Sobre o HCtZ

Este blog já foi apresentado diversas vezes no decorrer dos anos, mas julguei necessário fazer uma página separada para uma única apresentação. Se você veio pra cá achando que encontraria a resposta para "Mas afinal de contas, qual é o tema desse blog?!", já peço desculpas antecipadamente. Não há tema, só há aquela vontade que bate de conversar sobre alguma coisa que acho interessante.

História:

Criei este espaço em 2009, logo após me formar na faculdade. Já tive vários blogs antes deste, mas, por sorte, me apeguei muito ao HCtZ. Ao terminar a faculdade, por não conseguir emprego imediato e não ter tido oportunidade de continuar estudando, fiquei bastante isolada e minhas companhias para conversar diminuíram drasticamente. Aqui era o meu canto de desabafo, compartilhamento de ideias, e depósito de bobagens em geral. Como todo blog pessoal, enfim. Com o tempo, leitores começaram a aparecer e então fui direcionando o conteúdo para que envolvessem assuntos de interesse meu que também pudessem ser do interesse geral dos outros. Abri as configurações para a listagem do blog no Google, e agora recebo visitas dos cantos mais inusitados do planeta.

Porém, creio ser importante deixar por escrito que não pretendo, e nunca pretendi, tornar este blog em um site de referência. Absolutamente tudo o que escrevo aqui é um papo que estou batendo com meus leitores. Não tenho intenção de ganhar dinheiro com o HCtZ, assim como não me interesso em abarcar milhares de seguidores postando com mais frequência ou sobre assuntos em voga. Não, esse ainda é o meu cantinho de refúgio. Não recebo muitas visitas dos meus amigos ou dos meus familiares (não que eles não saibam que esse cantinho exista), de qualquer forma, mas saúdo a todos os que vêm até aqui conversar comigo, ou dar uma espiadinha na conversa. Sejam todos muito bem-vindos!

Conteúdo:

Comecei postando assuntos de reflexão pessoal e muitos, muitos daqueles questionários que estavam na moda na época do MySpace e do Fotolog. Conforme as pessoas foram chegando, fui apagando o conteúdo mais irrelevante e deixando o que parecesse interessante. Eventualmente, ainda posto conteúdo pessoal, mas o que gosto mesmo de escrever é curiosidades e sugestões e de coisas que vi e gostei. Os assuntos recorrentes são:

  • Música. Desde curiosidades sobre artistas até indicações de lançamentos anuais e comparações de covers.
  • Leitura. Sugestões de livros através de relatórios de leitura frequentes.
  • Filmes e séries. Com menor frequência, algumas indicações de coisas legais que andei assistindo.
  • Ciência. Sou formada em Biologia e, embora não pratique a profissão, amo muito tudo o que a envolve. Então, de vez em quando, posto as "curiosidades biológicas inúteis" que são sempre um bom assunto pra se ter na manga naquelas festas constrangedoras.
  • Mitologia. Às vezes as histórias são meio complicadas de entender. Então eu as reescrevo de um jeito especial.
  • DIY. Não tenho esse talento, mas bem que tento. Aqui, posto todas as tentativas mais próximas do sucesso, com passo-a-passo.
 
O nome:

Na época em que criei o blog, ouvia muito Horror Rock e Punk. Meu apelido era Zombie nas redes sociais e até hoje o considero com carinho (afinal, não se deixa de ser zumbi, especialmente se se tem uma anemia que simplesmente não vai embora). O título vem de uma música da basicamente desconhecida (e acho que, atualmente, falecida) banda suíça The Spookshow:



Agradeço a visita e o interesse, e espero que encontre algo útil por aqui. Fique à vontade para compartilhar o conteúdo com quem quiser, só não esqueça de manter os créditos! Esse blog me dá um trabalho danado, e espero a compreensão e respeito de todos.

Ósculos e amplexos!
Manu