoplastia ou rinite), e "ceros" (pronunciado "queros") tem a ver com queratina, que é a composição dos chifres desses animais, bem como de unhas e pelos ou cabelo.


Avestruz



O nome científico dessa ave é Struthio camelus e tem o incrível significado "pardal-camelo", enquanto a palavra "avestruz" vem do latim avis struthios. Talvez os taxonomistas não tivessem uma referência muito vasta de aves para inspirar o nome dessa descoberta, na época, mas a parte do "camelo" é justificada pelo habitat seco em que são encontradas.


Hipopótamo



"Hipopótamo" deriva de seu próprio nome científico, que significa "cavalo do rio". Como o caso dos avestruzes e pardais, não dá pra ver muita conexão entre os trambolhões e cavalos; mas talvez os taxonomistas realmente não tivessem muitas referências...


Alce


O animal não é muito conhecido nosso, mas o incluí aqui pela curiosidade sobre a pronúncia do nome. "Alce" também deriva de seu nome científico, Alces alces, que tem origem no latim e grego, que por sua vez se inspiraram no germânico. De qualquer forma, significa algo como "cervo avermelhado", e na Europa é chamado de "elk". Parece não ter muito a ver com "alce", mas devemos lembrar que, no latim, a letra C tem sempre som de K (seu nome, portanto, deveria ser pronunciado como "alque").


Tigre


O tigre tem seu nome grego inspirado pelo seu nome asiático, tighri, que significa "flecha" e tem relação com a sua velocidade em corrida. Seu nome científico é Panthera tigris. Todos os grandes felinos são chamados de panteras, e essa palavra latina significa "animal amarelado". 


Panda


Esse da foto é o verdadeiro panda. O grandão preto e branco recebeu o mesmo nome porque achava-se que pertenciam à mesma família, mas hoje sabe-se que eles não estão relacionados. O nome chinês para os animais é xióngmāo e significa "urso-gato" (assim como seu nome alemão, Katzenbär). Infelizmente, não fazem a menor ideia do que a palavra "panda", mesmo, significa.


Tartaruga



A tartaruga também tem seu nome derivado latim, tartaruchus, que significa "do submundo". O Tártaro é o equivalente ao inferno cristão nas mitologias grega e romana. Não se sabe muito sobre a escolha desse nome para as coitadinhas, mas talvez os taxonomistas tenham se assustado um pouco com elas.


Canguru


Existe uma história acerca desse nome que é bastante popular, mas que já foi desmentida por um pesquisador. Dizia ela que os exploradores perguntaram aos nativos o nome do animal, ao que eles responderam "gangurru". Os exploradores acharam que isso queria dizer "não entendi", mas adotaram a palavra como resposta à pergunta. Na verdade, eles realmente responderam aos exploradores, e a palavra significa apenas "bicho grande".


Lhama


É uma história semelhante à dos cangurus. Ao chegarem no Peru e verem os peculiares animais, os exploradores espanhóis perguntaram aos nativos qual era o nome deles: "Como se llama?". Vendo a confusão dos nativos com a língua estranha, fizeram a pergunta várias vezes, ao que os outros apenas repetiam "llama" sem entender o que significava. Então os espanhóis acharam por bem chamar o animal assim, já que não conseguiriam resposta melhor. Elas provavelmente tinham um nome na língua local, mas nunca saberemos qual era.


Cão e gato


Por origem, a palavra latina cattus servia tanto para cães quanto para gatos. Com o passar do tempo, a língua foi sofrendo alterações e surgiram palavras mais específicas para os animais: canus para cães e catus para gatos. Já a palavra "cachorro" tem origem basca e, novamente, denominava o filhote de qualquer animal, até finalmente servir apenas para filhotes de cães e aí para qualquer tipo de cão. 


Girafa


"Girafa" vem do árabe zarafah e significa "que caminha rápido". O nome científico da espécie mais comum é Giraffa camelopardalis, que tem o sensacional significado "camelo-leopardo". Dizem que os romanos, ao verem as criaturas, acreditavam que elas eram o resultado o cruzamento entre um camelo fêmea e uma pantera macho, mas o nome provavelmente é apenas inspirado em suas características físicas.


.


Fontes: Mental Floss | Wikipedia | Wikipédia | Online Etymology Dictionary | As Línguas do Mundo, de Charles Berlitz
Imagens: Pexels

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bom senso, respeito e educação são esperados e sempre bem-vindos nos comentários. Obrigada pela visita!