Pular para o conteúdo principal

10 músicas para conhecer hoje

Sempre tenho impressão de que postei essas listas há pouco tempo, aí vou ver no arquivo e vejo que se passaram 7 meses desde a última

Gosto de postar essas sugestões de músicas para que eu mesma compare, com o tempo, o que eu gostava de ouvir antes com o que gosto de ouvir agora (claro, se alguém realmente ouve as recomendações e chega a gostar de algo, melhor ainda). Não tenho ouvido nada drasticamente diferente, nos últimos meses, mas aqui vão algumas músicas aleatórias que meu player selecionou para hoje.


Lars Frederiksen agradece a atenção



Social Distortion, I Was Wrong



And I think about my loves, well I've had a few
I'm sorry that I hurt them, did I hurt you too?
I took what I wanted, put my heart on the shelf
How can ya love me when you don't love yourself?


Por que ouvir: O Social Distortion é uma das tradicionais bandas americanas de punk rock mais celebradas até hoje. Mike Ness, o vocalista (de quem já falei pra caramba por aqui), é um cara respeitado pela cena e pelos fãs - não só por ser icônico, mas por ser basicamente um dos seres humanos mais sensacionais que habita este planeta. Fez carreira solo country, envolve a família em tudo o que faz, é apaixonado por carros antigos que ele mesmo reforma, é vegetariano e tem os cachorros mais ridículos do mundo. Só que, muito antes de descobrir que era sensacional assim, Ness passou pelos seus problemas. I Was Wrong é um hino de reconhecimento e um pedido de perdão a quem foi prejudicado por seu comportamento.


Elton John, I Want Love


I want love on my own terms
After everything I've ever learned
Me, I carry too much baggage
Oh man, I've seen so much traffic

Por que ouvir: Se não tanto pela música, que foi indicada para um Grammy, conheçam pelo vídeo, que estrela Robert Downey Jr. antes de se tornar mundialmente famoso como o Homem de Ferro (apesar de sempre ter sido um ator celebrado). Foi Sir Elton John quem quis que ele fizesse parte do vídeo, justamente por reconhecer seu talento e desejar ajudá-lo em seu pior momento (na época da gravação desse vídeo, RDJ estava em reabilitação). Esse vídeo foi o que marcou a volta definitivamente do ator aos holofotes.


Sia, Burn the Pages


Yesterday is gone and you'll be okay
Place your past into a book
Burn the pages, let 'em cook

Por que ouvir: A Sia é uma das minhas pessoas favoritas do mundo e acho que deveria ser a pessoa favorita de todos. É uma das únicas artistas pop que respeito e acho que merece mais reconhecimento do que realmente tem, pois não usa de sexualidade para vender suas músicas, que ela mesma compõe, e esconde o rosto justamente para não desviar o foco do seu trabalho, que é a música e a arte envolvida. E suas letras são sempre sobre autoaceitação e superação, pelo que sou muito grata. E ela ainda é uma pessoa maravilhosa que não me decepciono em admirar.


Rammstein, Wo bist du?



So allein will ich nicht sein
Wo bist du? Wo bist du?


Por que ouvir: O Rammstein não é minha banda alemã favorita, mas o Rosenrot é um dos meus álbuns favoritos e essa música é uma das minhas favoritas, também. Acho a letra muito fácil de aprender, então a recomendo para quem está aprendendo alemão (ou tem curiosidade) que a ouça e tente acompanhar. Chega de usar Du hast, hahah!


Noel Gallagher's High Flying Birds, The Death of You and Me


Let's run away to sea
Forever we'd be free
Free to spend our whole lives running
From people who would be
The death of you and me
'Cause I can feel the storm clouds coming


Por que ouvir: Apesar de não ser minha favorita do álbum de estreia da carreira solo do Noel, ela foi o primeiro single e ninguém sabia muito bem o que achar de tudo isso - era novidade demais de uma vez só. Mas algumas ouvidas logo me conquistaram o suficiente pra eu decidir que gostaria de ouvir mais, e esse vídeo faz parte de uma trilogia que monta uma história bem louca (os três vídeos que a compõem estão no YouTube sob o nome Ride The Tiger, para quem quiser ouvir). 


Biffy Clyro, Victory Over the Sun


We can change the world
Despite of our enemies
We're fighting on
Listen to your heart and sing!


Por que ouvir: Eu fiz uma postagem inteira sobre o Biffy Clyro, mas nunca posso recomendar demais. Essa música faz parte do que considero ser meu álbum favorito da banda, e todos os vídeos dessa época são ótimos. Este, em particular, coloca Simon Neil como líder de um culto religioso (que eu seguiria alegremente, caham). É bastante intenso e gosto bastante do final.


Streetlight Manifesto, Linoleum


Possessions never meant anything to me
I'm not crazy
Well, that's not true, I've got a bed
And a guitar and a dog named Bob who pisses on my floor
That's right, I've got a floor
So what? So what? So what?

Por que ouvir: Parte de um álbum de covers que o Streetlight Manifesto lançou há uns anos, esse é um do famoso hino da banda punk NOFX. Aqui, desaceleraram bastante a música para um quase reggae, com um arranjo bem bonito na segunda metade, com violão e violino. Segundo o próprio Toh Kay, o caos da original não mostra como a letra de Linoleum é realmente triste.


Noel Gallagher, Wonderwall


There are many things that I would like to say to you
But I don't know how
Because maybe you're gonna be the one that saves me
And after all you're my wonderwall

Por que ouvir: Primeiro, já postei Noel e não podia repetir, mas tenho um excelente motivo. Segundo, TODO MUNDO já conhece Wonderwall, mas repito: tenho um excelente motivo. Depois de ouvir a versão que Noel toca nos seus shows, vocês nunca mais vão querer ouvir o Liam cantando Wonderwall de novo (se quiserem, tudo bem, mas sério). Como foi o Noel quem a compôs, imagino que essa deva ser a melhor maneira de interpretá-la. É muito, muito mais bonita. Sou apaixonada por essa versão. Por favor, ouçam.


The Specials, Little Bitch


And the only things you want to see are kitsch
The only thing you want to be is rich
Your little pink up-pointed nose begins to twitch
I know, you know, you're just a little bitch!


Por que ouvir: Sei que poucos dos meus amigos ouve ou sequer conhece ska e isso me entristece, porque é a coisa mais divertida que eu já tive o prazer de descobrir e me faz bem pra caramba (a galera tá pulando ali e eu to pulando sentada aqui). O Specials é uma banda super celebrada da segunda-onda do ska (expliquei sobre as diferenças aqui), dos anos 70, e essa música é uma das mais conhecidas da cena; várias bandas já a regravaram. A letra é uma patada em todas aquelas pessoas desprezíveis que fazem as coisas para aparecer. Esse vídeo é da turnê de reunião do Specials, há alguns anos.


Unheilig, Stark


Auf Wiedersehen
stark wie ein Baum der in der Sonne steht
stark wie die Wolke die vorüberzieht
stark wie ein Engel der zum Himmel fliegt

Por que ouvir: Convido-os a conhecer essa elegância de homem, um alemão que não canta músicas nervosas. Vocês gostam de chorar? Essa é daquelas que podem fazer isso. E várias outras dele (eu sei que ninguém gosta de chorar, mas vejam essa coisa linda).

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas das bandeiras mais interessantes do mundo

As bandeiras dos países do mundo são mais do que uma demonstração de cores e padrões: cada detalhe - a escolha e predominância das cores, as faixas, os símbolos, as formas - carrega um significado histórico e/ou cultural que ensina muito sobre o país representado. Selecionei para essa postagem algumas das histórias mais interessantes.
(Não vou falar da nossa Auriverde porque todos nós já estamos carequinhas, certo?)



Reino Unido Union Flag ou Union Jack (azul, vermelho e branco)
Essa bandeira não é a da Inglaterra, como muitos pensam, mas representa os quatro países que formam o Reino Unido: Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Esse desenho é usado desde 1801, quando a Grã-Bretanha se uniu à Irlanda do Norte, e é uma mistura das bandeiras desses países: a cruz vermelha de São Jorge (patrono da Inglaterra) sobre a cruz branca de São Patrício (padroeiro da Irlanda), por sua vez sobre a cruz de Santo André (padroeiro da Escócia). O País de Gales não está representado na …

O Dia dos Namorados e a visão de romance por uma assexual arromântica

Vejo que isso vem mudando lentamente, mas, como regra geral, todo mundo é naturalmente criado e tratado como heterossexual (e, consequentemente, heterorromântico). Eu, claro, cresci com essa absoluta certeza e não questionei isso até meados dos meus 20 anos. Até então, achei que eu só era mais "devagar" pra certas coisas, mesmo. Mas vamos ter que voltar um pouco e compartilhar informação demais.
Como expliquei na página de educação e visibilidade, o fato das orientações sexual e romântica serem coisas separadas e muitas vezes não serem correspondentes é o que mais confunde quem demora a "sair do armário". Eu mesma ainda me vejo questionando ambas, embora esteja convencida de que estou, ao menos, em algum espectro de ambas (confira a página mencionada). Não posso falar por todos os assexuais arromânticos porque, obviamente, cada pessoa é diferente da outra e as coisas são diferentes pra todo mundo. Então vou falar por mim.
Embora só tenha percebido isso recentement…

Conhece o teste de personalidade Myers-Briggs?

O MBTI (Myers-Briggs Type Indicator) é um teste psicométrico altamente difundido pelo mundo, embora não seja completamente validado pela psicologia.
Baseadas nas teorias tipológicas propostas originalmente por Carl Jung, Katherine Briggs e sua filha Isabel Myers desenvolveram este indicador na época da Segunda Guerra com a intenção de que, com tal teste, as mulheres descobrissem que trabalhos poderiam desempenhar com mais eficiência e conforto de acordo com os aspectos das suas personalidades. 
O teste considera 16 tipos de personalidades, representados por siglas que são combinações de quatro dicotomias. São elas:


EXTROVERSÃO x INTROVERSÃO SENSORIAL x INTUIÇÃO RAZÃO (Thinking) x SENTIMENTO (Feeling) JULGAMENTO x PERCEPÇÃO

Os 16 tipos são, portanto (clique para ampliar):



Ao realizar o teste, que consiste de várias perguntas a respeito de suas preferências pessoais, o indivíduo é apresentado a um relatório com a sigla das quatro dicotomias que representam seu tipo de personalidade. Um tes…